A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

abril 8, 2015

Goiânia, Goianenses e seu Mercado Central

No post anterior falei sobre Goiânia, cidade que me causou encantamento. E neste, vou falar sobre os moradores.

Das cidades que conheço, certamente Goiânia enquadra-se no 1º lugar em simpatia. Vou relatar três casos para ilustrar melhor minha afirmação.

1) saí do Aeroporto Santa Genoveva e atravessei a rua até o ponto de ônibus mais próximo. Eram perto de 20h, estava quente e caía uma garoa fininha. E lá encontrei um Goianense. Logo em seguida chegou um casal, também de São Paulo, que pediu informação para a moradora sobre como chegar num dos setores da cidade, por ônibus. Solícita e simpática, informou que teriam que ir até um terminal e fazer a baldeação para que pudessem ir ao hotel. E os aconselhou a pegar um táxi. Ficava longe e seria trabalhoso fazer o trajeto por ônibus. Em seguida, retirou o celular da bolsa e ligou para um amigo taxista para consultar quanto é que eles pagariam, enfim, deu todas as informações e desejou-lhes boa estadia;

Este slideshow necessita de JavaScript.

2) na sexta-feira Santa resolvi que queria jantar no Setor Oeste. Saí do hotel em que me hospedei que ficava no Setor Aeroporto, caminhei algumas quadras e parei para pedir informação, pois desconfiava que estava andando em sentido contrário. Um simpático Goianiense, o Sr. Mathias, me disse: “você vai a pé filho? Pode ser perigoso! Um minuto que vou pegar as chaves do carro e o levarei até o restaurante” (que ficava na Praça Tamandaré). E assim o fez! Imaginem a minha surpresa;

3) No domingo de Páscoa havia deixado o dia para visitar o Mercado Central e o Parque Flamboyant (que fica bem retirado da área central). Saindo do Mercado, encontrei a rua bem deserta. Andei uma quadra e encontrei uma garota a qual cumprimentei e pedi informação sobre o ponto de ônibus mais próximo. Ela não só me levou até o ponto como me informou que precisaria comprar o Sitipass ou um bilhete avulso, mas, por ser domingo, seria difícil encontrar quem vendesse. Mesmo assim me aconselhou a ficar no ponto e conversar com o motorista, que “se ele tiver bom coração vai te levar ou algum passageiro poderá lhe vender um bilhete avulso”;

Já no ponto, esperei por alguns minutos. E logo apareceu uma simpática senhora que desatou a papear comigo. Falou da cidade, dos serviços, de como era Goiânia há alguns anos… em seguida chegou o ônibus. Embarquei e o motorista, muito simpático, disse que poderia ficar aguardando ali na frente, antes da roleta. E que passaria em um lugar que certamente teria um vendedor de bilhetes;

Cerca de uns três quilômetros depois estávamos próximos da Rodoviária e ao lado da Feira Hippie. E o motorista me disse: “desça rapidinho, corra até aquela banca ali da frente e encontrará o vendedor de bilhetes. Eu o espero aqui”. E ficou esperando o meu retorno!

Assim, me digam: a cidade merece ou não o 1º lugar em simpatia? Aqui em São Paulo, em qualquer uma das situações acima, teria o mesmo tratamento? Claro que não.

Sobre o Mercado Central de Goiânia – ele tem peças de artesanato dos mais variados materiais, cutelaria, cerâmica, víveres alimentícios tradicionais, queijos, rapaduras, doces, compotas… Entre remédios naturais, acessórios de decoração em palha, castanhas e outros gêneros alimentícios, não saia de lá sem provar as empadas do seu Mário, do seu Alberto, do seu Lázaro ou da Dona Neném. A iguaria é conhecida nacionalmente e já agradou o paladar de muita gente importante. O Mercado funciona de segunda a sábado, abre aos domingos, mas com apenas algumas bancas.

Comprei a “travessa porquinho” abaixo na loja 129, Artesanato & Artesanto, onde fui atendido pela vendedora Alessandra, muito simpática e que me vendeu o produto feito por artesões de Goiás Velho e por um ótimo preço.

Travessa de argila, que pode ir ao forno, feita por artesões de Goiás Velho

Travessa de argila, que pode ir ao forno, feita por artesões de Goiás Velho

Com pouco mais de 70 anos, ele é o mercado mais antigo da capital oferecendo aos visitantes diversos tipos de produtos regionais.

Também tem produtos de tabacaria como o fumo de rolo de primeira qualidade. Para quem gosta de produtos exóticaos tem muitos no terceiro piso.

Há também bancas de doces caseiros, que são deliciosos! Doce de leite em cubos ou de tacho, doce de leite feito junto com o pau do pé de mamão, doce de ovos, ambrosia, pé-de-moleque, mané-pelado, doce de laranja. Há também as conservas, compotas, pingas, frutas secas, castanhas e muitos outros!

Jpeg

Os maravilhosos e deliciosos doces caseiros de Goiás.

goiania

Bancas com artesanatos em palha e ervas medicinais.

Conta também com açougues, abastecidos diariamente com inúmeros cortes de carne. Sabe o melhor de tudo? os preços são excelentes! Tudo com preços muito convidativos.

Não posso dizer que é um prédio bonito. Não é. É bem simples, nada sofisticado, com pouca luminosidade, um pouco sujo e mal cuidado. Mas é tradicional e conservador – e é isso o que a gente espera de um Mercado Central, não é mesmo?

Um Mercado Municipal, em qualquer lugar que ele esteja, lembra minha infância – uma mistura de sabores e cheiros que dão sintonia e harmonia ao lugar. Me transportam para um lugar que enche meu coração de memória, nostalgia e gostos.

Serviço:

Mercado Central de Goiânia

Endereço: Rua 3,nº 322 qd 51 lt 105 – Setor Central, CEP: 74030-071

Tel: (62) 3941-8298

Anúncios

2 Comentários »

  1. DEVE SER BEM LINDA ESSA CIDADE , QUANTO AS PESSOAS , QUE LEGAL !!! UM DIA QUERO IR à ANÁPOLIS .

    Curtir

    Comentário por IVONE VERONICA MARTIN CHRISTOFOLETTI . — abril 9, 2015 @ 21:41 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: