A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

janeiro 7, 2015

Lembranças do tempo de ginásio – Prof. João Batista Leme, de Rio Claro/SP – por Lenira Callau

Lembranças… por Lenira Callau

Recordo-me quando fui para o Batista Leme… Fui para cursar a 7ª série, conheci um novo grupo, novos professores, o que me encantou. Ali tudo era muito alegre, muito organizado.

BL

Logo no começo houve um caso engraçado dentre tantos, mas lembro-me que era tempo já meio frio, e era moda usar uma jaqueta dupla face de nylon. O Airton tinha uma, e não sei por qual motivo, assim, do nada, a Fátima Surian tascou-lhe uma mordida que rasgou a jaqueta e machucou o colega. E os dois foram para a diretoria, e eu de “testemunha” do fato.  Hoje acho o fato muito engraçado e rio muito ao lembrar o caso. Nunca mais o esqueci – Dona Zuza estava muito brava e a colega querendo rir da situação ali mesmo!

Outra vez, a mesma colega, não sei bem o teor da história, se escondeu dentro do armário e a dona Eunice, professora de música estava dando aula, e ninguém conseguia prestar atenção. Foi um sufoco!  Achávamos que a colega morreria sufocada lá dentro, até que a professora descobriu e ela teve que sair.

Tempos bons… Época em que eu jogava no time de handball, quando o Batista Leme tinha um time de basquete famoso, bons professores, amizades sinceras.
Naquela época eu queria fazer Biologia. Saí do Batista para fazer Técnico de Enfermagem, no Colégio Chanceler Raul Fernandes, mas por fim segui a carreira jurídica.

Estou procurando meu caderno de recordações, onde quase todos escreveram alguma coisa. Aí sim teremos muitas boas lembranças!!

Abraços a todos.

Lenira Callau

Lembranças do tempo de ginásio – Prof. João Batista Leme, de Rio Claro/SP – por Diolaine

As memórias da Silvia Venturoli sobre o Batistão fizeram sucesso!
Hoje recebi a contribuição da amiga Diolaine. Seguem abaixo.
batista
São muitas as lembranças e  que me fizeram recordar principalmente dos amigos da bagunça, do fundão, entre eles meu amigo João Alberto Lebre, mais conhecido como Lebrão…
Nós ficamos os 4 anos de ginásio estudando na mesma sala… Muitas bagunças, muitas broncas da  D. Ivete (inspetora de alunos), muitas risadas… Algumas suspensões… Eu era da “parte podre” como dizia meu pai… Mas não trocaria por nada…
Foi um tempo em que os sonhos eram compartilhados com os amigos. Fazíamos planos para um futuro tão distante e que hoje nem lembro mais… Aliás, lembro somente de um em que sempre falava que  eu ia ser médica… Rs.  E quando chegou a hora acabei fazendo outro curso…
Mas, daquilo tudo hoje ficaram apenas as saudades… Sem muitas fotos… Apenas lembranças que avivam nossa memória… E olhando as fotos postadas vem aquela vontade de querer reviver aqueles tempos…
Obrigada por terem me “achado”… Quem sabe no próximo encontro eu possa comparecer… Beijos para todos.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: