A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

fevereiro 21, 2017

Dia do Imigrante Italiano – 21 de fevereiro

“A vida é o nosso maior tesouro, mas é passageira. Um dia vem a morte, o único evento comum a todos, que iguala reis e plebeus, burgueses e camponeses, pobres e ricos e todos voltam ao pó do qual somos formados. Das existências vividas restam apenas as obras e as memórias, que serão tesouros efêmeros para os que ficam, que por fim também se vão, e assim também as gerações seguintes… e a névoa do passado acaba por encobrir a história daqueles a quem devemos a nossa existência. Mas, desde o maior conquistador ao mais humilde lavrador, todo ser humano que vive dignamente do seu trabalho e com ele oferece aos seus filhos a oportunidade ímpar de existir, merece o reconhecimento e a admiração das gerações futuras. Estas vidas, com todos os seus sonhos, emoções, alegrias e tristezas, fazem parte da aventura que permitiu estarmos hoje aqui. Se deixarmos que as suas memórias morram, estaremos enterrando uma parte de nós mesmos; uma parte que está nos nossos genes, na nossa aparência, na nossa personalidade.” 
(citação retirada de http://www.ortensi.com/historia/index.php#intro)

genova-em-1900

Porto de Gênova, em 1900

Hoje, 21 de fevereiro, no Brasil é comemorado o Dia do Imigrante Italiano.

Giuseppe Martini, meu tataravô, veio para um mundo desconhecido, com a ilusão de “fazer a América”, de ficar rico, esperando dar aos seus filhos a educação e a esperança que ele não pode ter. Chegou no Porto de Santos em 10 de abril de 1886, no Vapore Perseo. No Brasil, toda sua família teve uma vida de luta e abnegação. Foram exemplos de coragem. Emigrou, enfrentando um grande desafio movido pelo amor à família. Luigi Matini tinha 16 anos quando chegou e por aqui se casou (em Araras/SP). (more…)

fevereiro 17, 2017

Amor é Tudo que Você Precisa

Ontem à noite assisti um daqueles filmes leves, gostosos e com uma boa mensagem: O Amor é Tudo que Você Precisa – titulo original Den skaldede frisør da diretora dinamarquesa Susanne Bier. Fiquei encantado, fascinado, apaixonado, desde as primeiras sequências e permaneci assim até o final do filme.

O Amor é Tudo que Você Precisa é uma comédia romântica com uma pontinha no drama. Há problemas, imprevistos, desencontros e no final tudo acaba bem. Previsível assim.

Os cartazes do filme mostram um casal quase se beijando. Ele é Pierce Brosnan – a mulher, uma loura de cabelos longos, que nós, brasileiros, não conhecemos, mas o fato é que os cartazes mostram o que o filme não esconde e que demora muito a mostrar.

Resultado de imagem para Amor é tudo o que você precisa

Pierce Brosnan é um empresário bem sucedido e travado emocionalmente. Ida (interpretada por Trine Dyrholm, uma atriz dinamarquesa de beleza forte e nada convencional), aparece logo de cara na tela diante de sua médica. A quimioterapia terminou, informa a doutora; com mais alguns exames, ela poderá ser declarada livre do câncer que acometeu sua mama. A médica sugere que Ida faça então uma cirurgia de reconstrução do seio que foi retirado. Ida diz que não é necessário; o marido fica feliz, desde que ela continue fazendo o doce de que ele gosta – a torta de limão. (more…)

fevereiro 15, 2017

Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal – curso EaD gratuito

informativo_controlepublico_1turmapg2017

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, por meio da Escola Fazendária – Fazesp – informa que estão abertas as inscrições para o curso Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal – 1ª Turma de 2017.

O curso será realizado no próprio ambiente virtual da Fazesp e é direcionado a cidadãos interessados em compreender as políticas públicas do Estado, em especial a importância do orçamento público e os instrumentos disponíveis para o exercício do controle social.

Poderão participar estudantes, membros de organizações sociais interessados na temática, servidores públicos e cidadãos em geral.

Com uma carga horária de 40 horas, o curso possui três módulos: Estado e Sociedade no Brasil, Orçamento Público e Controle Social e Transparência.

Para aprovação e certificação, será necessário alcançar no mínimo 70% de acerto nas questões ao final de cada módulo.

Para mais informações e para realizar sua inscrição, clique aqui.

Serviço

Curso: Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal – 1ª Turma de 2017

Modalidade: Educação a Distância

Período de inscrições: de 20/02/2017 a 06/03/2017 ou até esgotarem-se as vagas.

Período de realização: de 06/03/2017 a 03/05/2017

fevereiro 13, 2017

A Aventura da Família Grazioli

Aqui no Asimplicidadedascoisas já escrevi muito sobre os meus antepassados da Família Martini

Nunca havia escrito sobre a Família Grazioli, que é a italianada por parte de minha mãe. Se não escrevi não foi por falta de tempo, mas sim por falta de informações. Há mais ou menos um mês resolvi começar a pesquisa para completar a minha árvore genealógica. Tinha algumas certidões de óbito, dados anotados de conversas que tive com minha mãe e tios… Quase nada de concreto.
O que sabia de meu avô João Grazioli é que ele casou-se com Thereza Bianchini e que teve os filhos: Delfina, Maria Angela, Joana Nathalina, Ercídio Maurício, Elizeu Jorge e Arthur Guilherme.
Quando minha mãe estava com 16 anos a minha avó faleceu. Moravam na Fazenda Mata Negra, no distrito de Morro Grande, hoje Ajapi, em Rio Claro/SP. Meu avô, com um dos irmãos, tinham terras por lá. Plantavam cana e fabricavam açúcar e cachaça. Minha tia Delfina, então com 18 anos, acabara de se casar com Otávio Fossaluza e mudou-se da fazenda. E assim a minha mãe acabou de criar os outros quatro irmãos.

1

Aristides (?) com João Grazioli

3

João Grazioli

Meu avô acabou perdendo a parte na fazenda por um ato nada lícito que não vou relatar aqui por não saber se realmente aconteceu. Sei que ele e os filhos mudaram-se para a cidade – Rio Claro/SP – onde abriu uma mercearia. Também perdeu esse comércio. Salvo engano a mercearia ficava na Avenida 32-A esquina com a Rua 4-a, na Vila Alemã. (more…)

fevereiro 11, 2017

A sabedoria na simplicidade

Este comercial é da TV Futura. Conta um pouco da história emocionante  de Dona Mariquinha, 84 anos, moradora de Bofete, no interior de São Paulo, de onde nunca saiu em mais de oito décadas de vida.

Ouvindo a fala simples e sábia de Dona Mariquinha- “Nós somos terra e estamos aqui de passagem” -, e “mosquito num senta” – Lembrei da simplicidade de meus avós e pais e me emocionei.

fevereiro 10, 2017

Ética e Cidadania Fiscal: curso em EaD e gratuito

A Escola Fazendária do Estado de São Paulo (Fazesp) informa que de 13 a 20 de fevereiro receberá inscrições para a primeira turma de 2017 do curso Ética e Cidadania Fiscal.

O curso é gratuito e será realizado no próprio ambiente virtual da Fazesp de 20 de fevereiro a 16 de junho. O conteúdo é direcionado a cidadãos interessados em obter conhecimentos sobre tributação, responsabilidades do Estado e exercício da cidadania, além de contribuir para a transparência na gestão pública e na prática da responsabilidade fiscal.

manualeticacidadaniafiscal

Entre os temas abordados estarão o Brasil e seus desafios; o papel da educação na transformação da sociedade; a estrutura dos poderes e suas atribuições; a classificação dos tributos; o panorama da sociedade brasileira atual; controle, transparência, lei de acesso à informação e participação social, o que é Ética e a diferença entre ética e moral.

(more…)

fevereiro 5, 2017

Dia Nacional do Imigrante Italiano – 19 de fevereiro

Você conhece o Museu da Imigração, em São Paulo? Ele está com um projeto muito bacana durante todo o ano de 2017 – o projeto VIVA! A cada edição do projeto VIVA!, o Museu irá oferecer tardes temáticas que celebram diversas representações culturais.

Em comemoração ao Dia Nacional do Imigrante Italiano (a ser comemorado em 19 de fevereiro), a edição de fevereiro do VIVA! reúne várias atrações para que o público possa viver experiências e sabores da cultura italiana. A programação inclui dança, música, palestras, exibição de filmes e documentários, oficinas culinárias, atividades infantis, exposição e tendas de alimentação com o melhor da gastronomia italiana tradicional e contemporânea.

italia

o Museu irá reunir várias atrações para que o público possa viver experiências e sabores da cultura italiana. A programação inclui dança, música, palestras, exibição de filmes e documentários, oficinas culinárias, atividades infantis, exposição e tendas de alimentação com o melhor da gastronomia italiana tradicional e contemporânea.

Eu criei uma Árvore Genealógica no site MyHeritage, e acabo de ver no blog deles que como um dos patrocionadores do projeto VIVA! irão fazer uma palestra bem bacana para todos os interessados. Uma das estagiárias do blog MyHeritage, a Izabelle (que está no Museu de terça a sábado, para ajudar a todos aqueles que precisam de um apoio na hora de criar a sua árvore genealógica, ou de fazer pesquisa no SuperSearch)  no dia 19/02 fará uma palestra às 17:00, mostrando como é fácil criar utilizar o programa.

Andiamo ragazzi!
Dia 19/02, das 11h às 19h (bilheteria até às 18h).
Entrada: R$6 (Meia: R$3)
Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1316. Mooca – São Paulo-SP

fevereiro 2, 2017

Lembranças de infância – sítio Boa Vista

Ah, o sítio Boa Vista, que pertenceu ao meu avô, Primo Martini. Era razoavelmente próximo da cidade (Rio Claro/SP), onde tudo era lindo e cheirava gostoso, apesar da simplicidade e da “terra ruim”, como ele mesmo dizia. Há bem mais de quarenta anos atrás a energia elétrica não tinha chegado por lá. Tinha apenas em um sítio vizinho, pelo que me lembro. Durante a noite o sítio e as estradas das cercanias eram iluminados só pela luz da lua. Era a única luz que tinham nas noites escuras. Na casa apenas a luz de velas, do fogão a lenha e de lamparinas – que para quem não conheceu vou descrever – podia ser feita de latão, vidro ou lata mesmo, com um pavio de cordinha de algodão que conduzia o querosene de dentro da lamparina para fora e podia ficar acesa a noite toda. O problema é que quando estava acesa soltava uma fumaça preta que deixava marcas pelas paredes e teto, e o nariz que ficava preto por dentro.

img_0123

Primo Martini

 

Na frente da casa e nas laterais tinha um jardim muito bem cuidado pela minha avó. Também perto de onde ficava o poço caipira tinha uma horta e mais flores. Para chegar até a casa tinha dois caminhos nos quais podiam passar carroças e carros (não tão comuns naquela época!). Um dos caminhos é o que passava antes pelo poço, que ficava à esquerda e a casa era lá embaixo. O outro caminho começava na escolinha rural – que era composta de apenas uma sala de aula em terreno cedido pelo meu avô e onde as crianças da região aprendiam as primeiras letras. (more…)

janeiro 30, 2017

Cidadania italiana

Seria impossível descrever o quanto estou feliz por concluir mais essa etapa da minha vida. O tão sonhado reconhecimento da minha cidadania italiana chegou hoje, pelos correios. Para uns, o processo é bem tranquilo. Para mim, de tranquilo não teve nada.

Leia mais sobre a minha saga em relação a cidadania clicando aqui

Em meados de 1985 decidi ir atrás da minha cidadania italiana pois sabia que meu bisavô era italiano. Aliás, todos os meus antepassados vieram de lá. Falei com meus pais, tios, enfim – todos os mais antigos da família e também os amigos deles para saber de onde o nono Martini era. Todos diziam que era de Treviso, no Vêneto. Mas e o Comune? Nada!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escrevi muitas cartas para diversas comunes, Gastei muita grana com certidões que venciam ano a ano. Achei o desembarque no Porto de Santos – chegaram em 10 de abril de 1886. E posteriormente descobri que ele não se naturalizou. Ufa!

Passaram-se anos até descobrir que ele veio de Cornuda, uma cidadezinha perto de Treviso.

Nesse meio tempo tive que retificar o meu nome e todos os documentos. Assinava Martin por um erro de registro. Quando meus pais se casaram houve um erro no cartório. E quando eu e minhas irmãs nascemos o erro persistiu. Retifiquei para Martini. (more…)

janeiro 29, 2017

Sintra – onde a nobreza e a elite de Portugal se encontram

Sintra tem clima ligeiramente mais fresco e por isso atraiu a nobreza e elite de Portugal, que construiu por lá palácios requintados, residências extravagantes e jardins decorativos. A variedade de edifícios históricos fascinantes e as belíssimas paisagens estabeleceram Sintra como um dos melhores destinos turísticos, assim como a viagem complementar mais popular a partir de Lisboa. Eu fiz um bate e volta de um dia e valeu a pena. Mas se você tiver dois dias disponível e puder dormir por lá, não pense duas vezes e aproveite.

Para uma cidade relativamente pequena, existe um número vasto de monumentos históricos e atrações turísticas interessantes. Contidos no interior de Sintra existem mais do que 10 monumentos nacionais, incluindo palácios opulentos, ruínas antigas e habitações decorativas. Estas atrações encontram-se espalhadas pelas colinas da região e muitas delas é um desafio para quem gosta de caminhar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No centro histórico existem belas ruas de paralelepípedos, com lojas e cafés tradicionais, tudo em redor do Palácio Nacional em estilo gótico.

Sintra proporciona uma viagem agradável de um dia a partir de Lisboa e eu recomendo uma visita ao Palácio Nacional, ao Castelo dos Mouros e ao Palácio da Pena. Existe um serviço econômico e regular de trens que liga Lisboa a Sintra.

O Palácio Nacional, de estilo gótico, foi utilizado extensivamente pela nobreza portuguesa entre os séculos XV e XIX e testemunhou o crescimento do país. As características exteriores mais distintas do palácio são duas chaminés enormes que se estendem desde a cozinha, enquanto no interior os quartos refletem a extensa história do palácio.

O Castelo dos Mouros ergue-se sobre Sintra e é um antigo castelo em ruínas, que data da era dos Mouros (séculos VIII a XII). O castelo foi parcialmente restaurado no século XIX, para se tornar num elemento central da área do Palácio da Pena. Das muralhas do castelo é possível observar paisagens fantásticas sobre Sintra e a região circundante.     (more…)

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: