A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 1, 2019

Rede Amigo do Idoso de São Paulo

A população brasileira está envelhecendo e de olho nisso, a  Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura (FAPETEC) lançou a Rede Amigo do Idoso de São Paulo (RAISP). A ação voltada para o público com 50+ atuará em duas vertentes – digital e presencial.

O projeto, certificado pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo e pelo Conselho Estadual do Idoso, tem como objetivo promover o diálogo permanente entre o governo, os conselhos municipais, a sociedade civil, a iniciativa privada e a população.

O Portal www.raisp.org.br, com informações e serviços para a inclusão digital do público 50+ através do acesso à informação, ao conhecimento e a interatividade via web. A Rede RAISP também integrará a população 50+ com o governo e a sociedade civil.

(more…)

setembro 30, 2019

Programa SP Amigo do Idoso: o que é

Fonte: http://www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br/portal.php/programas_spamigodoidoso

No Estado de São Paulo a transformação na estrutura etária populacional já é uma realidade. Hoje a população idosa representa 13,19% da população total (cerca de 5,6 milhões de pessoas), segundo dados de 2015 da Fundação SEADE – Fundação Sistema Estadual de Análises de Dados. Em algumas regiões, os índices de envelhecimento são bastante elevados como as regiões Noroeste, Baixada Santista e Grande São Paulo.

Para enfrentar esse desafio, o Governo do Estado de São Paulo instituiu pelo Decreto nº 58.047 de 15 de maio de 2012, o Programa que desenvolve ações intersecretariais baseadas no conceito do envelhecimento ativo da Organização Mundial de Saúde distribuídas em quatro eixos: proteção, educação, saúde e participação da população idosa do Estado.

Como funciona

– São 11 Secretarias de Estado envolvidas e o Fundo Social de São Paulo, sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Social.

(more…)

agosto 27, 2019

Seis hábitos para reduzir o risco de Alzheimer

Seis hábitos para reduzir o risco de Alzheimer
Fonte: EL PAÍS BuenaVida

Os anos se tornam exaustivos para quem tem parentes afetados por alguma demência, e também para os que acham que poderão herdá-la de pais e avós. Porém, os casos geneticamente determinados são minoritários e quase sempre ocorrem em idade precoce (os primeiros sintomas costumam começar antes dos 60 anos, alguns até aos 40). 

No caso da doença de Alzheimer, menos de 1% dos casos são determinados pela hereditariedade. “Isso significa que 99% são casos esporádicos, em que a doença é causada pela interação entre uma predisposição genética e fatores ambientais como o nosso estilo de vida”, explica a porta-voz do Grupo de Estudo de Comportamento e Demências da Sociedade Espanhola de Neurologia, Sagrario Manzano. E isso, até certo ponto, pode ser evitado.

É por isso que os cientistas, ao mesmo tempo que procuram uma cura para a demência, estão investigando o que poderia ser feito para evitá-la, o que é feito de errado para que ocorram tantos casos (a Organização Mundial de Saúde estima 10 milhões de novos diagnósticos anualmente) e como se poderia impedir sua aparição ou, pelo menos, retardá-la o máximo possível.

(more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: