A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

setembro 6, 2014

Casamento gay, aborto e maconha – a maioria dos brasileiros são contrários!

Esse Brasil é mesmo o País dos contrastes, mandos e desmandos e absurdos afins. Na padaria, na tabacaria ou em qualquer posto de gasolina é possível encontrar e comprar um pacotinho de seda, dessas que os usuários utilizam para enrolar um cigarro de maconha. Isso não é novidade para quase ninguém, e não há pessoa alguma que critique. Em contrapartida, uma pesquisa realizada pelo Ibope e divulgada nesta quinta-feira, dia 04/09, revelou que 79% dos brasileiros são contra a descriminalização da maconha.

Outro dado revelado pela pesquisa é a posição dos brasileiros em relação ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Mais da metade, 53%, disseram ser contra. A maioria é contra também a descriminalização do aborto: 79%.

grafico

Fonte: El Pais elpais.com

O país do contra, porém, não reflete exatamente o que é feito na prática. Por aqui, calcula-se que um milhão de mulheres realizem um aborto ao ano. Ou seja, uma em cada cinco já fez esse procedimento clandestinamente. E a cada dois dias, uma brasileira morre em decorrência de um aborto inseguro. (more…)

maio 18, 2014

O Uruguai e a regulamentação do comércio da Maconha

Como disse o presidente do Uruguai, José Mujica: “Alguém tem de ser o primeiro”, quando lhe perguntaram por que havia decidido regulamentar o comércio da maconha. No início de maio foi apresentada a lei de 104 artigos mediante a qual regulamentaria a produção, distribuição e venda da maconha. Já se sabe qual será o preço, a quantidade máxima que se poderá cultivar em casa ou em clubes, o que se poderá comprar na farmácia e até a forma como os consumidores deverão identificar-se. A lei aprovada na semana passada pelo Conselho de Ministros, determinada como serão convocadas empresas que desejem cultivar a cannabis e, se tudo transcorrer conforme o previsto, no começo de dezembro se poderá comprar nas farmácias até um máximo de 10 gramas de maconha por semana, por pessoa.

Fonte: Folha de São Paulo

Haverá três formas de acesso à maconha: na farmácia, mediante o cultivo em casa e associando-se a um clube de consumo. O secretário-adjunto da Presidência, Diego Cánepa, disse que o preço oscilará entre 20 e 22 pesos uruguaios. Ou seja, entre 0,87 e 0,95 dólar. Portanto, o preço máximo de compra por mês será por volta de 35 dólares por pessoa.

Com a criação do Instituto de Regulação e Controle da Maconha na semana passada, um órgão que será responsável pela distribuição de licenças e registro dos consumidores de maconha no país, é a última etapa da implementação da lei que tem o ambicioso objetivo de combater o tráfico de drogas. (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: