A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

novembro 12, 2018

Curso ITCMD – Procedimentos – inscrições abertas

CLIQUE AQUI E FAÇA SUA INSCRIÇÃO


ITCMD

Anúncios

outubro 30, 2018

O Museu do Café, em Santos

Além de saborear ótimos cafés, você conhecerá o espaço cultural que conta a trajetória do grão até os dias atuais

Café como patrimônio e identidade nacional. A história desse produto agrícola é relatada na exposição “Café, patrimônio cultural do Brasil: ciência, história e arte”, no Museu do Café.

Instalado no edifício da antiga Bolsa Oficial de Café, na cidade de Santos, no litoral paulista, o espaço cultural visa preservar e divulgar a história do café no Brasil e no mundo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A exposição de longa duração contextualiza as particularidades da produção e comércio do grão ao longo da história até os dias atuais, por meio de objetos, imagens, vídeos e mapas.

Há opções de visitas especiais e mediadas que abordam, de forma didática, a história do café e curiosidades do edifício, com programas voltados para alunos e professores. Saiba mais.

 

Serviço

Bolsa Oficial de Café
Rua XV de Novembro, 95 – Centro Histórico, Santos – SP
Para mais informações: (13) 3213-1750 ou e-mail: museudocafe@museudocafe.org.br

BONDE CAFÉ

Fonte: http://www.museudocafe.org.br

O Museu do Café, em parceria com a Prefeitura de Santos, por meio da Secretaria de Turismo e a Companhia de Engenharia de Tráfego – CET Santos, lançou, no dia 9 de janeiro de 2015, o Bonde Café, a nova atração turística da cidade. O veículo temático é inédito na América Latina e fez parte das comemorações do 469º aniversário de Santos, passando a integrar a linha de bondinhos a partir da data de sua inauguração.

O diferencial do Bonde Café está na estilização criada durante sua restauração. Além de um layout exclusivo na adesivagem externa, o espaço interno do veículo é equipado com ar condicionado, duas televisões, elevador para pessoas com deficiência física, estrutura para preparação de café coado e mesas e cadeiras para acomodação e degustação gratuita de café gourmet. O bondinho comporta até 24 passageiros, além do guia, barista e maquinista.

Funcionamento

O Bonde Café sai da Estação do Valongo – Largo Marquês de Monte Alegre, 2 – Valongo,

  • às sextas, das 13h30 às 16h30, a cada uma hora;
  • aos sábados, das 11h50 às 16h50, a cada uma hora;
  • aos domingos, das 12h30 às 16h30, mantendo o mesmo intervalo.

Veiculação a partir de agendamentos

Saídas da Estação do Valongo, a cada uma hora.

  • às quintas e sextas, das 10h30 às 12h30.

O valor do ingresso é R$ 7,00.

Mais informações pelo telefone (13) 3201-8000 – Secretaria de Turismo de Santos.

Curso de Formação para Conselheiros Municipais de Guarulhos

São Paulo, setembro de 2018 

Nos dias 10, 11 e 12 de setembro, aconteceu no Adamastor Centro, em Guarulhos, o Curso de Formação para Conselheiros Municipais, com o intuito de capacitar conselheiros daquela localidade para que possam exercer seu papel nos Conselhos, por meio do acompanhamento e fiscalização cidadã das políticas públicas e da utilização de ferramentas de controle social, auxiliando a prefeitura na aplicação efetiva dos recursos públicos.

O treinamento, que faz parte do portfólio de ações do Grupo de Educação Fiscal Estadual – GefeSP, foi oferecido pelo Centro de Educação Fiscal – CEF, da Escola Fazendária do estado de São Paulo – Fazesp, em parceria com a Escola de Administração Pública de Guarulhos – ESAP, com a Receita Federal da 8ª Região Fiscal – município de Guarulhos e Prefeitura Municipal. Os 152 inscritos participaram de uma série de palestras e oficinas sobre assuntos como a Lei de Acesso à Informação, Portais de Transparência, Serviços de Acesso à Informação ao Cidadão, Planejamento e Execução Orçamentária, estrutura e funcionamento dos Conselhos de Políticas Públicas, entre outros temas. (more…)

outubro 15, 2018

15 de outubro é o dia do Professor – conheça como surgiu a data

Meu ingresso na carreira do Magistério foi em Rio Claro/SP. Uma das primeiras  na qual ministrei aulas foi a EE Prof. João Batista Leme.

Tenho lembranças maravilhosas das Escolas por onde passei, mas outras nem tanto.

Início do ano letivo. Primeira aula no segundo ano do ensino médio noturno, na Batista Leme. Meu segundo ano como professor de Geografia.

Entro na sala, alunos em suas carteiras, menos um. Rapaz magro, alto, boné na cabeça, aba baixa, escondendo os olhos, em pé e na frente da sala. Cumprimento a todos, gentilmente peço a ele para que se sente. Ele fica bem próximo a mim, ergue a camiseta e vejo um revólver. A garota da primeira fila alerta-me: professor, melhor não se meter com o Reginaldo!

Repentinamente ele sai da sala. Alguns meses se passam, continua frequentando as aulas, mas sem demonstrar interesse, por mais que eu tentasse ajudá-lo. E assim foi em todas as disciplinas. Tempos depois desaparece da escola.

Era uma quarta-feira. Leio o jornal e lá estava o Reginaldo nas notícias policiais. Com um companheiro cometera um assalto na padaria do bairro. Assustado, disparou um tiro que acertou um dos rins de um dos proprietários. No mesmo dia fiquei sabendo que na hora do assalto estavam na padaria a cuidadora e a filha de uma das professoras da Escola.

Dias depois ele pediu para que uma das irmãs passasse no Batista Leme para pedir que a professora fosse ter com ele na cadeia. Queria se desculpar. Entregou à ela um bilhete destinado a mim, rascunhado em um pedaço de folha de caderno. Nele, escreveu um pedido de desculpas, dizendo que eu sempre o tentei ajudar e que nunca se interessou. Tenho esse bilhete guardado. Poucos meses depois soube que estava livre.

Nunca mais o vi, mas sinceramente espero que esteja bem e feliz.

 

Mulheres não devem ensinar matemática: o que dizia o decreto imperial que inspirou o Dia do Professor

 

Fonte: Folha, 14/10/2018 Edison Veiga

MILÃO

“O 15 de outubro faz alusão à criação das classes de primeiras letras no Brasil”, afirma a historiadora Katia Abud, professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Mas as comemorações só tiveram início no século 20.Ficava na rua Augusta, 1520, em São Paulo, o Ginásio Caetano de Campos – apelidado de Caetaninho, já que desde 1894 existia a Escola Caetano de Campos, na época ainda no endereço da Praça da República. Ali, um grupo de professores teve a ideia de interromper o ano letivo com um dia de folga. E uma pequena comemoração, em que houvesse o reconhecimento pelo trabalho realizado. Sugeriram o 15 de outubro, oportunamente equidistante dos períodos de férias escolares e significativamente importante para a educação no Brasil, por causa do decreto imperial de 1827. Aos poucos, a ideia pegou. Outras escolas começaram a fazer o mesmo. Até que, em 14 de outubro de 1963, o então presidente João Goulart assinou o decreto nº 52.682 e criou o feriado escolar do Dia do Professor no Brasil.

Decreto imperial foi uma tentativa de organizar a educação no Brasil, explica o historiador Diego Amaro de AlmeidaDecreto imperial foi uma tentativa de organizar a educação no Brasil, explica o historiador Diego Amaro de Almeida – Divulgação/Secretaria de Educação Santa Catarina

EDUCAÇÃO IMPERIAL

Mas, afinal, o que era essa tal lei de 1827? “A lei foi uma tentativa de organizar a educação no Brasil”, resume o historiador Diego Amaro de Almeida, pesquisador do Centro Salesiano de Pesquisas Regionais. “O imperador acaba propondo um projeto de educação que tinha em sua base a promoção do próprio Brasil. Entretanto, devido ao momento e às condições materiais do país, o cumprimento integral da lei foi algo complicado de ser resolvido.”Em 17 artigos, o imperador Dom Pedro I (1798-1834) mandou “criar escolas de primeiras letras em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos do Império”. “Dom Pedro, por graça de Deus, e unânime aclamação dos povos, imperador constitucional e defensor perpétuo do Brasil”, conforme relata o documento, decreto que “em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos haverão as escolas de primeiras letras que forem necessárias”.”Mais do que uma lei relacionada à educação ou ao ensino, foi uma lei que definiu a instrução pública no Brasil”, comenta o pesquisador Vicente Martins, professor da Universidade Estadual Vale do Acaraú. A lei apresentava alguns pontos bastante curiosos. O artigo terceiro, por exemplo, estipulava que os professores deveriam ter salários anuais de 200 mil-réis a 500 mil-réis. “Com atenção às circunstâncias da população e carestia dos lugares”, pontua o decreto. (more…)

setembro 7, 2018

Os Ipês estão floridos

Estou passando o final de semana prolongado em Rio Claro/SP, minha terra natal e encantado com os ipês floridos. Agora acontecendo as floradas dos amarelos e rosas. Dias atrás eram os roxos e brancos.

Thoureau, que amava muito a natureza, escreveu que se um homem resolver viver nas matas para gozar o mistério da vida selvagem será considerado pessoa estranha ou talvez louca. Se, ao contrário, se puser a cortar as árvores para transformá-las em dinheiro (muito embora vá deixando a desolação por onde passe), será tido como homem trabalhador e responsável. Lembro-me disso todas as manhãs, pois na minha caminhada para o trabalho passo por um ipê rosa florido. A beleza é tão grande que fico ali parado, olhando sua copa contra o céu azul. E imagino que os outros, encerrados em suas pequenas bolhas metálicas rodantes, em busca de um destino, devem imaginar que não funciono bem.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Gosto dos ipês de forma especial. Questão de afinidade. Alegram-se em fazer as coisas ao contrário. As outras árvores fazem o que é normal – abrem-se para o amor na primavera, quando o clima é ameno e o verão está prá chegar, com seu calor e chuvas. O ipê faz amor justo quando o inverno chega, e a sua copa florida é uma despudorada e triunfante exaltação do cio. (more…)

setembro 5, 2018

Prêmio busca reportagens sobre educação fiscal e oferece R$ 3.000 para o primeiro colocado

A Federação das Associações de Fiscais de Tributos Estaduais, em parceria com a Secretaria da Receita Federal do Brasil e com o Programa Nacional de Educação Fiscal, realiza a 7ª edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal. A cerimônia de entrega de prêmios e troféus será realizada em Brasília, no dia 28 de novembro.

O objetivo da premiação na categoria imprensa é incentivar a produção de reportagens que tenham como tema a educação fiscal. Também é importante que os trabalhos comuniquem de maneira clara conceitos básicos sobre a temática ao público.

Para concorrer na categoria imprensa é necessário enviar reportagens que tenham sido veiculadas entre 1º de janeiro e 28 de setembro deste ano. O primeiro colocado receberá R$ 3.000, enquanto o segundo, R$ 2.000.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site até o dia 28 de setembro. Profissionais da área e estudantes de jornalismo podem participar. Mais informações sobre o prêmio podem ser encontradas aqui.

TEMPO CERTO

Folha Poder 04/09/2018 Painel

O auditor Kleber Cabral, presidente da Unafisco (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal), defende que as regras da Lei Rouanet sejam revistas na esteira da tragédia do Museu Nacional.

BOLSO

“Enquanto milhões de recursos públicos da lei foram torrados em eventos culturais lucrativos, a memória e a cultura nacional de 200 anos foram incineradas”, diz ele, referindo-se ao incêndio.

A Unafisco fez um levantamento de projetos beneficiados por leis de incentivo, como o musical “Shrek”, que foi autorizado a captar R$ 17 milhões há alguns anos, e shows da cantora Claudia Leitte, que captou R$1,2 milhão. “Há regras frouxas que escandalizam a sociedade”, afirma.

Fonte: Folha de São Paulo 4.set.2018 

agosto 30, 2018

X CONCURSO FOTOGRÁFICO “RIO CLARO REVELA SUA HISTÓRIA” – 2018

 X CONCURSO FOTOGRÁFICO “RIO CLARO REVELA SUA HISTÓRIA” – 2018
 REGULAMENTO
O Concurso Fotográfico “Rio Claro Revela sua História”, regulamentado pela Lei Municipal nº 4648 de 17 de dezembro de 2013, é um projeto do Arquivo Público e Histórico do Município de Rio Claro “Oscar de Arruda Penteado”, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, que objetiva reconhecer a importância da fotografia como documento, produzir acervo iconográfico e atualizar o registro da história recente da cidade.
ChamadaRCR2018_internet
Tema: “Cartões Postais: um olhar atual sobre Rio Claro”
Cartões postais são um convite à viagem! Constituem “imagem-lembrança”, cuidadosamente escolhida de uma obra ou de uma paisagem, como um emblema afetuoso aos que estão distantes, procurando estabelecer uma comunicação entre ausentes, por meio de imagens – geralmente ruas, monumentos e praças de uma cidade – que expressam vínculos e memórias afetivas. Segundo Schapochnik (1998, p.427), “os cartões postais nos oferecem um ‘mapa com a geografia das nossas lembranças’. O ato de revisitá-los é uma oportunidade para surpreender as centelhas do passado que evocam o cotidiano e emoções”.

agosto 21, 2018

Prêmio Tesouro Nacional – 2018 – Inscrições abertas!

Premio Tesouro Nacional 2018

Idealizado pela Secretaria do Tesouro Nacional, o concurso tem a finalidade de estimular a pesquisa na área de Finanças Públicas, reconhecendo os trabalhos de qualidade técnica e de aplicabilidade na Administração Pública. Poderão concorrer trabalhos individuais ou coletivos,  de candidatos de qualquer nacionalidade e formação acadêmica (graduação ou pós-graduação).

Temas:

  1. EQUILÍBRIO, TRANSPARÊNCIA E PLANEJAMENTO FISCAL DE MÉDIO E LONGO PRAZO
  2. GESTÃO DE TESOURARIA, COMPOSIÇÃO, RIGIDEZ E ALOCAÇÃO EFICIENTE DO GASTO PÚBLICO
  3. FEDERALISMO FISCAL

(more…)

agosto 9, 2018

Centro de Educação Fiscal-CEF, da Fazesp, promove curso gratuito sobre Orçamento Público, Controle Social e Cidadania fiscal

orçamento

O Centro de Educação Fiscal – CEF, da Escola Fazendária do Estado de São Paulo (Fazesp) informa que abrirá inscrições para a 3ª turma de 2018 do curso Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal. O conteúdo é de interesse de professores, estudantes, membros de organizações sociais interessados na temática, servidores públicos e cidadãos em geral que poderão se inscrever, via internet, no período de 13 de agosto a 03 de setembro, ou até o término das vagas, o que acontecer primeiro.

O curso é gratuito e será realizado no próprio ambiente virtual da Fazesp de 03 de setembro a 15 de outubro. O conteúdo é direcionado a cidadãos interessados em compreender as políticas públicas do Estado, em especial a importância do orçamento público e os instrumentos disponíveis para o exercício do controle social.

Com uma carga horária de 40 horas, o curso possui três módulos: Estado e Sociedade no Brasil, Orçamento Público e Controle Social e Transparência.

Para aprovação e emissão de certificado será necessário alcançar no mínimo 70% de acerto nas questões ao final de cada módulo. Para mais informações e para realizar a inscrição acesse a página do curso na Escola Virtual Fazesp.

Informações

Curso: Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal – Turma 3/2018

Modalidade: Educação à Distância

Período de inscrições: 13 de agosto a 03 de setembro, ou até o término das vagas, o que acontecer primeiro.

Período de realização: 03 de setembro a 15 de outubro.

Público-alvo: estudantes, membros de organizações sociais interessados na temática, servidores públicos e cidadãos em geral

Carga horária: 40 horas

Vagas: 500

agosto 2, 2018

Concurso #minhaartenacapa – prorrogação

As inscrições para a primeira fase do concurso Minha Arte na Capa (fase de produção), da Secretaria Estadual de Educação, que iriam até dia 3 de agosto, foram prorrogadas até o dia 15 de agosto. Nessa fase, as diretorias regionais recebem das unidades de ensino as sugestões de desenhos de estudantes matriculados em classes do Fundamental (Anos Inicias e Finais), Médio e Educação de Jovens e Adultos. As 10 melhores ilustrações vão estampar o kit escolar de 2019. O resultado sai em 29 de outubro.

Neste ano, os candidatos escolhem um dos dois temas: Cidadania e Ação ou Alimentação Consciente. Serão aceitos trabalhos individuais ou de equipes com até três alunos orientados por um professor de qualquer disciplina. Já as ilustrações devem seguir o seguinte padrão: em papel sulfite, tamanho A4, sem bordas e margens e sem nenhum tipo de identificação. Podem utilizar técnicas com lápis de cor, guache, hidrocor, aquarela, pastel, nanquim, crayon ou cera. O regulamento completo está disponível aqui. (more…)

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: