A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

março 5, 2013

Eu sei, mas não devia, que a gente se acostuma…

Eu sei, mas não devia

Marina Colasanti


Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.

A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor. E, porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E, porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas. E, porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

Mudança à frente

Mudança à frente

A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora. A tomar o café correndo porque está atrasado. A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.  (more…)

setembro 28, 2012

Educação fiscal é lição de cidadania e de Matemática – Revista Nova Escola

O Programa Nacional de Educação Fiscal é uma política de Estado que tem como objetivo fomentar uma cidadania participativa e formar cidadãos conscientes de seus direitos e deveres. É um processo de ensino e aprendizagem baseado em três eixos: a formação de valores, a construção da cidadania e da cultura fiscal.

O sistema de ensino pode preparar os jovens para o momento em que devem cumprir as suas obrigações como contribuintes, fornecendo uma série de conhecimentos básicos para explicar o significado, o alcance e finalidade dos impostos, descrevendo brevemente o orçamento público e os requisitos do sistema fiscal de uma maneira simples. É importante que interiorizem a ideia de tributação como uma das áreas onde se articula a necessária correspondência entre direitos legais, éticos e obrigações, onde se entrelaçam interesses pessoais e benefícios comuns.

Educação fiscal é lição de cidadania e de Matemática

reportagem de Arthur Guimarães (novaescola@atleitor.com.br)

Os alunos se tornam mais conscientes quando aprendem a identificar o valor dos impostos incluídos no preço de produtos e serviços que consomem.

Imposto. O nome já diz tudo: não é opcional. Sem muita escolha, pagamos tributos ao governo para quase tudo: morar na cidade, movimentar dinheiro no banco, comprar remédio e até para ter água quente na hora do banho. O funcionamento do sistema de arrecadação e a maneira como o dinheiro retorna em forma de serviços à população – incluindo toda a matemática envolvida – são explicados pela educação fiscal.

O assunto começou a ganhar importância em 2002. Na época, o Ministério da Educação – em parceria com o Ministério da Fazenda – articulou com as secretarias de Educação um programa de capacitação docente (veja quadro abaixo) para transformar o debate sobre impostos em tema interdisciplinar.

De olho nas ofertas: os estudantes do colégioD. Pedro I, em Pitanga (PR), pesquisaram opreço de 41 itens em vários mercadosimposto varia conforme o produto.Foto: Ivan Amorin

A educação fiscal está diretamente relacionada à cidadania, de acordo com o professor Marcilio Hubner, da Universidade Estadual de Maringá (PR). Nas aulas, os alunos aprendem que cabe às autoridades usar o dinheiro dos impostos pagos pela população para fazer o Brasil funcionar. Por isso, eles têm direito de cobrar qualidade nos serviços públicos. “Não há só a sonegação fiscal por parte do cidadão. O prefeito, o governador e o presidente também sonegam quando a verba recolhida não é revertida em benefícios para o povo.”  (more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: