A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

setembro 28, 2020

Nós somos o mundo

Filed under: amor,Atualidades,Coisas que eu gosto,Educação,Saúde,Tarô,Uncategorized,Yoga — Augusto Jeronimo Martini @ 12:19
Tags: , , , , ,

Olhe bem para ela que está aí abaixo e que está ilustrando este texto. O mundo sendo circundado por todos os seres que dançam de mãos dadas numa atitude de alegria e abertura para as oportunidades. Ninguém é maior ou menor que ninguém. As cores estão representadas com igualdade e leveza. Não há discriminação ou posse. Tudo é de todos; faz parte da grande mandala da existência.

Nós somos o mundo

Se esta carta lhe chama a atenção, leia com amor o que o autor, literalmente, escreveu sobre ela:

(more…)

agosto 30, 2020

Benzedeiras

As pessoas esqueceram o poder da fé. Em um mundo tão tecnológico, onde todas as respostas podem estar na ponta dos dedos, se esquecem do coração. E a fé é um ato de coração, de amor. 

Antigamente, as benzedeiras eram referência nas comunidades quando o assunto era saúde. Suas orações trazidas do passado, com um teor simples, mas de grande força, além de ervas, chás e remédios caseiros, muitas vezes eram o único recurso acessível para muitas famílias.

Morei parte de minha infância na Vila Martins, em Rio Claro/SP. E bem pertinho de minha casa vivia a D. Cida, benzedeira. Ela tinha uma casa com corredor na lateral e quintal nos fundos. Lembro que tinha plantas medicinais que se espalhavam em todos os canteiros. E de planta ela entendia bem. Com ela, morava um irmão (que as mães diziam que virava lobisomem em noites de lua cheia) e sua sobrinha, Marivone.

Com tanto conhecimento sobre plantas e doenças, D. Cida recebia sempre a visita de gente atrás de cura. Uma hora procuravam por plantas medicinais, outras tantas vezes era um benzimento. Com um raminho de arruda e o terço na mão, ela ia benzendo quem a procurava. E sempre ao lado do fogão a lenha.

(more…)

setembro 21, 2013

Mais algumas lembranças de minha infância e de minha vida… parte 9

A minha infância foi memorável e nela aconteceram coisas que eu jamais vou esquecer. Dentro de tantas lembranças que me vêm à mente umas são mais marcantes que as outras e teimam em seduzir meu coração a voltar naquele inesquecível tempo – e o coração volta a bater como o de um menino.

Naqueles tempos, mais do que hoje, se praticava o que se chamava de promessa! Promessas que as pessoas faziam almejando uma cura, alcançar uma graça, sabe-se lá mais o quê, numa verdadeira negociata com Deus e todos os Santos. Coisas que fazemos hoje, muito de vez em quando.

Mas, no fundo de tudo isso, uma verdade vinha à tona: existia fé! Fé verdadeira! Isso hoje é muito raro, para não dizer que é raramente encontrada aqui e acolá…

Mais isso tudo me fez lembrar as procissões de antigamente – eram lindas, uma verdadeira demonstração de fé! Fé em algo mais puro, mais sublime, superior, mais presente em nós, que nós, em nós próprios.  (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: