A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

maio 16, 2021

Prefeitura lança Manual Ilustrado do Centro Histórico de São Paulo

Cartilha ilustrada traz dicas e orientações para que proprietários e locatários de 380 imóveis no perímetro do Triângulo Histórico recuperem as suas fachadas e tornem a arquitetura dessa região ainda mais valorizada.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento (SMUL) e a São Paulo Urbanismo, acaba de publicar o “Manual Centro Histórico – Manutenção, Conservação, Reforma, Restauro”. O objetivo é sensibilizar a população quanto à importância da paisagem urbana, orientando as ações individuais e coletivas que possam ajudar a manter e preservar a cidade. Confira aqui a publicação.

Mapa do Centro Histórico de São Paulo

O caderno tem como área de estudo o Triângulo Histórico, recorte especial do Centro formado pelas ruas Benjamin Constant, Boa Vista e Líbero Badaró, com área de aproximadamente 185 mil m² e por onde circulam diariamente 600 mil pessoas. A ideia do Manual é incentivar e orientar os proprietários e locatórios dos 380 imóveis contidos nesse perímetro para que mantenham ou promovam as devidas intervenções nas suas fachadas a fim de realçar a beleza da arquitetura de São Paulo.

Cabe destacar que no perímetro do projeto todos os imóveis são tombados ou encontram-se em áreas envoltórias de tombamento. A cartilha foi elaborada de forma ilustrada, a fim de facilitar e ampliar o acesso à informação quanto às normas legais para esses bens, além de prestar orientações sobre a inserção de elementos na paisagem tendo em vista a valorização, reforma e preservação do imóvel.

(more…)

janeiro 22, 2017

São Paulo e o descaso com sua História, ou, como educar uma população…

Moro no centro de São Paulo e a cada dia que passa fico assustado com a situação de abandono que se encontra a cidade e a maioria de seus monumentos históricos. Hoje gostaria de falar sobre dois deles A Fonte Monumental, da Praça Júlio de Mesquita e a Fonte dos Desejos, no Vale do Anhangabaú.

A Fonte Monumental, da Praça Júlio de Mesquita, foi restaurada há alguns anos e já esteve em estado de abandono novamente até uns dias atrás. Vidros quebrados foram substituídos, mas moradores de rua, alguns vândalos que moram nos arredores chutam bola em seus vidros e já presenciei algumas pessoas invadindo a área cercada. Cada vez mais acho que é a população que precisa de conserto e não a cidade. Como dizia minha avó – povo sem educação tem a aquilo que merece.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Fonte Monumental é apenas mais um dos vários monumentos paulistanos que estão abandonados à própria sorte por toda a cidade. E, segundo o jornal O Estado de S.Paulo, seu restauro custou cerca de R$430 mil reais!

E ela, inaugurada em 1927, está mais uma vez funcionando, mas, pelo que percebo logo entrará novamente em processo de deterioração.  (more…)

setembro 3, 2015

Educação Fiscal na Prefeitura de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo instituiu o Programa Municipal de Educação Fiscal que tem como objetivo levar à sociedade algumas informações sobre o Estado Brasileiro e o seu funcionamento, com foco na cidadania.

Um dos pontos mais importantes do programa é esclarecer às pessoas qual é a função social do tributo. Por que pagamos impostos? Para onde vai o dinheiro arrecadado? Como podemos fiscalizar o Estado para saber se o dinheiro está sendo utilizado corretamente? E, se a gente não concordar com o seu uso, quais medidas podemos tomar?

Todas as respostas para estas indagações e muitas outras perguntas você vai encontrar no Portal da Educação Fiscal que nossos parceiros no GEFE/SP acabaram de lançar.

Clique na imagem abaixo para acessar a Cartilha de Educação Fiscal e conhecerá a Sucinha, o símbolo da Educação Fiscal do Município de São Paulo. A Suçuarana ou Onça Parda foi escolhida pela população como o animal silvestre símbolo da cidade.

Cartilha Educacao Fiscal

O Portal tem material para atender quatro públicos específicos – jovens, crianças, pais e educadores. Mas tudo também está em linguagem acessível para a população em geral. Acesse!

março 19, 2015

GEFE/SP – Grupo de Educação Fiscal Estadual promove seminário para dirigentes de escolas públicas em São Paulo

Durante três dias 16, 17 e 18/03), diretores de escolas públicas municipais e estaduais de São Paulo participaram do “V Seminário de Educação Fiscal: A gestão de recursos na escola transformando a comunidade”. O evento foi promovido pelo Grupo de Educação Fiscal Estadual (GEFE/SP), do qual a Receita Federal faz parte ao lado de Órgãos como as Secretarias da Fazenda e da Educação do Estado de São Paulo, a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), a Controladoria Geral da União (CGU), a Escola de Administração Fazendária (Esaf) e a Prefeitura de São Paulo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A abertura do evento, realizada em 16 de março, no auditório da Secretaria da Fazenda, contou com a música do projeto Cantando Oitavas, da 8ª Região Fiscal, que escolheu repertório especial para os educadores.

Gioia Tosi, a representante do GEFE/SP da Receita Federal da 8ª Região Fiscal, fez a apresentação do seminário, explicando a programação. Representantes de parte do GEFE compuseram a mesa de abertura e destacaram o papel da escola na formação do cidadão. “A gente constrói o cidadão em casa e na escola. São os dois principais ambientes. Os professores são praticamente uma pessoa da família“, afirmou Evandro Alpoim Freire, coordenador da CTG – Coordenadoria de Tecnologia e Gestão Estratégica da Secretaria da Fazenda. (more…)

outubro 25, 2014

Projeto Centro Aberto em São Paulo testa intervenções urbanas em escala real

São Paulo é uma cidade surpreendente. Acredito que todos que a habitam tem com a metrópole uma relação de amor e ódio. Aqui, os contrastes são tão gritantes que deixam sua população dura, como a figura daqueles três macaquinhos que não querem ver, ouvir ou escutar. Basta uma caminhada pelo centro para ver muitos contrastes. Mas hoje a minha surpresa foi boa, muito boa. Em minha caminhada deparei-me com uma alteração num espaço já conhecido – o largo de São Francisco. E essa intervenção é convite para que cada cidadão se aproprie da área central da cidade, vivenciando transformações urbanísticas projetadas pelos técnicos que as idealizaram e opinando diretamente sobre o impacto delas. Essa é a proposta do projeto Centro Aberto, que a Prefeitura implantou a partir do dia 26 de setembro nos largos São Francisco e Paissandu, como os primeiros pilotos. Clique aqui e saiba mais sobre o Centro Aberto.

centro1-1024x759

Foto: Portal Aprendiz

Cadeiras de praia, bicicletários, banheiros públicos, aparelhos de ginástica, atrações musicais, karaokê, cinema, wi-fi livre e feirinhas gastronômicas compõem algumas das atividades que tentarão atrair a população para as regiões centrais.

(more…)

agosto 28, 2014

Reabertura da Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco, em São Paulo

Quase sempre, depois de almoçar, quando sobra um tempinho, faço minhas caminhadas pelo centro de São Paulo. E sempre me permito a uns minutos de paz dentro de uma igreja. Lá dentro é sempre um contraste com o barulho da rua. Gosto de arte sacra, ver fiéis imersos em orações, a luz das velas, e em muitas delas há quase sempre um fundo musical para completar a sensação de paz.

2

Convento (já convertido em faculdade) e Igrejas de S. Francisco e da Ordem Terceira em 1862 (foto de Militão Augusto de Azevedo). Originalmente a Igreja tinha o status de capela, inaugurada em 1736 para sediar a Ordem Terceira na então vila de São Paulo do Piratininga, no mesmo espaço que o convento (depois convertido na Faculdade de Direito do Largo) e igreja construídos um século antes pelos frades franciscanos.

Hoje fui até a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, localizada bem ao lado da Igreja de São Francisco, no Largo de São Francisco. Sempre que passava em frente estava fechada, (como estava em péssimas condições, passou os últimos sete anos em restauração) mas fiquei sabendo que reabriu em maio passado. (more…)

junho 17, 2014

Projeto “Composta São Paulo” – uma política pública que visa estimular a utilização de composteiras na cidade!

O Projeto lançado ontem, dia 16/06 contará com a participação de famílias voluntárias!

O projeto é ma iniciativa muito bacana da Secretaria de Serviços da Prefeitura de São Paulo, por meio da AMLURB, realizado pelas concessionárias de limpeza urbana LOGA e ECOURBIS. A idealização e execução é da Morada da Floresta. O projeto é uma das ações do programa municipal SP Recicla.

[vimeo http://vimeo.com/98266856]

O projeto vai selecionar 2 mil domicílios de diversos perfis para receber uma composteira doméstica e participar de oficinas de compostagem e plantio. Além de fazer parte de uma comunidade online de troca de conhecimento e experiências, os participantes irão ajudar a gerar informações e aprendizados fundamentais para a definição de uma política pública sobre compostagem doméstica para a cidade de São Paulo.  (more…)

abril 29, 2014

São Paulo e suas fontes e chafarizes abandonados!

Vários chafarizes da cidade de São Paulo estão secos e sujos. Os instalados na Praça da Sé e República estão funcionando, mas, servem de piscina para o banho de desocupados, para lavar roupas e depósito de sujeiras. Ponto positivo para os servidores da limpeza urbana, que tentam diariamente, e a todo custo, deixar os chafarizes e lagos limpos – mas, com uma população que parece ter saído da Idade Média, não é fácil manter tais equipamentos urbanos em condições desejáveis.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Símbolo de convivência comunitária no século 19, tais equipamentos agora refletem a degradação do espaço público em São Paulo em plena metrópole.
Não há água no chafariz da Ladeira da Memória nem em qualquer outro chafariz do Vale do Anhangabaú. Situação idêntica se encontra o chafariz da Avenida Nove de Julho. (more…)

fevereiro 6, 2014

Wi-fi grátis no Mercado Municipal de São Paulo e em mais 120 pontos da Capital!

No último dia 23 de janeiro começou a ser implementado em São Paulo o projetoWi-Fi Livre SP. A ideia é espalhar por espaços públicos da cidade o acesso à rede sem fio gratuita e de qualidade para todos. A expectativa é de que a rede atenda mais de 190 mil usuários por mês!

Projeto prevê a instalação de 120 pontos de internet gratuita em praças e parques da capital paulista

Projeto prevê a instalação de 120 pontos de internet gratuita em praças e parques da capital paulista

A partir de hoje os frequentadores do Mercado Municipal de São Paulo poderão acessar gratuitamente a internet pela rede sem fio. O plano Wi-Fi livre foi lançado agora há pouco, às 11h00, pelo prefeito Fernando Haddad no Mercadão, o terceiro ponto turístico da capital a oferecer internet de qualidade, gratuita e sem fio. Antes do Mercadão, o Páteo do Colégio e a Praça Dilva Gomes Martins, em Artur Alvim, na Zona Leste de São Paulo, já contam o serviço. Os próximos locais a receberem o projeto Praças Digitais são o vão livre do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp), as praças Benedito Calixto, em Pinheiros, na Zona Oeste, e Fortunato da Silveira, em São Miguel Paulista, na Zona Leste. (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

alimmentos.wordpress.com/

congelados veganos

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: