A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

janeiro 5, 2020

A tradição do dia de Reis, na Espanha

O dia 6 de janeiro é o dia mais aguardado pelas crianças espanholas, e também pelos mais crescidos. Sim, é neste dia que se abrem os presentes de natal! O “Día de los Reyes Magos” é uma das festas mais populares da tradição cristã em Espanha, que assinala a visita dos três reis magos ao menino Jesus e também o final do período de Natal. O dia é celebrado um pouco por todo o mundo, mas na Espanha tem um significado especial.

Entrega de presentes

A entrega de presentes neste dia é a tradição espanhola mais conhecida. O costume tem o propósito de replicar o gesto dos reis magos que, quando visitaram o menino Jesus, ofereceram ouro, incenso e mirra. No dia 6 de janeiro pela manhã, as crianças abrem os seus presentes, oferecidos com o objetivo de manter viva esta tradição.

Cartas aos reis magos

Associada ao Dia de Reis está outra tradição: em vez de enviarem cartas ao Papai Noel, as crianças espanholas enviam cartas aos reis magos com os seus pedidos de presentes para receberem no dia 6 de janeiro. As cartas são normalmente redigidas na véspera da celebração, no dia 5 de janeiro, e amarradas em balões de cores que são largados no céu, levando os desejos das crianças.

“Rosca de reyes” com chocolate quente

Comer “roscón” ou “rosca de reyes” acompanhada de um chocolate quente é outra das tradições célebres na Espanha associadas a esta festividade, que remonta à Idade Média e simboliza paz, amor e esperança, além de fortalecer a convivência familiar. A forma circular do “roscón” representa o amor eterno de Deus e a coroa do rei, enquanto as frutas decorativas representam as distrações do mundo.


O mais legal é que dentro da rosca vem duas surpresas. Ao comer, quem encontrar uma figurinha terá sorte por todo o ano. E quem encontrar uma fava pagará o Roscón. Gostou dessa tradição? A Espanha é um país com muitas curiosidades a descobrir.

(more…)

dezembro 24, 2012

Presépio – origem

O presépio é talvez a mais antiga forma de caracterização do Natal. Sabe-se que foi São Francisco de Assis, na cidade italiana de Greccio, em 1.223, o primeiro a usar a manjedoura com figuras esculpidas formando um presépio, tal qual o conhecemos hoje. A idéia surgiu enquanto o santo lia, numa de suas longas noites dedicadas à oração, um trecho de São Lucas que lembrava o nascimento de Cristo. Resolveu então montá-lo em tamanho natural, em uma gruta de sua cidade. O que restou desse presépio encontra-se atualmente na Basílica de Santa Maria Maior, em Roma.

belen2

Presépio significa em hebraico “a manjedoura dos animais”, mas a palavra é usada com frequência para indicar o próprio estábulo. Jesus ao nascer foi reclinado em um presépio que provavelmente seria urna manjedoura, como as muitas que existiam nas grutas naturais da Palestina, utilizadas para recolher animais. Outra versão é que o presépio de Jesus era feito de barro, aproveitando-se uma saliência da rocha e adaptando-a para tal finalidade. Esta é, sem dúvida, a versão mais aceita.  (more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: