A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

julho 1, 2014

Conheça o centro histórico de São Paulo com a Caminhada Noturna!

Todos os leitores do asimplicidadedascoisas sabem que moro no centro de São Paulo e que adoro tudo o que tem por aqui. Hoje quero dar uma dica para quem não conhece o centro e que por um motivo ou outro tem medo de caminhar sozinho por aqui! Mas, como sempre digo – não tem lugar mais seguro para caminhadas que o centro de São Paulo! Tenham certeza disso!

Agora, vamos à dica. Toda quinta-feira, às 20h, é dia de Caminhada Noturna, projeto que ocorre desde março de 2006, sempre com saída e chegada das escadarias do Theatro Municipal. O projeto foi idealizado pelo empresário Carlos Beutel, um paulistano do Bom Retiro que é apaixonado pelas histórias do centro da capital paulista. A caminhada dura cerca de 2 horas e, a cada semana, o tour tem uma temática especial.

Mapa do Centro Histórico de São Paulo

Mapa do Centro Histórico de São Paulo

Veja as fotos da galera que vai para a caminhada na galeria do Flickr (more…)

dezembro 15, 2013

La Bohème!

Acabo de chegar do Theatro Municipal de São Paulo, onde fui assistir a ópera La Bohème, de Giacomo Puccini A montagem de hoje me seduziu desde a primeira nota.  Reconhecida como uma das dez maiores óperas de todos os tempos, La Bohème, como Tosca e Madame Butterfly,  retrata a tragédia de uma mulher. A jovem Mimi apaixonada e correspondida, acaba por sucumbir aos caprichos da morte. Uma ópera que cativa, sobretudo, pelos soberbos temas que percorrem toda a audição.

– Um pouco sobre a ópera:

De Giacomo Puccini (1858-1924), com libreto de Luigi Illica e Giuseppe Giacosa baseado na novela de Henry Murger, “Scènes de la vie de bohème”. Com quatro atos, La Bohème estreou no Teatro Regio de Turim em 1º de fevereiro de 1896, sob a regência de Arturo Toscanini. A história acontece em Paris, na véspera do Natal e o enredo se desenvolve a partir do encontro de um poeta, Rodolfo, e uma florista, Mimi. La Bohème é um exemplo de uma ópera proletária, já que até a época em que Puccini a compôs, quase todos os personagens de ópera tinham sido reis, príncipes, nobres, guerreiros, deuses ou heróis da mitologia grega. Neste caso, são intelectuais proletários que não têm dinheiro nem para pagar o aluguel. Assim como Violetta Valéry em La Traviata, de Verdi, a protagonista da ópera de Puccini morre de tuberculose. Mas, ao contrário de Violetta, Mimi não é nenhuma cortesã dos salões elegantes de Paris; ela é extremamente pobre e vive na periferia.  (more…)

novembro 20, 2012

São Paulo – imagens do centro da capital paulista

No último sábado, no final da tarde, fiz estas fotos em algumas ruas do centro da cidade. A foto do Edifício Itália com o Copan ao fundo foi tirada da sacada do meu apartamento.

São fotos do Theatro Municipal de São Paulo, Vale do Anhangabaú, Centro Cultural Banco do Brasil, Mosteiro de São Bento, Páteo do Colégio, Praça da Sé, Estação Júlio Prestes, Praça da República, Largo do Arouche, Prefeitura Municipal, detalhes, entre outros edifícios emblemáticos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao ver as fotos percebe-se que existem infinitas possibilidades, maneiras e ângulos de se fotografar o centro de São Paulo.  (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: