A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 26, 2020

Buscando o sentido da vida: Eduardo Marinho

Eduardo Marinho, um cara que estudou nas melhores escolas e cresceu numa família com excelente condição econômica. Ele foi bancário, militar, estudante de direito. Mas tudo isso não o satisfazia. Ao contrário, o sufocava. Saiu de casa para buscar um sentido para a vida e experimentar o que era “não ter nada”. Chegou a morar na rua e dormir em cima de caixas de papelão. A maneira como ele se expressa fez com que ficasse conhecido como artista plástico e “filósofo das ruas”. Todos os seus trabalhos têm uma boa dose de contestação sobre os valores da nossa sociedade.

“A maioria não tem nada e vive tranquila! Como é que eu olho a minha volta e a classe abastada morre de medo de perder tudo?”, diz ele.

Assista ao vídeo abaixo e pense em como você vive a sua vida.

Eduardo Marinho em “O sentido da vida”

fevereiro 15, 2017

Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal – curso EaD gratuito

informativo_controlepublico_1turmapg2017

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, por meio da Escola Fazendária – Fazesp – informa que estão abertas as inscrições para o curso Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal – 1ª Turma de 2017.

O curso será realizado no próprio ambiente virtual da Fazesp e é direcionado a cidadãos interessados em compreender as políticas públicas do Estado, em especial a importância do orçamento público e os instrumentos disponíveis para o exercício do controle social.

Poderão participar estudantes, membros de organizações sociais interessados na temática, servidores públicos e cidadãos em geral.

Com uma carga horária de 40 horas, o curso possui três módulos: Estado e Sociedade no Brasil, Orçamento Público e Controle Social e Transparência.

Para aprovação e certificação, será necessário alcançar no mínimo 70% de acerto nas questões ao final de cada módulo.

Para mais informações e para realizar sua inscrição, clique aqui.

Serviço

Curso: Orçamento Público, Controle Social e Cidadania Fiscal – 1ª Turma de 2017

Modalidade: Educação a Distância

Período de inscrições: de 20/02/2017 a 06/03/2017 ou até esgotarem-se as vagas.

Período de realização: de 06/03/2017 a 03/05/2017

dezembro 9, 2016

Turma da Mônica explica TCE e incentiva boas práticas da cidadania

03/12/2016 – SÃO PAULO – Editada com o propósito de difundir as funções e atividades da Corte de Contas paulista como ferramenta de controle e uso dos recursos públicos, o gibi ‘Faça (a sua) Parte: Cuidando do que é Nosso’ interage com o publico infantil, por meio de uma linguagem simples, didática e lúdica, na qual difunde as boas práticas da cidadania.

Com exemplos práticos e cotidianos, o impresso, assinado por Maurício de Sousa, visa conscientizar o público infantil da faixa etária entre 9 e 10 anos, sobre a função fiscalizatória e a importância da atuação do Tribunal na boa gestão do dinheiro público.

O gibi conta a história da personagem Dorinha, uma criança portadora de necessidades especiais visuais que, por meio de interação com demais personagens da Turma da Mônica, passa a entender as funções do Tribunal de Contas, como órgão de controle externo e como o cidadão pode agir para ajudar a fiscalizar a aplicação do dinheiro público.

 

Dorinha, com o apoio da professora da escola, explica aos colegas de turma como o poder público, por meio da boa governança, pode contribuir para os bons resultados nas políticas públicas de Educação, Saúde, Transportes, Mobilidade Urbana, e outras áreas.

No ambiente escolar, ao abordar noções de cidadania e ética, a protagonista e os personagens falam sobre noções básicas do funcionamento dos órgãos governamentais, aplicação e destinação dos impostos e falam acerca das atividades voltadas ao acompanhamento dos investimentos nos diversos setores e seus reflexos na sociedade.

Clique para acessar a galeria de imagens

agosto 30, 2016

Curso em EaD – Ética e Cidadania Fiscal

A Escola Fazendária do Estado de São Paulo (Fazesp) informa que abrirá inscrições para a segunda turma de 2016 do curso Ética e Cidadania Fiscal.  O conteúdo é de interesse de professores, estudantes, servidores públicos e cidadãos em geral que poderão se inscrever, via internet, no período de 26 de agosto a 5 de setembro.

O curso é gratuito e será realizado no próprio ambiente virtual da Fazesp de 5 de setembro a 4 de novembro. O conteúdo é direcionado a quem tem interesse em obter conhecimentos sobre tributação, responsabilidades do Estado e exercício da cidadania, além de contribuir para a transparência na gestão pública e na prática da responsabilidade fiscal.

etica

Os conteúdos que permeiam a temática “Ética e Cidadania Fiscal” são apresentados por meio de exemplos e situações cotidianas. Entre os temas abordados constam o Brasil e seus desafios; o papel da educação na transformação da sociedade; a estrutura dos poderes e suas atribuições; a classificação dos tributos; o panorama da sociedade brasileira atual; controle, transparência, lei de acesso à informação e participação social, o que é Ética e a diferença entre ética e moral.

Com carga horária de 80 horas, o curso terá quatro módulos: Convite à cidadania fiscal; Ética, Democracia e Cidadania; Como o Estado obtém recursos para a sua manutenção?; e Orçamento Público, Controle, Transparência e Participação Social.

Para aprovação e emissão de certificado será necessário alcançar no mínimo 70% de acerto nas questões ao final de cada módulo. Para mais informações e para realizar a inscrição acesse www.fazesp.sp.gov.br. Consulte o manual de inscrição aqui.

Informações
Curso: Ética e Cidadania Fiscal – Turma 2 de 2016
Modalidade: Educação a Distância auto instrucional
Período de inscrições: 26 de agosto a 5 de setembro (ou até se esgotarem as vagas)
Período de realização: 5 de setembro a 4 de novembro
Público-alvo: Professores, universitários, membros de organizações sociais interessados na temática, servidores públicos e cidadãos em geral
Carga horária: 80 horas
Vagas: 600

(more…)

agosto 10, 2016

Luto – vamos falar sobre ele?

Já tive grandes perdas na vida. Não cheguei a conhecer meus bisavôs e nem minha avó materna. Perto dos dez anos perdi o meu avô materno. Depois meus avós paternos também se foram.

Perdi minha mãe e poucos anos depois o meu pai. Nessa lista incluo tios, primos, amigos…. Isso são apenas exemplos. O luto não tem hierarquia!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mortes são sempre doloridas. Em meu trabalho, no espaço de poucos meses, oito amigos perderam pai ou mãe. Hoje mesmo retornou ao trabalho uma pessoa de minha equipe que perdeu o pai na semana passada. Teve um ataque cardíaco fulminante.

Não há palavras que nos façam superar essa dor. Eu sempre digo que a dor nunca passa. A gente acostuma com ela. Aprende a administrar. (more…)

maio 20, 2015

Filosofando sobre a escola e a educação…

Apesar de a escola também instruir e educar, é em casa que se principia a educação. Antigamente havia mais respeito devido a essa educação que se trazia de casa, respeito, esse, que já vinha da parte dos pais, muitos deles analfabetos, porque sabiam que se os filhos fossem analfabetos como eles não seriam nada na vida.

Se você, como eu, passou dos 50 anos, já parou para pensar o que mudou na escola desde o seu tempo de “primário”? Como é hoje a relação entre professores e alunos? O que mudou ao longo dos últimos 40 anos e o que pensam eles acerca do seu papel enquanto atores sociais? Estão otimistas ou pessimistas em relação ao futuro da educação no país?

Todos nós sabemos que a escola não pode ser a resposta milagrosa para os problemas sociais que nela se refletem, mas, continuo a acreditar que ela pode desempenhar um papel fundamental na sua resolução. Mas para isso, é preciso dar mais tempo aos professores para comunicar e trocar ideias sobre educação. Você, que como eu é professor, sabe que hoje em dia somos absorvidos por inúmeras tarefas burocráticas, por muitas reuniões nem sempre tão produtivas quanto desejaríamos e que acabam por nos deixar esgotados e com pouco tempo para trocar ideias sobre educação. Além de refletirem indiretamente na relação entre colegas e com os alunos, tiram-nos o prazer de sermos professores.

Antigamente o professor trabalhava mais em função da sua área disciplinar, dedicando mais atenção ao seu metiê e ao seu aluno. Hoje em dia tem de atuar em outros níveis e acaba também por ser assistente social, psicólogo – e desdobrar-se em inúmeras tarefas. E há os projetos! Infinitos! E desta multiplicidade de papéis é normal que o cansaço se instale e que a criatividade vá para o beleléu. (more…)

outubro 3, 2014

Curso em EaD “Cidadania Fiscal” – uma receita para o Brasil

A GEREF – Gerência de Educação Fiscal, da ESAF – Escola de Administração Fazendária, abriu, a partir de hoje, as inscrições de um novo curso em EaD – curso Cidadania Fiscal oferecido pela ESAF.

banner cidadania

O curso é gratuito e aberto para a sociedade em geral. É um curso simples com pequena carga horária de 20 horas.

O curso é auto-instrucional. Tais modalidades de cursos oferecem material adequado para que os usuários estudem, sem participação direta de professores ou tutores, de acordo com o seu ritmo de aprendizagem e sua disponibilidade de tempo.

SERVIÇO

– Inscrições: 03 a 17 de outubro. Acesse o sitio clicando aqui

Caso não tenha cadastro no sistema clique aqui e preencha com seus dados.

– Período do curso: 20 de outubro a 17 de novembro

– Vagas: 2 mil (atingido o número serão encerradas as inscrições)

maio 23, 2014

Perfil @aminhaempregada, no Twitter, escancara a doença do preconceito no Brasil

Gosto muito de ler o jornal El País. Seus colunistas são fantásticos e há uma versão on line em português para aqueles que não dominam o Espanhol. Li ontem um texto intrigante – algo mais para a coleção das histórias de discriminação que acontecem em nosso País. Falava de um perfil criado no Twitter e que satiriza a herança escravocrata brasileira sob o codinome @aminhaempregada. A pseudo “brincadeira” toca em um assunto sério, a começar pela inclusão do pronome possessivo “minha” no codinome do perfil virtual, que demonstra um papel de posse de alguém que lhe serve. O autor, que preferiu ficar no anonimato, responde os posts preconceituosos de parte dos brasileiros, que em algum lugar de sua imaginação se acham seres superiores em relação a seus empregados.

empregada

Twitter @aminhaempregada

 “Minha empregada não chega, disse que tá sem ônibus, minha casa tá imunda. Vadia, vem andando!”, diz alguém, nem se importando com a greve de ônibus que deixou São Paulo com 260 km de congetionamento no último dia 20. “Minha empregada é anta, ela tava arrumando meu quarto, tocou quatro vezes o celular e ela nem para me levar e nem avisa!”, diz outra, essa sim, uma anta tuiteira. Chocante, não?

Mais chocante ainda é saber que esse tipo de comentário faz parte do cotidiano do brasileiro, mesmo depois de 126 anos da abolição da escravatura. No caso do perfil @aminhaempregada, alguém apenas decidiu reuni-los, para que pudessem ser “apreciados” em toda sua crueza. Mas, há um lado muito positivo dessa história toda. O perfil no Twitter materializa um preconceito que em sua essência é intangível e que ganha a função de espelho, onde o brasileiro pode se reconhecer como um idiota por adotar atitudes similares aos que estão sendo expostos na rede por seus comentários. (more…)

janeiro 13, 2014

Os filhos da classe C mudarão a cara do Brasil

A classe C é hoje protagonista na sociedade brasileira. São 40 milhões que, saídos da pobreza, constituíram um estrato que está influenciando na própria identidade do país. Os filhos dessas famílias constituídas pelos trabalhadores de mais baixo nível profissional, em sua maioria analfabetos ou quase, são uma novidade tão importante que, segundo Renato Meirelles, diretor do Instituto Data Popular, podem chegar a “mudar a cara do Brasil”.

jovens-classec

Manifestantes durante protesto em Brasília, em junho de 2013. / EVARISTO SÁ (AFP)

Ao contrário de seus pais, que não estudaram, estes jovens já frequentam a escola e sabem mais do que eles. Querem, além disso, continuar sua formação para poder dar um salto social. Serão adultos muito diferentes de seus progenitores, segundo o perfil apresentado no estudo Geração C, feito pelo Data Popular, sobre esses 23 milhões de jovens entre 18 e 30 anos, que recebem salários de até 1.020 reais por mês, e representam 55% dos brasileiros dessa idade. (more…)

janeiro 21, 2013

Educação Fiscal – Curso em EAD e gratuito – exerça sua cidadania!

Promovido no estado de São Paulo em parceria pela Secretaria de Estado da Educação, Secretaria de Estado da Fazenda – SEFAZ e a Receita Federal o curso será realizado através da internet, com a previsão para início das turmas  do primeiro semestre no dia 25/03. Haverá uma semana de ambientação para que os alunos se familiarizem com a plataforma Moodle da Escola Virtual da ESAF – Escola de Administração Fazendária e para que se façam possíveis substituições. A atuação dos tutores bem como o acesso ao conteúdo em si será no dia 01/04. Mas, de 25 a 30/03 os alunos matriculados já conseguirão ver o conteúdo do curso e nesse período poderão se manifestar se querem continuar ou não.

Se você assistiu ontem a reportagem da série “Brasil: quem paga é você” e exibida no Fantástico, a qual mostrou uma investigação especial sobre a maior obra de infraestrutura no Brasil: a transposição do Rio São Francisco, planejada para levar água ao Nordeste, que enfrenta uma das piores secas da história, viu que o projeto se arrasta há cinco anos. Atrasos e superfaturamento já fizeram o preço da obra saltar de R$ 4,5 bilhões para mais de R$ 8 bilhões. E ainda: foram encontrados dutos rachados e até um túnel que desabou.

Viu também que há dois anos a estação das chuvas chega, as nuvens se formam, mas não deixam cair uma gota de água sequer. E que o gado morto se incorporou à paisagem, como disse a reportagem “num tempo em que só os urubus conhecem fartura”.

Foi muito triste ver o sertanejo que durante meses comprou comida para o gado na tentativa de salvá-lo, mas que o dinheiro acabou. Vê-lo queimar os galhos do xique-xique, uma espécie de cactus, que vão para o fogo o tempo suficiente para queimar os espinhos e alimentar o gado que disputa avidamente os seus galhos.  (more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: