A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

junho 1, 2017

Infância no interior…

Eu cresci, as cidades cresceram, o mundo evoluiu e a tecnologia tomou conta de tudo. Minha infância foi vivida em Rio Claro/SP, o adensamento populacional da cidade e o avanço da urbanização alteraram muito as maneiras como as crianças passaram a se divertir. O desenvolvimento tecnológico e a falta do espaço público para as brincadeiras infantis redefiniu com rapidez as maneiras de a molecada interagir, conversar, pular, dançar, correr e inventar o mundo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Algumas brincadeiras do meu tempo de moleque sumiram nos dias atuais. Eu adorava, por exemplo, rodar pneu. Um moleque era colocado dentro de um pneu grande, sem a câmara de ar; outra fazia a roda girar por uma grande extensão. E foi assim que eu tive a primeira e única quebra de osso em minha vida! Trinquei o braço esquerdo. Fiquei 30 dias engessado e tendo que aprender a escrever com a mão direita! A sensação de desconforto causada pela posição do corpo face ao movimento da roda (vez por outra alguém passava mal, vomitava ou se esborrachava) era descontada pela excitação que o movimento arriscado gerava. Rodar pneu era adrenalina pura!

(more…)

abril 5, 2013

Enchentes em São Paulo: principal problema da expansão urbana!

Recebi a indicação desse vídeo de uma leitora do Blog, a minha amiga Vera Grellet. Nele, dá para entender um pouco sobre o problema dos alagamentos de São Paulo. Basta assistir o vídeo abaixo. Ele é um alerta para que os urbanizadores aprendam a respeitar as forças da natureza. Para mim, que sou Geógrafo/Historiador/Arquivista, foi um deleite – tem um enfoque geográfico-histórico, permeando também questões sobre meio ambiente e política.

Andando de carro ou transporte público pelas ruas da cidade é difícil enxergar alguns detalhes. O que visualizamos são prédios e construções. Mas, você já se perguntou o que há abaixo do asfalto? Em muitas ruas da de São Paulo a resposta seria: Rios! Muitos deles foram canalizados e cederam espaço a corredores importantes como Avenida 23 de maio e Avenida 9 de julho. Os problemas foram surgindo a partir daí: rios poluídos e sem vidaenchentes e muito trânsito. O que se vive hoje é, em grande parte, consequência de administrações passadas.

Esse documentário, denominado Entre Rios, de 2009, apresenta um ótimo relato para se entender a questão. O filme faz um resgate histórico da importância dos rios no nascimento da cidade, mostra os impactos da chegada das estradas de ferro e detalha os problemas sanitários e o plano de urbanização pelo qual a cidade passou na década de 50, quando os rios passaram a ser considerados um obstáculo ao desenvolvimento. (more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: