A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 7, 2016

Seade lança aplicativo com dados de todos os municípios paulistas

Integrando o programa Governo Aberto, nova plataforma reúne dados e indicadores dos mais de 600 municípios de São Paulo

A partir de agora as estatísticas do Estado de São Paulo e seus 645 municípios estão na palma da mão. A Fundação Seade acaba de lançar um aplicativo para celular que mostra 52 tipos de informações sobre temas como habitação, educação, economia, saúde, população (nascimentos, óbitos, casamentos), história dos municípios (aniversário, padroeiro, etc) e nome dos prefeitos e presidentes das câmaras municipais.

No aplicativo Perfil dos Municípios Paulistas todas as informações dos municípios podem ser comparadas com os dados do próprio Estado e regiões onde estão localizados. Além disso, é possível visualizar a evolução dos resultados em formato de gráfico e entender o que  significa cada indicador ali disponibilizado.

foto_perfil_mun_paulista_02

A plataforma digital oferecida gratuitamente pela Fundação Seade está disponível para os sistemas iOS (iPhone) e Android e faz parte do projeto Governo Aberto,  uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo de disponibilização, através da internet, de documentos, informações e dados governamentais de domínio público para a livre utilização pela sociedade.

A Fundação Seade, vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão, é um centro de referência nacional na produção e disseminação de análises e estatísticas nas áreas socioeconômicas e demográficas. Para isso  realiza pesquisas domiciliares e levantamentos de informações produzidas por outras fontes, compondo um amplo acervo de diferentes aspectos da realidade do Estado, suas regiões e municípios paulistas.

Por dentro do app

O aplicativo é bastante simples de ser usado, mesmo com um volume enorme de informações. Há uma série de filtros e possibilidades de acesso aos dados. (more…)

maio 12, 2014

Educação Financeira nas Escolas – material didático para professores

A Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil) apresentou no último dia 08 durante um seminário, aqui em São Paulo, a Plataforma Aberta, para acesso aos livros do Programa de Educação Financeira nas Escolas. A ferramenta pode ser usada por professores, escolas e organizações da sociedade civil ligadas à educação. Com esse material, os professores poderão desenvolver nos alunos a capacidade de análise crítica sobre o contexto financeiro pessoal e do mundo, ajudando-os a tomar decisões para a compra e o investimento conscientes.

Livro3-bens-publicos

Ao todo, são nove livros (temas principais) contendo 72 situações didáticas que orientam os professores a aplicarem conceitos financeiros ligados aos conteúdos sociais. Os livros foram usados em um projeto piloto desenvolvido com jovens de 14 a 21 anos do ensino médio, que receberam aulas de educação financeira como parte da Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef), ligada ao Ministério da Educação (MEC).

Faça o download dos materiais aqui – Ensino Fundamental e Ensino Médio

O projeto foi conduzido em 448 escolas em todo o país e envolveu 27 mil alunos e 1,5 mil professores, que tiveram 16 horas de treinamento. Depois das aulas, uma pesquisa foi feita com mais 550 escolas para identificar as diferenças entre os alunos que receberam aulas de educação financeira e os que não receberam. Segundo a AEF-Brasil, foi constatado que os integrantes do primeiro grupo apresentaram um nível de conhecimento financeiro 7% maior dos que os do segundo grupo. As famílias dos alunos que participaram das aulas tiveram um nível de poupança 1% maior do que antes do curso. (more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: