A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

março 11, 2017

Lembranças, saudades e cheiros de infância…

“… As pessoas podiam fechar os olhos diante da grandeza, do assustador, da beleza, e podiam tapar os ouvidos diante da melodia ou de palavras sedutoras. Mas não podiam escapar do aroma. Pois o aroma é um irmão da respiração. Com esta, ele penetra nas pessoas, elas não podem escapar-lhe caso queiram viver. E bem para dentro delas é que vai o aroma, diretamente para o coração, distinguindo lá categoricamente entre atração e menosprezo, nojo e prazer, amor e ódio. Quem dominasse os odores dominaria o coração das pessoas.”   

Trecho do livro “O Perfume”, do escritor alemão Patrick Süskind

Minha mãe, aos dezesseis anos

Minha mãe, aos dezesseis anos

Os anos vão passando e a gente vai lembrando as coisas boas que aconteceram há muitos anos atrás. São memórias que fazem parte de nossas vidas… E se tais recordações trouxerem coisas boas, a isto chamamos de saudades. Tenho saudades de brincar na enxurrada da rua quando chovia. Tenho saudade de apanhar frutas direto do pé, de brincar nos bancos de areia que tinha em frente a minha casa. Tenho saudades dos meus amigos de infância; tenho saudades do cheiro dos lençóis limpos pendurados no varal e de quando passava correndo por eles… De olhos fechados, o pano deslizando sobre meu rosto enquanto eu corria… Tenho saudades de minhas idas ao barbeiro o qual recebia os clientes com aquela sua capa branca característica. Tenho saudades do cheiro da água velva que ele passava no “pé do cabelo” e que dava um friozinho por toda a cabeça.  (more…)

julho 10, 2013

Cheiros, memórias gastronômicas e saudades…

Gosto das coisas simples da vida. Por isso o título desse blog “A Simplicidade das Coisas”.

Todos os domingos vou a feira livre que fica pertinho de casa, na rua da Igreja de Santa Cecília, em São Paulo.

feira

Fico encantado com as bancas cheias de cores e aromas, onde frutas, verduras e legumes são expostos, enchendo os olhos dos transeuntes. Me encantam as montanhas de alfaces, em seus pequenos ou grandes pés, em ramalhetes de folhas crespas e lisas. As folhas são acetinadas, de cor verde claro, algumas verde escuro, ou as quase pálidas alfaces americanas, enroladas como se fossem um repolho. Outras possuem as folhas roxas, com veios esverdeados. Gosto de olhá-las, tocá-las, senti-las em minhas mãos, prová-las numa deliciosa salada.  (more…)

março 1, 2013

Osho Neo -Tarô – Carta Meditação – Você pode encontrar Deus em todo o lugar!

Temos que fazer tudo com a consciência relaxada. Mesmo que sejam as pequenas coisas da vida. Quando você estiver comendo, coma com totalidade – mastigue com totalidade, saboreie totalmente, cheire totalmente. Toque no seu pão, sinta a textura dele. Cheire-o, sinta o sabor. Mastigue-o, deixe-o dissolver-se no seu ser, e permaneça consciente – você estará meditando. A meditação nunca está separada da vida. Se estiver, algo está errado.

Lembre-se – sua vida não é uma distração. Ela é uma ocasião para meditação.

Carta 18  MEDITAÇÃO.

Preste atenção a tudo. Não existe nada “ grande” e nada “pequeno”. Tudo é divino. Você pode encontrar Deus em todo o lugar.

Carta 18 - Meditação

Carta 18 – Meditação

Um discípulo que estava praticando por algum tempo veio ver Ikkyu. Estava chovendo, e ao entrar, deixou seus sapatos e seu guarda chuva do lado de fora. Depois de apresentar seus cumprimentos, Ikkyu perguntou-lhe de que lado de seus sapatos ele havia deixado seu guarda chuva.  (more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

alimmentos.wordpress.com/

congelados veganos

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: