A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 14, 2019

Brasil, quando imigrantes italianos substituíram escravos: viagem ao centro de acolhimento em São Paulo

A cidade de São Paulo, no Brasil, é a maior metrópole do hemisfério sul. Além disso, é também o centro econômico mais desenvolvido do hemisfério sul, além de ser a estrela guia da América Latina. Uma megalópole que tem mais de doze milhões de habitantes apenas na área urbana. 

No entanto, há apenas 150 anos, São Paulo era uma cidade pequena. “A chegada de uma grande quantidade de imigrantes mudou e moldou a cidade”, diz Angélica Beghini, historiadora à frente da equipe de pesquisa do Museu de Imigração do Estado de São Paulo. A maioria desses imigrantes era de nacionalidade italiana. 

Eles desembarcaram no porto de Santos e chegaram ao centro de recepção diretamente de trem. Antes do embarque, muitos já haviam assinado um contrato de trabalho aqui. Após a abolição da escravidão, o governo brasileiro organizou uma grande máquina de propaganda para atrair nova mão-de-obra para substituir os escravos. Os novos trabalhadores tinham que ser preferencialmente brancos e europeus, de modo que o “recrutamento” já estava começando do outro lado do hemisfério “, segundo Angélica. 

Os italianos chegaram em massa em São Paulo, tanto que hoje, mais ou menos, um em cada três paulistas tem origem italiana. Sua chegada moldou a cidade não apenas do ponto de vista econômico, mas também do ponto de vista sociocultural, reduzindo o crescimento do centro mais importante do hemisfério sul. 

Vídeo Por Mario Di Ciommo, do repubblica.it

Anúncios

setembro 8, 2019

Assis – a cidade de São Francisco

Em fevereiro desse ano realizei um de meus maiores sonhos: ir até Assis, na Itália. De Perúgia, fui para lá de trem até a frazione Santa Maria degli Angeli. E lá tem a basílica de Santa Maria degli Angeli  – a qual é uma basílica papal situada numa planície no sopé de uma colina em Assis. Foi construída em estilo maneirista entre 1569 e 1679 à volta de uma pequena igreja do século IX, a Porciúncula, o local mais sagrado para os franciscanos, pois foi nela que o jovem Francisco de Assis compreendeu sua vocação e renunciou o mundo para viver em pobreza entre os pobres, iniciando o movimento franciscano. Mas, sobre a Porciúncula e Santa Maria degli Angeli falarei em outro post. Agora gostaria de centrar sobre a Basílica de São Francisco de Assis.

Visitar a Basílica é uma experiência inesquecível. Talvez porque ela seja rodeada de paisagens espetaculares ou porque, nela, a gente sente a presença do santo em cada canto.

A igreja foi tombada como patrimônio da humanidade pela Unesco e está construída no mesmo local onde São Francisco quis ser sepultado: uma colina que, na época medieval, era chamada de Collis Inferni (Colina do Inferno), pois ali eram enterrados os corpos dos condenados à morte. Depois de ser colocada a primeira pedra para a construção da basílica, a colina foi rebatizada de Collis Paradisi (Colina do Paraíso).

(more…)

agosto 27, 2019

Triângulo SP promove o Festival do café, com degustações e shows

Fonte: http://www.capital.sp.gov.br

Não é por acaso que São Paulo foi chamada na história de cidade dos barões do café. A própria pujança econômica da metrópole vem de uma época em que o café era o principal produto produzido aqui.

Mas o paulistano também é um apreciador da arte de beber café. E no próximo final de semana, nos dias 29, 30 e 31 de agosto, poderá percorrer a região central da cidade fazendo justamente isso: beber café.

Fonte/imagem: Blog A Vida No Centro

O Festival do Café, uma iniciativa da Secretaria Municipal do Turismo, alia as principais cafeterias da região central ao prazer de assistir a shows intimistas e passear pelo Triângulo SP, o chamado centro histórico da cidade, compreendido entre a Praça da Sé, o Largo São Francisco e o Largo São Bento.

“O Triângulo SP é um recorte dos principais pontos turísticos do Centro Histórico. O Festival é uma iniciativa para que o paulistano conheça a região e a relação que esses atrativos têm com a história do café”, comenta o Secretário de Turismo, Orlando Faria.

 Confira a programação completa do Festival:

(more…)

abril 16, 2019

Stonehenge: eu fui!

Stonehenge, no sul da Inglaterra, está entre os sítios arqueológicos mais emblemáticos do mundo e um de seus maiores enigmas. O círculo megalítico na Planície de Salisbury inspira temor e fascinação – mas também intenso debate, cerca de 4.600 anos depois de ter sido construído por antigos britânicos que não deixaram nenhum registro escrito. Em minhas últimas férias estive visitando o local, acompanhado de Carlos André dos Santos e Luíza, sua filha, que gentilmente apresentaram-me o lugar fantástico e cheio de energia!

O misterioso passado do monumento gerou inúmeras histórias e contos. Segundo o folclore, Stonehenge foi criado por Merlin, o mago da lenda arturiana, que transportou magicamente as pedras maciças da Irlanda, e seres gigantes montaram o círculo. Outra lenda diz que os dinamarqueses invasores ergueram as pedras, e outra teoria diz que eram as ruínas de um templo romano. As interpretações modernas não são menos fantasiosas: alguns argumentam que Stonehenge é uma área de pouso de espaçonaves para alienígenas, e ainda mais dizem que é um símbolo gigante de fertilidade na forma de genitália feminina.

(more…)

abril 11, 2019

Orvieto – uma preciosidade da Umbria, centro da Itália

A cidade de Orvieto está na região da Umbria e localiza-se no centro da Itália. Antes da ascensão dos romanos e do seu Império, a civilização mais desenvolvida e importante na região era a etrusca, que dominou a região cerca de mil anos deixando muita coisa dessa cultura intrínseca nas construções de lá. O seu território estendeu-se desde o norte da Toscana até ao rio Tibre (Tevere, em italiano), no norte do Lácio. Eles fundaram muitas cidades, e algumas delas persistem quase intactas, até os dias de hoje. Orvieto é um destes tesouros.

Uma das razões e provavelmente a mais significativa para esta cidade existir até hoje é a sua impressionante localização. Ela está situada no topo plano de um maciço de rochas vulcânicas, no meio do caminho que ligava Roma a Florença. A localização elevada e as muralhas construídas à volta da cidade deram-lhe proteção suficiente, tornando-a quase impossível de conquistar.

O ponto alto de Orvieto como cidade foi durante a Idade Média, especialmente nos séculos XII e XIV. Durante este período, a cidade viu surgir em seu entorno novos e belos palácios e monumentos.

(more…)

março 26, 2019

Perugia – um itinerário de arte sacra entre as igrejas do centro

Perugia e um itinerário de arte sacra entre as igrejas do centro: Sant’Ercolano

Exausto dos museus e edifícios históricos, no antigo círculo das muralhas etruscas? Não se preocupe: ainda existem muitas igrejas para visitar. Se você é um amante da arte e da arquitetura sagrada há muito o que ver em Perugia. Uma das igrejas mais fascinantes e curiosas é certamente Sant’Ercolano: um edifício octogonal que cresce em altura, quase como uma torre. Seus interiores são totalmente afrescados: uma obra-prima do barroco.

A trindade e os santos na capela de San Severo

A pequena capela de San Severo é outra igreja que é preciso ver, porque dentro dela você pode admirar outra das obras-primas feitas por Perugino e Rafael: o afresco da Trindade e dos Santos.

O Arco de Augusto

Um antigo complexo monástico: Santa Maria Nuova

Pertencente aos beneditinos, o complexo monástico de Santa Maria Nuova, com sua igreja e seu campanário histórico projetado por Galeazzo Alessi, não está longe de San Severo e remonta ao século XIII. Seus interiores são um dos mais belos exemplos do final da Renascença de Perugia.

A Igreja do Jesus: uma arquitetura “hierárquica”

Entre os edifícios sagrados de Perugia, a Igreja do Gesù é certamente a mais curiosa do ponto de vista arquitetônico. Há, de fato, três diferentes oratórios sobrepostos no interior, seguindo as hierarquias sociais do século XVI: um oratório para os nobres, um para os artistas (mas também os artesãos) e outro para os colonos (que cultivavam a terra).

Um exemplar do barroco na cidade medieval: San Filippo Neri

É também chamada de Igreja Nova e é um belo exemplo de arte e arquitetura do século XVII em uma cidade onde as vistas mais características são medievais e renascentistas. A igreja de San Filippo Neri é uma verdadeira obra-prima e certamente merece uma visita.

(more…)

Perugia, a capital e o coração da Úmbria – paixão entre arte e chocolate!

Fundada pelos etruscos e rica em evidências da Idade Média e do Renascimento, Perugia é uma cidade sem igual. Em minhas últimas férias estive hospedado na cidade por nove dias inesquecíveis. Desde a hospedagem, reservada pelo Airbnb, em imóvel do Gabriele – em um apartamento localizado na Via dei Priori, em pleno centro histórico, tudo foi fantástico. Como também foi fantástica a recepção durante a chegada ao local por sua irmã Francesca e pelo cuidado que teve nos dias seguintes.

O centro histórico de Perugia contêm imponentes edifícios, igrejas e museus, e muitos recantos pitorescos a se descobrir, juntamente com as premissas de uma das suas tradições mais típicas: o chocolate.

Então, o que ver em Perugia e quais caminhos seguir em suas ruas e praças? Aqui está uma visão geral dos principais locais de interesse. Mas eu aconselho: perca-se por Perugia. Não tenha medo. Não irá se arrepender!

(more…)

janeiro 10, 2019

Cidadania Italiana – Arquivos de Estado Italiano com documentação digitalizada

Os Arquivos Estatais conservam muitas coleções e séries documentais úteis para a investigação genealógica e a história das pessoas e das famílias.

No âmbito da administração de arquivos italianos, os Arquivos Estatais, estão articulados numa rede de Comunes/Províncias e representam os mais importantes institutos de conservação e valorização da documentação pública estatal. Neste conservam-se:

1) os arquivos dos Estados italianos anteriores à unificação da Itália;

2) os documentos dos órgãos judiciais e administrativos centrais e periféricos do Estado que já não são necessários;

3) todos os outros arquivos e documentos, públicos e privados, que o Estado possui ou tem recebido em depósito ou doação, como arquivos de famílias, de empresas, de corporações religiosas e entes públicos não estatais.

Nos Arquivos Estatais são conservadas muitas fontes, seja públicas ou privadas, indispensáveis para a investigação genealógica e para a história de famílias e pessoas. As principais são:

  • O Registo Civil com os seus correspondentes índices originais, anuais e decenais;
  • A documentação relativa ao recrutamento e à carreira militar;
  • Os arquivos notariais;
  • Os arquivos de famílias e pessoas;
  • Fontes nominais e fontes para a emigração.
(more…)

janeiro 5, 2019

A tradição do dia de Reis, na Espanha

O dia 6 de janeiro é o dia mais aguardado pelas crianças espanholas, e também pelos mais crescidos. Sim, é neste dia que se abrem os presentes de natal! O “Día de los Reyes Magos” é uma das festas mais populares da tradição cristã em Espanha, que assinala a visita dos três reis magos ao menino Jesus e também o final do período de Natal. O dia é celebrado um pouco por todo o mundo, mas na Espanha tem um significado especial.

Entrega de presentes

A entrega de presentes neste dia é a tradição espanhola mais conhecida. O costume tem o propósito de replicar o gesto dos reis magos que, quando visitaram o menino Jesus, ofereceram ouro, incenso e mirra. No dia 6 de janeiro pela manhã, as crianças abrem os seus presentes, oferecidos com o objetivo de manter viva esta tradição.

Cartas aos reis magos

Associada ao Dia de Reis está outra tradição: em vez de enviarem cartas ao Papai Noel, as crianças espanholas enviam cartas aos reis magos com os seus pedidos de presentes para receberem no dia 6 de janeiro. As cartas são normalmente redigidas na véspera da celebração, no dia 5 de janeiro, e amarradas em balões de cores que são largados no céu, levando os desejos das crianças.

“Rosca de reyes” com chocolate quente

Comer “roscón” ou “rosca de reyes” acompanhada de um chocolate quente é outra das tradições célebres na Espanha associadas a esta festividade, que remonta à Idade Média e simboliza paz, amor e esperança, além de fortalecer a convivência familiar. A forma circular do “roscón” representa o amor eterno de Deus e a coroa do rei, enquanto as frutas decorativas representam as distrações do mundo.


O mais legal é que dentro da rosca vem duas surpresas. Ao comer, quem encontre uma figurinha terá sorte por todo o ano. E quem encontre uma fava pagará o Roscón. Gostou dessa tradição? A Espanha é um país com muitas curiosidades a descobrir.

(more…)

dezembro 28, 2018

Viagens – programe-se, aproveite-as, mas sobretudo aprenda!

Que eu adoro viajar todos que passam por aqui já sabem. Minhas viagens são sempre econômicas, mas busco tirar o máximo que posso de cada lugar. Ver, aprender, conviver, tudo isso sem gastar muito. Esse é o meu lema.

Em minhas viagens, muitas vezes vejo as pessoas fazendo uma foto e saindo rápido em busca do próximo local para uma selfie. Acabam não aprendendo nada sobre o local, não leem nada a respeito antes, durante ou depois da visita, não interagem com os locais de verdade. Querem apenas mostrar que estiveram no local, que comeram tal comida em tal lugar…

Meus queridos, se vocês podem viajar, tendo ou não condições para tudo o que gostariam de fazer, façam uma viagem envolvente, que mude algo em vocês! Leiam a respeito, pesquisem e vivenciem o local, não se prendam aos clichês dos pontos turísticos ou do restaurante famoso.

Minhas viagens são sempre muito bem planejadas, com passagens e trechos comprados antes, para não correr o risco de entrar em uma furada. De chegar ao local e ter que enfrentar uma fila gigante para comprar a entrada. Então, ao pensar em uma viagem, tomem coragem, planejem-se financeiramente e em relação ao tempo e as dificuldades que poderão enfrentar.

Sou daqueles que sempre viajam com pouco dinheiro, ficando em Airbnbs da vida, visitando supermercados, comendo comida feita em casa, pegando caronas de bla bla car.  E saibam, isso é possível, mas que as vezes exige muito esforço e planejamento! E vale a pena! Eu garanto!

Da forma como vocês decidirem suas viagens, por favor, viajem com a cabeça aberta e voltem diferentes, aprendendo mais e mais sempre!

Abaixo, compartilho um texto que li na internet e que gostei muito. Vai ao encontro de tudo o que penso!

Boas férias!!

“Eu sempre acreditei que, ao fazer uma viagem, o mais importante é ter a cabeça aberta. Cabeça aberta e livre de preconceitos pra entender a cultura que você está emergindo. Pra experimentar as comidas típicas. Pra conversar com os locais além de taxista, garçom e atendente do hotel. E eu te peço, não vá viajar apenas como turista, pra tirar algumas fotos em frente à monumentos, postar no Instagram e voltar pra casa. Explore os lugares que você visita. Converse com as pessoas, ande sem direção pelas cidades, mergulhe de cabeça nas diferentes culturas que você conhecer ao longo da sua vida. Deixe o mapa de lado e se perca. As vezes é se perdendo por uma cidade desconhecida que você se encontra na vida. Se for um país pobre, não ande com medo dos locais. Se for um país rico, não o ache melhor que os demais países. Entenda e respeite as diferenças de cada lugar. Dessa forma, você terá sempre um pouquinho de cada cultura dentro de si, e nunca andará sozinho por aí. Não volte de uma viagem do mesmo jeito que chegou, apenas com umas fotos bonitas a mais no celular e uns dólares a menos na conta do banco. Volte sempre diferente, com novos aprendizados, novos amigos, novas histórias. O conhecido já estará te esperando em casa, pra quando você voltar. Fuja o máximo possível dele enquanto estiver longe. Brinque com as crianças na rua, compre comida nas feiras, ande de transporte público, se vista com as roupas típicas, saia a noite com os locais. Se uma viagem não te desafiar a sair da sua bolha, ela não estará te agregando em nada. Crie laços com o desconhecido, é ele que vai te levar mais longe.” Texto da Amanda Areias disponível no: Mochila Brasil.

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

alimmentos.wordpress.com/

O ato de comer alimentos saudáveis envolve fornecer ao corpo as substâncias essenciais que precisamos para viver bem. O conjunto de alimentos que comemos deve atender as nossas necessidades diárias recomendadas e fornecer os componentes promotores de saúde para aumentar a expectativa e qualidade de vida. Desfrute de uma refeição saudável e elaborada com qualidade.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: