A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 7, 2016

Seade lança aplicativo com dados de todos os municípios paulistas

Integrando o programa Governo Aberto, nova plataforma reúne dados e indicadores dos mais de 600 municípios de São Paulo

A partir de agora as estatísticas do Estado de São Paulo e seus 645 municípios estão na palma da mão. A Fundação Seade acaba de lançar um aplicativo para celular que mostra 52 tipos de informações sobre temas como habitação, educação, economia, saúde, população (nascimentos, óbitos, casamentos), história dos municípios (aniversário, padroeiro, etc) e nome dos prefeitos e presidentes das câmaras municipais.

No aplicativo Perfil dos Municípios Paulistas todas as informações dos municípios podem ser comparadas com os dados do próprio Estado e regiões onde estão localizados. Além disso, é possível visualizar a evolução dos resultados em formato de gráfico e entender o que  significa cada indicador ali disponibilizado.

foto_perfil_mun_paulista_02

A plataforma digital oferecida gratuitamente pela Fundação Seade está disponível para os sistemas iOS (iPhone) e Android e faz parte do projeto Governo Aberto,  uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo de disponibilização, através da internet, de documentos, informações e dados governamentais de domínio público para a livre utilização pela sociedade.

A Fundação Seade, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão, é um centro de referência nacional na produção e disseminação de análises e estatísticas nas áreas socioeconômicas e demográficas. Para isso  realiza pesquisas domiciliares e levantamentos de informações produzidas por outras fontes, compondo um amplo acervo de diferentes aspectos da realidade do Estado, suas regiões e municípios paulistas.

Por dentro do app

O aplicativo é bastante simples de ser usado, mesmo com um volume enorme de informações. Há uma série de filtros e possibilidades de acesso aos dados. (more…)

fevereiro 1, 2015

Por uma melhor valorização dos (bons) Professores

Em alguns países do mundo, entrar em um curso de licenciatura, que oferecerá ao final a oportunidade para se ser professor é quase tão difícil quanto entrar nas melhores universidades do mundo. Na Finlândia, por exemplo, é assim. O candidato tem que se submeter a um exame de acesso e, se aprovado, ser avaliado numa exigente entrevista. E apenas um em cada dez candidatos consegue e, no caso dos cursos de ensino básico, a média é ainda inferior: na universidade de Helsínquia (2011-2012), candidataram-se 1789 para somente 120 vagas. Quem não conseguir entrar numa das poucas universidades que oferece o curso, fica de fora – não existe outra alternativa para ser professor. Os finlandeses só confiam nos melhores entre os melhores para preparar as gerações futuras nas suas escolas. Por isso, ser professor na Finlândia tem tão ou mais prestigio do que ser médico e, internacionalmente, o país é reconhecido pelos bons desempenhos dos seus alunos.

valorizacao

Sabemos que por aqui não é assim. Os melhores alunos do segundo grau não querem ser professores, o acesso aos cursos de licenciatura não é competitivo e, geralmente, quem frequenta esses cursos são os alunos que apenas obtiveram resultados médios ou fracos no seu desempenho escolar, com raras exceções. Ou seja, confiamos a missão de preparar os jovens do futuro àqueles que, hoje, estão entre os piores alunos da sua geração. E os resultados disso estão à vista: nas comparações internacionais o Brasil tem baixos níveis de desempenho escolar, e entre nós, tornar-se professor está longe de ser uma opção de carreira de prestígio. Mas, de novo eu digo: há exceções – em nossas escolas também temos ótimos e dedicados professores que fazem de tudo por amor a profissão.  (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: