A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

julho 2, 2017

Vila Maria Zélia – um tesouro no centro de São Paulo

Post publicado originalmente em 11/01/2014

A Vila Operária Maria Zélia, foi construída para ser uma pequena cidade. Foram feitas 220 casas, com duas escolas, uma para meninas e outra para os meninos, ambulatório e serviço odontológico, uma praça principal com uma igreja ladeada por dois prédios idênticos, onde funcionavam o comércio, com farmácia, açougue, sapataria, armazém, salão de festas, e um clube, com um campo de futebol. Foi a primeira vila operária a ter uma creche para os filhos dos operários.

Moro em São Paulo há 11 anos, mas, sempre mantenho meu pé no interior do estado, onde nasci. Aqui na capital, procurei um apartamento que tivesse “cara” de casa. Hoje, vivo nesse apartamento que tem até uma pequena área externa, o que é um privilégio para quem mora na capital.

O inconveniente – pagar condomínio! Assim, de uns tempos para cá estou procurando um sobrado ou casa para possível  troca.

10

E lembrei  que há algum tempo, o Luiz e o Fabrício, amigos aqui da capital, me convidaram para assistir uma peça de teatro  que seria encenada em um  armazém de uma antiga vila de operários.  Cheguei, junto com eles, na Vila Maria Zélia. Fomos assistir a uma peça chamada “Hygiene”, apresentada no antigo armazém geral da Vila, escrita, concebida, dirigida e encenada pelo Grupo XIX de Teatro, que transforma praças, cadeias, hospitais, passagens subterrâneas, em “salas de teatro”.

Fiquei encantado. A Igreja, bem em frente, é simples, pequena e singela. As pequenas casas de inspiração europeia, infelizmente abrasileiradas no acabamento das fechadas, convivem em perfeita harmonia. Não há disparidades. Nada é ofensivo. Não há miséria, mas também não há ostentação.

zelia

Maria Zélia Street

No final da vila, um pequeno clube, com churrasqueira, quadra, campo de futebol e mesinhas para jogos de cartas ou dominó. O clima de interior é reforçado pelas hortaliças cultivadas em um canteiro, pelas crianças andando de bicicletas e pelos gatos perambulando nas ruas.

A sensação é de estar em uma cidade cenográfica. Moradores disseram que é sempre utilizada para comerciais, novelas e longas-metragens, como o filme O Corinthiano (1966), com Mazzaropi. (more…)

Anúncios

agosto 31, 2015

CouchSurfing (CS) – adote um viajante no sofá de sua casa!

Imagine que você irá tirar férias na semana que vem e decidiu ir para a Espanha ou Itália. No roteiro, estão cidades como Barcelona, Madri, Roma, Florença, Milão e Veneza. Mas, onde se hospedar? Hotéis e pousadas não faltam nessas cidades, são inúmeras as opções. E convenhamos – todas as opções são muito caras! Mas se você tem espírito aventureiro, quer fazer novas amizades, conhecer a cultura local de um povo e ouvir boas histórias, bem vindo ao Couchsurfing (CS), uma maneira fácil e econômica que os internautas descobriram para viajar.

image

Afinal, quem um dia não pensou em ir a algum lugar, mas tinha pouco dinheiro para se hospedar? Acho que isto passa pela cabeça de muitos leitores. Alguém pensou nesta questão com muita seriedade e resolveu fazer de seu sonho uma realidade, criando o movimento CouchSurfing (CS) – a rede mundial de pessoas que oferecem acolhimento de graça para viajantes nos “sofás” de suas casas. Em português este movimento recebe o nome de “surfando no sofá.” Isso mesmo! O criador desta categoria alternativa de hospedagem foi o americano Casey Fenton, em 1999. (more…)

julho 4, 2014

São Paulo e seus grafites!

São Paulo já é considerada a capital mundial do grafite.  Os grafites e pichações vêm tomando conta de mais de 1.500 quilômetros quadrados de paredes e muros da cidade.

Obra de Os Gêmeos

Obra de Otávio e Gustava Pandolfo, mais conhecidos como Os Gêmeos

Esse tipo de arte pode não agradar a todos os gostos. Mas todos têm a mesma opinião: São Paulo é uma cidade cinza, e o grafite insere cor a esse cenário!

Os irmãos Otávio e Gustava Pandolfo, mais conhecidos como “Os Gêmeos”,  podem até não ter o devido reconhecimento que a dupla de artistas merece por parte da cidade. São conhecidos, ao redor do mundo, pelos trabalhos que misturam um certo realismo fantástico com personagens bem característicos, sempre com cores e figuras geométricas parecidas. Começaram a grafitar em 1987 no bairro do Cambuci, na zona sul da capital paulista. Quatro anos depois da última grande exposição que fizeram por aqui,  voltam a abrir seus trabalhos ao público, desta vez, entre quatro paredes. A partir do último dia 1º de julho, a galeria Fortes Villaça, na Barra Funda, abriu para o público a exposição A Ópera da Lua, com obras inéditas e ambiente interativo. A mostra, que fica em cartaz até o dia 16 de agosto, é feita por 30 pinturas, três esculturas e uma vídeo-instalação 3D.  (more…)

julho 1, 2014

Conheça o centro histórico de São Paulo com a Caminhada Noturna!

Todos os leitores do asimplicidadedascoisas sabem que moro no centro de São Paulo e que adoro tudo o que tem por aqui. Hoje quero dar uma dica para quem não conhece o centro e que por um motivo ou outro tem medo de caminhar sozinho por aqui! Mas, como sempre digo – não tem lugar mais seguro para caminhadas que o centro de São Paulo! Tenham certeza disso!

Agora, vamos à dica. Toda quinta-feira, às 20h, é dia de Caminhada Noturna, projeto que ocorre desde março de 2006, sempre com saída e chegada das escadarias do Theatro Municipal. O projeto foi idealizado pelo empresário Carlos Beutel, um paulistano do Bom Retiro que é apaixonado pelas histórias do centro da capital paulista. A caminhada dura cerca de 2 horas e, a cada semana, o tour tem uma temática especial.

Mapa do Centro Histórico de São Paulo

Mapa do Centro Histórico de São Paulo

Veja as fotos da galera que vai para a caminhada na galeria do Flickr (more…)

Plano Diretor de São Paulo – como será a cidade até 2030

São Paulo será uma cidade mais compacta, com pessoas vivendo mais próximas de seus trabalhos e mais perto do transporte público, com mais áreas verdes e uma maior quantidade de moradias populares destinadas aos que não conseguem pagar os aluguéis abusivos cobrados na cidade. Tudo isso deve acontecer nos próximos 16 anos, de acordo com as diretrizes do novo Plano Diretor, recém aprovado pelos vereadores, após longos nove meses de discussões.

Acesse o Infográfico da Folha e entenda o Plano Diretor!

imagem_capa3

O novo Plano Diretor contempla quais áreas da cidade poderão ganhar quais tipos de construções, quais as alturas máximas dos prédios, quantas vagas de garagem cada apartamento terá, onde estarão as áreas verdes e qual o limite de crescimento da cidade. (more…)

junho 27, 2014

Colab, o App para compartilhar problemas da sua cidade!

Colab.re – é um aplicativo voltado para a cidadania, que reúne problemas urbanos compartilhados pelos próprios cidadãos. O funcionamento é baseado em três pilares: fiscalizar, propor e avaliar. Fiscalize! Indique problemas e irregularidades da sua cidade, como buracos em vias, iluminação, calçadas…

Colab é uma rede social para usuários compartilharem os problemas de suas cidades.

Colab é uma rede social para usuários compartilharem os problemas de suas cidades. Foto: Gisele Góes

O App foi idealizado por brasileiros e venceu no ano passado o concurso AppMyCity, que avaliou os melhores apps urbanos do mundo. Segundo Gustavo Lima, a ideia do App surgiu do desejo de mudar as cidades. De uma conversa com os sócios Paulo Pandolfi, Bruno Aracaty, Josemando Sobral e Vitor Guedes, saiu a ideia para o aplicativo, com a percepção de que nas redes sociais, a discussão sobre apontar problemas ou para discutir soluções para melhoria das cidades era, e ainda é, grande. Em pouco mais de um ano o App tem mais de 50 mil usuários cadastrados de 1.247 municípios do Brasil, mais de 5 mil fiscalizações e mais de 1500 propostas de soluções e avaliações de serviços, espaços e instituições públicas de diversas áreas. (more…)

junho 18, 2014

Dez Apps que todos os que gostam de viajar deveriam baixar!

O telefone pode ser teu inimigo ou teu aliado em uma viagem. A seguir, dez Apps que irão te auxiliar para que sua viagem seja maravilhosa.

Muitos sonham em viajar por alguns dias e têm vontade de desligar o telefone celular para fugir das mensagens de  WhatsApp, dos Likes de amigos do Facebook, dos tweets dos colegas de trabalho e das fotos de cães e  gatos inseridas no Instagram . Mas se você é desses que querem se desligar de todo esse lixo eletrônico quando sai em férias, pode faze-lo. Mas, leve o celular mesmo assim e deixe sua vida mais fácil com o auxílio do aparelho fazendo o download das 10 aplicações abaixo as quais poderão auxiliá-lo.

maps2

Algumas das coisas que você pode fazer com esses Apps são: visitar lugares misteriosos, encontrar companheiros de viagem, caso se perca deles, conseguir se superar o mais rápido possível do jet lag, descobrir o momento exato em que vai chover, não comer em restaurantes, onde a especialidade da casa é enganar turistas,  saber qual será o custo para estacionar seu carro ou encontrar ofertas de hotéis em cima da hora caso se decida a esticar a viagem por mais um dia. (more…)

junho 11, 2014

“Amigos de Aluguel: você vai viajar? “Alugue” um morador local e fuja dos roteiros turísticos comuns!

O site Rent a local friend foi criado em 2010 pela carioca Alice Moura, que morava em Lisboa e costumava levar amigos e conhecidos para passear pela cidade.

 Se você é desses viajantes que gosta de fugir de roteiros habituais dos turista, como visitas guiadas, com filas enormes, nos museus, vai gostar dessa novidade novidade: o projeto Rent a Local Friend nasceu para incentivar quem viaja a alugar uma pessoa pra passar umas horas na cidade, em programas alternativos.

[vimeo http://vimeo.com/55903175]

Usá-lo é simples. Disponível em inglês, alemão, francês, italiano, espanhol e, claro, português, o site tem uma base de pessoas dispostas a serem guias por um dia em todos os continentes. Há “amigos locais” em lugares como Indonésia, Austrália, África do Sul, México, Estados Unidos, Noruega, Itália, Portugal e Brasil, isso para pontuar apenas alguns lugares. Para conseguir o guia especializado, que estará pronto para mostrar os espaços fora dos pontos turísticos tradicionais, é preciso enviar um e-mail com o pedido e o destino.  (more…)

maio 28, 2014

Museu da Imigração do Estado de São Paulo

Acabo de ler uma notícia a qual me deixou muito feliz – no próximo sábado será reaberto o Museu da Imigração do Estado de São Paulo (antiga Hospedaria de Imigrantes e Centro Histórico do Imigrante).

Os registros da passagem de meus ancestrais, imigrantes italianos, tanto do lado de pai quando do lado de mãe – pobres e humildes, embora extremamente corajosos – está registrada lá. Em meados dos anos 1800 e início do século 20, milhões de imigrantes italianos chegaram ao porto de Santos para trabalhar nas plantações de café.  Era um período em que a Itália inteira enfrentava um grande período de crises quando o triste episódio da emigração se iniciou.

Detalhe da fachada do Museu da Imigração do Estado de São Paulo

Detalhe da fachada do Museu da Imigração do Estado de São Paulo

Não os conheci em vida. Mas tenho comigo o relógio de bolso que Luigi Martini, meu bisavô, trouxe da Itália e a sua Bíblia. Esse Roskopf Patente não foi, com certeza, o único bem que herdei deles. Há outros mais preciosos que carrego comigo e que nunca serão roubados. Entre eles está esse amor incontido que devoto aos humildes e puros de coração. (more…)

maio 15, 2014

A rejeição dos brasileiros à Copa do Mundo de Futebol

O Brasil não investe em hospitais nem em educação, mas investiu muito dinheiro para ser sede da Copa do Mundo de Futebol. Por isso e muito mais, quero que o Brasil seja eliminado na primeira fase, pois muitos aqui merecem esse castigo. Principalmente os políticos, que deverão ter o retorno merecido nas eleições de outubro!

copa

Cartaz colado no Edifício Martinelli, no centro histórico de São Paulo

Lembro que em 2010, semanas antes da Copa do Mundo que aconteceu na África do Sul, as ruas em todas as cidades já estavam enfeitadas em apoio à seleção. Hoje, há menos de 30 dias do evento não vejo isso pelas ruas da capital paulista, sede de jogos e uma das maiores cidades do mundo. Vez ou outra cruzo com um transeunte que veste a camisa da seleção. Bandeiras, chapéus e apitos estão encalhados nas prateleiras das lojas. Nas ruas, ao invés de cartazes e cores “empurrando” a seleção, vejo cartazes do movimento “Não vai ter Copa”(more…)

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: