A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

setembro 19, 2014

FAZESP Escola Fazendária do Estado de São Paulo divulga o seu site

Quem passa aqui pelo blog já sabe que trabalho no Núcleo de Educação Fiscal para a Cidadania da FAZESP – Escola Fazendária de São Paulo. Não somos o diferente nem o igual, somos o resultado da cooperação de um grupo de servidores que gostam daquilo que faz. E hoje estou muito orgulhoso de nossa Escola – ela está colocando no ar o seu site na internet que terá a missão de:

- divulgar a metodologia de gestão e capacitação adotada pela Fazesp;

- apresentar dados de execução física e orçamentária da Escola;

- centralizar o acesso aos serviços oferecidos pela Fazesp para os servidores fazendários, outros servidores estaduais e a população em geral, quais sejam:

            1) Acesso ao acervo da Biblioteca;

            2) Portal da Educação Fiscal;

            3) Ambiente Virtual de Aprendizagem para a Educação a Distância da Fazesp.

A decisão de termos um site se deve em vista da crescente interação e atividades desenvolvidas pela Escola com outras Escolas e órgãos de Governo, bem como com os cidadãos em geral. (more…)

setembro 18, 2014

Foto de índio brasileiro vence concurso de Fotografia mundial

Expor a rica diversidade dos povos indígenas: esse foi o objetivo do primeiro concurso global de fotografia lançado pela ONG Survival International, que luta em defesa dos direitos dos povos indígenas.

E a foto vencedora foi tirada aqui em nosso País. O fotógrafo italiano Giordano Cipriani captou toda a cor e a expressão de um índio da tribo Asurini, do Tocantins, e faturou o prêmio, deixando para trás concorrentes de várias partes do mundo.

No Brasil, existem cerca de 240 tribos, com um total de 900 mil índios - 0,4% da população do país. Nos 514 anos de colonização do país, os povos tribais sofreram genocídio em grande escala, e perderam o domínio de suas terras; este retrato é da tribo Asurini, no Tocantins (Foto: Giordano Cipriani)

No Brasil, existem cerca de 240 tribos, com um total de 900 mil índios – 0,4% da população do país. Nos 514 anos de colonização do país, os povos tribais sofreram genocídio em grande escala, e perderam o domínio de suas terras; este retrato é da tribo Asurini, no Tocantins (Foto: Giordano Cipriani)

A Survival International aproveitou o concurso para lançar o calendário para 2015, “We, The People” (Nós, As Pessoas, em tradução livre).

As fotografias apresentam, entre outros, registros da tribo Tarahumara, no México, conhecida por ter corredores de longa distância, e o ritual de saltar bois da tribo de Hamer, na Etiópia. Veja a galeria das fotos aqui .

 Salvatore Valente / Survival International

Salvatore Valente / Survival International

setembro 16, 2014

Um filme que mostra alternativas para a Educação: “Quando sinto que já sei”

Autonomia, liberdade. Simplesmente saber e não precisar provar isso a ninguém – sem testes, provas, avaliações formais. A frase Quando sinto que já sei trazem essa reflexão, e não é por acaso que foi escolhida para dar nome ao documentário realizado pela Despertar Filmes. O filme mostra 10 iniciativas alternativas ao sistema convencional de ensino e tem um objetivo claro: mostrar que é possível fazer diferente na educação.

A equipe visitou projetos em sete cidades brasileiras, escolhidos especialmente pelo critério de serem distintos entre eles – o que, nesse caso, é um ponto em comum. Todos têm por princípio o respeito pela individualidade de cada aluno e pelo contexto social em que se inserem, por isso, acabam funcionando de forma única. Para Raul Perez, um dos diretores de Quando sinto que já sei, autonomia e afetividade são as principais semelhanças entre as escolas visitadas, e isso significa entender o aluno como indivíduo e não “como um produto na linha de produção em série, como ocorre nas instituições convencionais”. (more…)

setembro 15, 2014

Lembranças de infância – as pipas, papagaios, maranhões e arraias…

Meu sonho me fez lembrar da época em que brincávamos na rua sem perigo algum, de empinar pipa, bolinha-de-gude, rodar pião, amarelinha, carrinho de rolemã, pique esconde, pera, uva, maça, salada mista, sem violência, sem drogas, sem malícia, sem gravidez precoce, aids, etc., ou seja, um tempo que infelizmente não volta mais…

pipa

Hoje acordei com uma sensação muito boa. Meu sono foi interrompido enquanto sonhava que empinava um papagaio. Ele era colorido, com “barbichas” que lembravam as cores do arco-íris. Até hoje, já com 55 anos, continuo apaixonado por pipas. De vez em quando me dá vontade, compro papel de seda, vou até minha chácara, corto um bambu, faço varetas e, usando os sobrinhos como desculpa, passo a fazer uma pipa. Hoje em dia os papagaios saem melhores dos que fazia quando criança, época um tanto sem jeito. Mas confesso – mesmo assim eu era bom nisso…

Na minha infância, papagaio era o nome dado para todo e qualquer artefato que voasse. Pipa era o nome específico para o papagaio feito com três varetas, que normalmente era utilizado para laçar, caçar e cortar outras pipas. Esse papagaio possuía um rabo ao qual era dado o nome de rabiola – esse rabo era muito longo, difícil e chato de fazer. As vezes com papel de seda, mas, na maioria das vezes era confeccionado com saco plástico, desse de acondicionar lixo. Ainda não tínhamos as sacolinhas de supermercado. E como ficava linda no ar uma pipa com uma rabiola bem feita! (more…)

setembro 10, 2014

Antigo Hospital Matarazzo é ocupado por obras de arte!

Como sabem, tenho uma relação de amor e ódio com São Paulo. Amo muitas coisas que ela oferece e detesto outras. Mutas vezes eu me interrogo se vale a pena continuar morando na maior cidade da América Latina.

São Paulo é a cidade da gastronomia, moda e cultura. Este são alguns dos benefícios que nós que aqui moramos temos, apesar de ter que suportar todas as dificuldades, também exageradas de São Paulo. O trânsito caótico, alto custo de vida, poluição e violência.

E hoje fiquei sabendo de algo inusitado no campo da cultura.  Ontem foi aberta uma exposição de arte, no mínimo, polêmica: Made By… Feito por Brasileiros, que acontece no antigo hospital da família Matarazzo, fechado há 20 anos, com obras de 100 artistas contemporâneos – brasileiros e estrangeiros – convidados a expor seus trabalhos de vanguarda nesse ícone da arquitetura paulistana. (more…)

MI – Museu da Imigração participa da 8ª Primavera dos Museus

Quem leu o post que fiz sobre a reinauguração do Museu da Imigração (antiga Hospedaria do Brás), soube que suas instalações passaram por transformações. Reaberto em maio passado e após quatro anos de restauro, a instituição traz também um novo olhar sobre a imigração no Brasil. Com acervo mais variado, que reúne registros da chegada de europeus e asiáticos, ocorrida nos séculos XIX e XX, à recente chegada de bolivianos e haitianos, entre outros povos, o fenômeno do deslocamento humano é apresentado para além de seu caráter histórico.

Primavera_dos_Museus

E, no próximo dia 23 de setembro, o Museu da Imigração, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, inicia a programação da 8ª Primavera dos Museus, que esse ano aborda o tema “Museus Criativos”.

A 8ª Primavera dos Museus é uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e este ano acontecerá entre os dias 22 e 28 de setembro, envolvendo diversas instituições museológicas do país. A programação no Museu da Imigração de São Paulo, que irá até o dia 27, contará com três atividades especiais que fomentam a ideia de museus participativos: oficina de narração e escrita de memórias de vida, atividade educativa Caixa de Construção e a oficina e mostra “Traços e visões sobre o Museu”. (more…)

setembro 9, 2014

Aplicativos para corridas – Conheça os recursos que podem ajudar a monitorar e melhorar seu desempenho em treinos e provas!

Hoje o celular faz parte do dia a dia das pessoas. Nas ruas, no metrô, nas filas, todos estão “ligados” em seus aparelhos e constantemente atualizando e acompanhando as redes sociais e os aplicativos que entraram com tudo para acompanhar a prática esportiva. E são milhares de opções para as mais diferentes finalidades.

Tais aplicativos, também conhecidos como Gadgets, foram criados para facilitar a vida do cidadão comum. Hoje em dia, ter um Iphone ou um smartphone pode ser incentivo para a prática de atividades físicas. Existem aplicativos para quem corre, surfa, anda de skate, pedala…

123

Aplicativos capazes de registrar várias informações sobre o rendimento durante uma prática esportiva. Eles permitem que os dados armazenados sejam compartilhados em redes sociais.

Até um tempinho atrás as pessoas saiam para correr quando muito acompanhado por música e um cronômetro. Hoje o smartphone ganhou espaço e são a cada vez mais os runners que utilizam seus perfis nas redes sociais para compartilhar seus resultados  através de aplicativos móveis. (more…)

setembro 6, 2014

Casamento gay, aborto e maconha – a maioria dos brasileiros são contrários!

Esse Brasil é mesmo o País dos contrastes, mandos e desmandos e absurdos afins. Na padaria, na tabacaria ou em qualquer posto de gasolina é possível encontrar e comprar um pacotinho de seda, dessas que os usuários utilizam para enrolar um cigarro de maconha. Isso não é novidade para quase ninguém, e não há pessoa alguma que critique. Em contrapartida, uma pesquisa realizada pelo Ibope e divulgada nesta quinta-feira, dia 04/09, revelou que 79% dos brasileiros são contra a descriminalização da maconha.

Outro dado revelado pela pesquisa é a posição dos brasileiros em relação ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Mais da metade, 53%, disseram ser contra. A maioria é contra também a descriminalização do aborto: 79%.

grafico

Fonte: El Pais elpais.com

O país do contra, porém, não reflete exatamente o que é feito na prática. Por aqui, calcula-se que um milhão de mulheres realizem um aborto ao ano. Ou seja, uma em cada cinco já fez esse procedimento clandestinamente. E a cada dois dias, uma brasileira morre em decorrência de um aborto inseguro. (more…)

setembro 3, 2014

Game educativo auxilia os professores a ensinar sobre o consumo consciente de água

O grupo de desenvolvimento de jogos educacionais Ludo Educativo desenvolveu e lançou em agosto um game que ensina sobre a importância da água.

A iniciativa é fruto da parceria entre o Centro de Pesquisa para o Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) apoiados pela FAPESP, e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN/CNPq), com participação da Universidade Estadual Paulista (Unesp), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), da Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen).

Grupo-Ludo-Educativo-lança-jogo-que-aborda-consumo-consciente-da-água

O game Ecoágua alerta crianças e adolescentes que o bem natural pode acabar e ajuda a criar novos hábitos!

O objetivo é alertar crianças e adolescentes que o bem natural pode acabar e, ao mesmo tempo, ajudar a criar novos hábitos.

No EcoÁgua, o jogador administra um conjunto de chuveiros, com a responsabilidade de desligá-los no momento certo, gerando economia de água e permitindo que mais personagens tomem banho. Segundo o desenvolvedor do game, Julio César Carrega, o jogador precisa de agilidade para lidar com os registros dos chuveiros e os vapores que atrapalham sua visão. Ao mesmo tempo, recebe informações sobre a água e sobre como economizá-la. (more…)

setembro 2, 2014

“El empleo” (O emprego) – animação argentina que recebeu mais de cem premiações

empleo1

Ontem assisti a animação argentina “El empleo (em português: “O Emprego”), de 2008, que já ganhou mais de 100 prêmios em diversos países. No youtube o vídeo já teve centenas de milhares de visualizações. Dirigido por Santiago “BOU” Grasso, o curta mostra a ida de um homem para o trabalho, em um mundo em que pessoas são usadas como objetos – um empregado apático, sem expressão facial – assim como todos os que o rodeiam – que sai de casa para o trabalho, e todos passam a ser vistos como objetos pelo caminho, até que lá no emprego, ele também passa a ser igualmente o objeto de alguém. Tempos modernos? Você já viveu situação parecida? (more…)

Próxima Página »

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 431 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: