A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 16, 2018

Como funciona o trem que vai do centro de São Paulo ao Aeroporto de Guarulhos

O serviço começou a operar no dia 16 de outubro de 2018 e custa R$ 8,00

Fonte: O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2018 | 03h00

Como funciona o trem que vai do centro ao Aeroporto de GuarulhosComposição fará trajeto em 35 minutos Foto: Gabriela Biló/Estadão

O serviço de trem que liga a Estação da Luz, no centro de São Paulo, ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos, começou a operar nesta terça-feira, 16 de outubro. O serviço havia sido prometido para agosto. Entenda como funcionará.

Qual é o preço?

Segundo a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), o bilhete do Airport Express vai custar R$ 8 e o embarque e o desembarque serão realizados em plataformas exclusivas.

Quando vai operar?

A composição vai funcionar de segunda a sexta-feira. Segundo a CPTM, o primeiro trem vai partir às 10 horas da Estação da Luz e não fará nenhuma parada durante a viagem. Lá, também haverá trens às 12, 14, 16 e 22 horas. Por sua vez, as composições na Estação Aeroporto-Guarulhos saem às 9, 11, 13, 15 e 21 horas.

Qual a duração do trajeto?

O trem cumprirá o trajeto em 35 minutos, sem fazer paradas. A composição chegará até a Estação Aeroporto-Guarulhos, da Linha 13-Jade, que dá acesso ao Terminal 1 de Cumbica, onde operam as empresas aéreas Azul e Passaredo. Já para chegar aos outros terminais é preciso pegar um ônibus gratuito, oferecido pela GRU-Airport, concessionária responsável pelo aeroporto.

Outro serviço

Outro serviço, o Connect, funciona desde o dia 3 de outubro e liga a Estação Brás a Cumbica. O trem, no entanto, para nas estações e a tarifa é comum, de R$ 4. No sentido Brás, as viagens do Connect são feitas, de segunda a sexta, às 6h20, 7h, 7h40, 18h, 18h40 e 19h20. Aos sábados, o trem sai às 6h20, 7h e 7h40. No sentido aeroporto, os horários são 6h25, 7h05, 7h45, 18h05, 18h45 e 19h25, de segunda a sexta; e 6h25, 7h05 e 7h45, aos sábados. O serviço não funciona aos domingos.

Anúncios

outubro 15, 2018

15 de outubro é o dia do Professor – conheça como surgiu a data

Meu ingresso na carreira do Magistério foi em Rio Claro/SP. Uma das primeiras  na qual ministrei aulas foi a EE Prof. João Batista Leme.

Tenho lembranças maravilhosas das Escolas por onde passei, mas outras nem tanto.

Início do ano letivo. Primeira aula no segundo ano do ensino médio noturno, na Batista Leme. Meu segundo ano como professor de Geografia.

Entro na sala, alunos em suas carteiras, menos um. Rapaz magro, alto, boné na cabeça, aba baixa, escondendo os olhos, em pé e na frente da sala. Cumprimento a todos, gentilmente peço a ele para que se sente. Ele fica bem próximo a mim, ergue a camiseta e vejo um revólver. A garota da primeira fila alerta-me: professor, melhor não se meter com o Reginaldo!

Repentinamente ele sai da sala. Alguns meses se passam, continua frequentando as aulas, mas sem demonstrar interesse, por mais que eu tentasse ajudá-lo. E assim foi em todas as disciplinas. Tempos depois desaparece da escola.

Era uma quarta-feira. Leio o jornal e lá estava o Reginaldo nas notícias policiais. Com um companheiro cometera um assalto na padaria do bairro. Assustado, disparou um tiro que acertou um dos rins de um dos proprietários. No mesmo dia fiquei sabendo que na hora do assalto estavam na padaria a cuidadora e a filha de uma das professoras da Escola.

Dias depois ele pediu para que uma das irmãs passasse no Batista Leme para pedir que a professora fosse ter com ele na cadeia. Queria se desculpar. Entregou à ela um bilhete destinado a mim, rascunhado em um pedaço de folha de caderno. Nele, escreveu um pedido de desculpas, dizendo que eu sempre o tentei ajudar e que nunca se interessou. Tenho esse bilhete guardado. Poucos meses depois soube que estava livre.

Nunca mais o vi, mas sinceramente espero que esteja bem e feliz.

 

Mulheres não devem ensinar matemática: o que dizia o decreto imperial que inspirou o Dia do Professor

 

Fonte: Folha, 14/10/2018 Edison Veiga

MILÃO

“O 15 de outubro faz alusão à criação das classes de primeiras letras no Brasil”, afirma a historiadora Katia Abud, professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Mas as comemorações só tiveram início no século 20.Ficava na rua Augusta, 1520, em São Paulo, o Ginásio Caetano de Campos – apelidado de Caetaninho, já que desde 1894 existia a Escola Caetano de Campos, na época ainda no endereço da Praça da República. Ali, um grupo de professores teve a ideia de interromper o ano letivo com um dia de folga. E uma pequena comemoração, em que houvesse o reconhecimento pelo trabalho realizado. Sugeriram o 15 de outubro, oportunamente equidistante dos períodos de férias escolares e significativamente importante para a educação no Brasil, por causa do decreto imperial de 1827. Aos poucos, a ideia pegou. Outras escolas começaram a fazer o mesmo. Até que, em 14 de outubro de 1963, o então presidente João Goulart assinou o decreto nº 52.682 e criou o feriado escolar do Dia do Professor no Brasil.

Decreto imperial foi uma tentativa de organizar a educação no Brasil, explica o historiador Diego Amaro de AlmeidaDecreto imperial foi uma tentativa de organizar a educação no Brasil, explica o historiador Diego Amaro de Almeida – Divulgação/Secretaria de Educação Santa Catarina

EDUCAÇÃO IMPERIAL

Mas, afinal, o que era essa tal lei de 1827? “A lei foi uma tentativa de organizar a educação no Brasil”, resume o historiador Diego Amaro de Almeida, pesquisador do Centro Salesiano de Pesquisas Regionais. “O imperador acaba propondo um projeto de educação que tinha em sua base a promoção do próprio Brasil. Entretanto, devido ao momento e às condições materiais do país, o cumprimento integral da lei foi algo complicado de ser resolvido.”Em 17 artigos, o imperador Dom Pedro I (1798-1834) mandou “criar escolas de primeiras letras em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos do Império”. “Dom Pedro, por graça de Deus, e unânime aclamação dos povos, imperador constitucional e defensor perpétuo do Brasil”, conforme relata o documento, decreto que “em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos haverão as escolas de primeiras letras que forem necessárias”.”Mais do que uma lei relacionada à educação ou ao ensino, foi uma lei que definiu a instrução pública no Brasil”, comenta o pesquisador Vicente Martins, professor da Universidade Estadual Vale do Acaraú. A lei apresentava alguns pontos bastante curiosos. O artigo terceiro, por exemplo, estipulava que os professores deveriam ter salários anuais de 200 mil-réis a 500 mil-réis. “Com atenção às circunstâncias da população e carestia dos lugares”, pontua o decreto. (more…)

outubro 3, 2018

Como minha mãe dizia: o que é do gosto, regalo da vida!

Hoje, vindo para o trabalho, vi uma cena muito estranha que prefiro não descrever aqui. Mas que fez eu lembrar de um jargão que minha mãe sempre repetia nas mais variadas situações: “O que é do gosto, regalo da vida!”

Minha mãe era uma sagitariana simples, trabalhadora, muito inteligente e sábia! Já naquela época eu andava lado a lado com minha tradicional ansiedade existencial, entrava em discussões desgastantes com meu pai, pois ainda eu não sabia o quão parecido eu era com ele em meu modo de agir. Discussões normais em uma família onde todos têm personalidade forte. Então lá vinha minha mãe com a frase:

– “Dinho, o que é do gosto, é regalo da vida! Não discuta com seu pai!”

Eu levei um certo tempo para concordar com minha mãe. Típico de quem se preocupa com o mundo, eu queria que tudo ficasse bem. O olhar dela, me acompanhou por muito tempo. Acredito que ela via em mim, um taurino turrão, nascido no primeiro dia do signo e com ascendente em leão, algo que ela aprendera a controlar, mas eu não. Sabia como lidar com as pessoas, sabia como agradar. Isso  é natural em pessoas deste signo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Hoje tenho este ditado popular como alerta que soa em meus ouvidos, com a voz de minha mãe, em tom sonoro e claro! Sempre que sinto dificuldade em entender um comportamento humano, a escuto. Então, respiro fundo três vezes, e tento silenciar. (more…)

setembro 22, 2018

Feliz Primavera!

“A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la.”
Cecília Meireles

Todos os anos, no dia 23 de setembro, tem-se oficialmente declarado o início da Primavera, uma das quatro estações do ano. Mas, nessa data, é primavera apenas no Hemisfério Sul, pois no Hemisfério Norte, nesse mesmo dia, inicia-se o outono.

Do ponto de vista técnico, a primavera não necessariamente coincide com a sua data oficial. Ela pode ter início no dia 22 ou no dia 23 de setembro.Mas o que marca, astronomicamente, o início da primavera?

A data de início da primavera possui relação com um fenômeno chamado equinócio. A palavra equinócio vem do latim equus (igual) e nox(noite), e significa “noites iguais”. Nesta ocasião, o dia e a noite tem igualmente 12 horas de duração cada período. Esse é um momento de equilíbrio perfeito entre as energias do Sol e Lua, dia e noite. Equinócio é definido como o instante em que o Sol, em sua órbita, como vista da Terra, cruza o Equador celeste. O Equinócio de Primavera, também é conhecido como Ponto Vernal, consiste no momento em que o Sol atravessa o Equador da direção Sul para o Norte.

Minha avó paterna, Virgínia Rosin Calore Martini, com suas rainhas margaridas,  num!a distante primavera

No Hemisfério Sul, onde estamos localizados, no Brasil, este fenômeno ocorre entre os dias 20 e 24 de setembro. No Equinócio, ambos os Hemisférios da Terra encontram-se igualmente iluminados pelo Sol. A partir dele, os dias começam a ficar mais longos e a temperatura do ar e dos Oceanos cada vez mais quente.

É válido lembrar, porém, que o equinócio exato só ocorre em um momento do ano, pois logo depois a luz solar vai gradativamente se inclinando para o hemisfério sul, fazendo com que, aos poucos, os dias vão se tornando cada vez maiores do que as noites. Quando esse processo atinge o seu ponto máximo, ou seja, o momento em que o dia estiver maior o possível, temos o solstício, que costuma ocorrer no dia 21 de dezembro, encerrando a primavera e iniciando o verão.

Perceba, porém, que as estações do ano são apenas convenções. Pois, se pensarmos bem, a data de início da primavera é apenas o ápice do posicionamento da Terra em relação aos raios solares durante o movimento de translação. Pois, à medida que o tempo passa, mais próximo do verão estamos e gradativamente temos “menos primavera” com o passar dos dias.

É válido mencionar que, não necessariamente, a primavera é a “estação das flores”. Isso porque essa estação provoca diferentes efeitos sobre os diferentes lugares, de modo que nem sempre essa época do ano obedece ao estereótipo do céu azul, sol radiante, temperaturas amenas e ambiente florido. No Brasil, por exemplo, nesse período, muitas regiões começam a receber as fortes chuvas, que costumam se iniciar no final do mês de setembro e no início do mês de outubro, prolongando-se durante quase todo o verão.

No Brasil, é também durante a primavera que o fenômeno do El Niño se manifesta, atuando principalmente com a intensificação das chuvas no centro-sul do país e aumentando o período mais seco no norte e no nordeste.

O Equinócio de Primavera era chamado pelos povos celtas de “Rito de Ostara”. Ostara era conhecida por esses povos como a deusa da Aurora. Durante esse evento astronômico, os celtas realizavam um ritual de fertilidade que celebra o redespertar da vida na Terra, visto que a primavera, enquanto estação do ano, procede do inverno. Nessa celebração plantavam-se sementes, pois acreditava-se que a energia emanada nesse período faria com que a vida florescesse com intensidade. Simbologicamente, a primavera é o momento de deixar as dificuldades irem embora, toda secura e infertilidade do inverno devem partir, para dar lugar a semeadura da alegria e da harmonia com a chegada da primavera. É um momento de equilíbrio, cura, esperança e renovação.

Feliz Primavera!

Quando eu flor. Quando tu flores. Quando ele flor … Nós flores seremos. E o mundo florescerá. Que esta primavera perfume o seu coração com todos os aromas da alegria. Que o calor seja suave. E que a brisa seja amena. Que o perfume seja doce. E que cada dia valha a pena. Que estes três meses lhe renovem a paz, o amor, a saúde  e a força para seguir com os projetos da sua vida. Deixe que a vida faça contigo, o que a primavera faz com as flores. Encante – se! Transborde cor! Espalhe amor! Primavere – se.

setembro 5, 2018

Prêmio busca reportagens sobre educação fiscal e oferece R$ 3.000 para o primeiro colocado

A Federação das Associações de Fiscais de Tributos Estaduais, em parceria com a Secretaria da Receita Federal do Brasil e com o Programa Nacional de Educação Fiscal, realiza a 7ª edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal. A cerimônia de entrega de prêmios e troféus será realizada em Brasília, no dia 28 de novembro.

O objetivo da premiação na categoria imprensa é incentivar a produção de reportagens que tenham como tema a educação fiscal. Também é importante que os trabalhos comuniquem de maneira clara conceitos básicos sobre a temática ao público.

Para concorrer na categoria imprensa é necessário enviar reportagens que tenham sido veiculadas entre 1º de janeiro e 28 de setembro deste ano. O primeiro colocado receberá R$ 3.000, enquanto o segundo, R$ 2.000.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site até o dia 28 de setembro. Profissionais da área e estudantes de jornalismo podem participar. Mais informações sobre o prêmio podem ser encontradas aqui.

TEMPO CERTO

Folha Poder 04/09/2018 Painel

O auditor Kleber Cabral, presidente da Unafisco (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal), defende que as regras da Lei Rouanet sejam revistas na esteira da tragédia do Museu Nacional.

BOLSO

“Enquanto milhões de recursos públicos da lei foram torrados em eventos culturais lucrativos, a memória e a cultura nacional de 200 anos foram incineradas”, diz ele, referindo-se ao incêndio.

A Unafisco fez um levantamento de projetos beneficiados por leis de incentivo, como o musical “Shrek”, que foi autorizado a captar R$ 17 milhões há alguns anos, e shows da cantora Claudia Leitte, que captou R$1,2 milhão. “Há regras frouxas que escandalizam a sociedade”, afirma.

Fonte: Folha de São Paulo 4.set.2018 

agosto 30, 2018

X CONCURSO FOTOGRÁFICO “RIO CLARO REVELA SUA HISTÓRIA” – 2018

 X CONCURSO FOTOGRÁFICO “RIO CLARO REVELA SUA HISTÓRIA” – 2018
 REGULAMENTO
O Concurso Fotográfico “Rio Claro Revela sua História”, regulamentado pela Lei Municipal nº 4648 de 17 de dezembro de 2013, é um projeto do Arquivo Público e Histórico do Município de Rio Claro “Oscar de Arruda Penteado”, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura, que objetiva reconhecer a importância da fotografia como documento, produzir acervo iconográfico e atualizar o registro da história recente da cidade.
ChamadaRCR2018_internet
Tema: “Cartões Postais: um olhar atual sobre Rio Claro”
Cartões postais são um convite à viagem! Constituem “imagem-lembrança”, cuidadosamente escolhida de uma obra ou de uma paisagem, como um emblema afetuoso aos que estão distantes, procurando estabelecer uma comunicação entre ausentes, por meio de imagens – geralmente ruas, monumentos e praças de uma cidade – que expressam vínculos e memórias afetivas. Segundo Schapochnik (1998, p.427), “os cartões postais nos oferecem um ‘mapa com a geografia das nossas lembranças’. O ato de revisitá-los é uma oportunidade para surpreender as centelhas do passado que evocam o cotidiano e emoções”.

agosto 21, 2018

Prêmio Tesouro Nacional – 2018 – Inscrições abertas!

Premio Tesouro Nacional 2018

Idealizado pela Secretaria do Tesouro Nacional, o concurso tem a finalidade de estimular a pesquisa na área de Finanças Públicas, reconhecendo os trabalhos de qualidade técnica e de aplicabilidade na Administração Pública. Poderão concorrer trabalhos individuais ou coletivos,  de candidatos de qualquer nacionalidade e formação acadêmica (graduação ou pós-graduação).

Temas:

  1. EQUILÍBRIO, TRANSPARÊNCIA E PLANEJAMENTO FISCAL DE MÉDIO E LONGO PRAZO
  2. GESTÃO DE TESOURARIA, COMPOSIÇÃO, RIGIDEZ E ALOCAÇÃO EFICIENTE DO GASTO PÚBLICO
  3. FEDERALISMO FISCAL

(more…)

agosto 17, 2018

Minha alma está em brisa

MINHA ALMA ESTÁ EM BRISA

Contei meus anos e descobri que tenho menos tempo para viver a partir daqui, do que o que eu vivi até agora.

Eu me sinto como aquela criança que ganhou um pacote de doces; O primeiro comeu com prazer, mas quando percebeu que havia poucos, começou a saboreá-los profundamente.

Já não tenho tempo para reuniões intermináveis ​​em que são discutidos estatutos, regras, procedimentos e regulamentos internos, sabendo que nada será alcançado.

Não tenho mais tempo para apoiar pessoas absurdas que, apesar da idade cronológica, não cresceram.

Meu tempo é muito curto para discutir títulos. Eu quero a essência, minha alma está com pressa … Sem muitos doces no pacote …

Quero viver ao lado de pessoas humanas, muito humanas. Que sabem rir dos seus erros. Que não ficam inchadas, com seus triunfos. Que não se consideram eleitos antes do tempo. Que não ficam longe de suas responsabilidades. Que defendem a dignidade humana. E querem andar do lado da verdade e da honestidade.

O essencial é o que faz a vida valer a pena.

Quero cercar-me de pessoas que sabem tocar os corações das pessoas …

Pessoas a quem os golpes da vida, ensinaram a crescer com toques suaves na alma

Sim … Estou com pressa … Estou com pressa para viver com a intensidade que só a maturidade pode dar.

Eu pretendo não desperdiçar nenhum dos doces que eu tenha ou ganhe… Tenho certeza de que eles serão mais requintados do que os que comi até agora.

Meu objetivo é chegar ao fim satisfeito e em paz com meus entes queridos e com a minha consciência.

Nós temos duas vidas e a segunda começa quando você percebe que você só tem uma…

Observação: recebi por WhatsApp. Uma querida amiga enviou. Desconheço o autor.

agosto 9, 2018

Centro de Educação Fiscal-CEF, da Fazesp, promove curso gratuito sobre Orçamento Público, Controle Social e Cidadania fiscal

orçamento

O Centro de Educação Fiscal – CEF, da Escola Fazendária do Estado de São Paulo (Fazesp) informa que abrirá inscrições para a 3ª turma de 2018 do curso Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal. O conteúdo é de interesse de professores, estudantes, membros de organizações sociais interessados na temática, servidores públicos e cidadãos em geral que poderão se inscrever, via internet, no período de 13 de agosto a 03 de setembro, ou até o término das vagas, o que acontecer primeiro.

O curso é gratuito e será realizado no próprio ambiente virtual da Fazesp de 03 de setembro a 15 de outubro. O conteúdo é direcionado a cidadãos interessados em compreender as políticas públicas do Estado, em especial a importância do orçamento público e os instrumentos disponíveis para o exercício do controle social.

Com uma carga horária de 40 horas, o curso possui três módulos: Estado e Sociedade no Brasil, Orçamento Público e Controle Social e Transparência.

Para aprovação e emissão de certificado será necessário alcançar no mínimo 70% de acerto nas questões ao final de cada módulo. Para mais informações e para realizar a inscrição acesse a página do curso na Escola Virtual Fazesp.

Informações

Curso: Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal – Turma 3/2018

Modalidade: Educação à Distância

Período de inscrições: 13 de agosto a 03 de setembro, ou até o término das vagas, o que acontecer primeiro.

Período de realização: 03 de setembro a 15 de outubro.

Público-alvo: estudantes, membros de organizações sociais interessados na temática, servidores públicos e cidadãos em geral

Carga horária: 40 horas

Vagas: 500

agosto 5, 2018

Céu e Inferno

Quanto eu era garoto em Rio Claro/SP, passava muito tempo do lado de fora da casa, parte do tempo olhando para o céu da noite. A luz dos postes era bem fraca. Então, a luz da lua era quase a única a desafiar a luz das estrelas. E elas me davam uma sensação inexpressível de admiração. E minha mãe ensinava: “ali está o Cruzeiro do Sul. Aquelas são as Três Marias”. E, ao mesmo tempo dizia: “não aponte as estrelas com o dedo menino!”. Na crença popular, o apontar estrelas com os dedos acarretaria em “ganhar” verrugas nas mãos.

Quando ia para o sítio de meus avós essa admiração pelo céu noturno era ainda maior. Pois o espetáculo que se apresentava frente aos olhos era magnífico por conta da escuridão da noite!

A minha avó paterna, Virgínia Calore Rosin Martini, me disse que o céu ficava ali, “no céu das estrelas”: o lugar onde Deus mora. O lugar onde pessoas boas vão quando morrem.

hieronymus-bosch-garden-of-earthly-delights-art-poster-print_a-G-8830862-0

Insira uma legenda

Ela também me avisou sobre um outro lugar – o inferno. O lugar para onde você vai quando é mau. Aos sete anos de idade, essas ideias eram esmagadoras, assustadoras, inspiradoras, eu acho. E acho que muitas pessoas, não importa qual a sua fé, também tiveram que lidar com esses pensamentos e medos. O que é o céu? E o que é o inferno? Como esses lugares que nunca foram vistos mudaram a forma como nós vivemos na Terra?

Muitas fés têm muitas crenças sobre o céu e o inferno. Céu é simplesmente amor. E esse é o poder do céu e do inferno. Como eles nos afetam emocionalmente? Como nos enchem de amor por nossos irmãos e irmãs? E de medo, o que nos afasta do mal? E de esperança por um futuro melhor?

A fé nos leva a fazer mudanças positivas. Não em um outro mundo. Mas bem aqui na Terra!

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: