A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

janeiro 5, 2018

Banespa, Banespão, Edifício Altino Arantes: agora será o Farol Santander

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Edifício Altino Arantes, mais conhecido como Banespa ou Banespão, fechado desde 2015, será reaberto no final de janeiro de 2018 com outro nome – “Farol Santander”.

IMG_3877

Além do novo nome o prédio ganhará um farol e seus 35 andares deixarão de ter finalidades administrativas e se tornará um espaço cultural, segundo Sérgio Rial, presidente do Santander Brasil. O espaço terá diversos curadores culturais, cada um de olho em diferentes tipos de arte como visuais, música e dança. Terá ainda um museu que será dedicado à coleção de obras de arte que faz parte do acervo do banco. Só o Museu Banespa possui duas mil obras de artistas como: Di Cavalcanti, Cândido Portinari, Tomie Ohtake, etc.

Inaugurado há 70 anos, o edifício Altino Arantes já foi o prédio mais alto da capital paulista, com seus 161 metros, até a chegada do Mirante do Vale, em 1960, com 170 metros.

Inspirado no Empire State Bulding de Nova Iorque, o prédio foi sede do Banco do Estado de São Paulo até 2000, quando a instituição foi adquirida pelo Santander. (more…)

agosto 28, 2014

Reabertura da Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco, em São Paulo

Quase sempre, depois de almoçar, quando sobra um tempinho, faço minhas caminhadas pelo centro de São Paulo. E sempre me permito a uns minutos de paz dentro de uma igreja. Lá dentro é sempre um contraste com o barulho da rua. Gosto de arte sacra, ver fiéis imersos em orações, a luz das velas, e em muitas delas há quase sempre um fundo musical para completar a sensação de paz.

2

Convento (já convertido em faculdade) e Igrejas de S. Francisco e da Ordem Terceira em 1862 (foto de Militão Augusto de Azevedo). Originalmente a Igreja tinha o status de capela, inaugurada em 1736 para sediar a Ordem Terceira na então vila de São Paulo do Piratininga, no mesmo espaço que o convento (depois convertido na Faculdade de Direito do Largo) e igreja construídos um século antes pelos frades franciscanos.

Hoje fui até a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, localizada bem ao lado da Igreja de São Francisco, no Largo de São Francisco. Sempre que passava em frente estava fechada, (como estava em péssimas condições, passou os últimos sete anos em restauração) mas fiquei sabendo que reabriu em maio passado. (more…)

janeiro 29, 2014

Capela do Menino Jesus e de Santa Luzia, em São Paulo

Trabalho na Escola Fazendária de São Paulo, que fica na área central de São Paulo – na Rua do Carmo, uma das travessas da Rua da Tabatinguera.

Veja aqui mais curiosidades sobre o Largo do Carmo.

O nome “Tabatinguera” originou-se de um barro branco que havia em certos locais à beira do rio Tamanduateí, lá pelos idos dos anos 1600. Esse barro se chamava “barro da Tabatinga” e era usado para pintar casas (taba= aldeia; tinga= branco).

Havia na rua Tabatinguera uma chácara, em cujos fundos estava a Fonte de Santa Luzia (atualmente essa fonte está inativa. Ela ficava a direita de quem entra na Capela, onde hoje está construída uma gruta). Essa chácara pertencia à família do Conde de Sarzedas, o capitão-general Bernardo José de Lorena – Governador da Capitania de São Paulo. Em 1901, a então proprietária mandou construir a Capela do Menino Jesus e Santa Luzia, que existe até hoje.

A Rua Tabatinguera já teve os nomes de “rua do Matemático” e “rua Dr.Rodrigo Silva” (que hoje é uma rua ao lado da igreja de São Gonçalo). Em 1822 chamou-se “rua Detrás da Boa Morte” (do Carmo).

A Capela do Menino Jesus e de Santa Luzia, também conhecida como Capela de Nossa Senhora da Cabeça, fica na Rua Tabatinguera, nº 104. Hoje, no horário do almoço, estive lá junto com minha amiga Vera Helena Santos Grellet, para a qual estou apresentando a “conta gotas” as relíquias do centro de São Paulo!

A Capela tem estilo neo-gótico (estilo típico das construções brasileiras erguidas no início do século XIX, onde se observa uma junção do estilo gótico medieval com estilos clássicos, junção esta encontrada nas antigas catedrais francesas), como a Catedral da Sé (que teve o início de sua construção em 1913).

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Capela do Menino Jesus e Santa Luzia foi tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (CONDEPHAAT), pois possui um enorme valor em virtude de sua pintura mural estar totalmente preservada. Foi construída pelo Arquiteto Domingos Delpiano – nascido na Itália e que foi um dos sete primeiros padres salesianos que chegaram ao Brasil em 1883. (more…)

outubro 18, 2010

Breve histórico do Largo do Carmo e da Ladeira do Carmo, em São Paulo/SP

O Largo do Carmo no século XVIII era uma vasta esplanada apoiada em uma espécie de paredão.  Ao fundo ficavam a Igreja e o Convento de Nossa Senhora do Carmo, datados de 1594, e a igreja da Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo, de 1775.  E ainda por volta de 1900 o Largo possuía um chafariz abastecedor de água das redondezas.

Em 1927 a Igreja do convento foi reformada e recebeu uma torre, mas em 1928 o Convento e a Igreja do Carmo foram demolidos para a abertura da Avenida Rangel Pestana e construção da Secretaria da Fazenda.

Altar da Igreja da Ordem Terceira do Carmo

A Igreja do Carmo está hoje na Rua Martiniano de Carvalho e é uma das mais belas igrejas da cidade. No local, só restou a Igreja da Ordem Terceira do Carmo que ainda está lá.

Ligando o planalto à Várzea do Carmo, em declive muito acentuado ficava a Ladeira do Carmo – atualmente o primeiro trecho da Avenida Rangel Pestana – que, quase despovoada levava às ruas do Brás.  No sopé do morro, a Rua do Hospício – atual Frederico Alvarenga – onde se achava o Hospício dos Alienados, e onde hoje está um quartel das forças do exército. A Ponte do Carmo, lançada sobre o rio Tamanduateí, comunicava a ladeira com a Várzea, pois o rio passava por trás do Hospício, aproximava-se bem junto do morro, percorria a Rua 25 de março, roçando quase o Mercado, chegando ao ponto das Sete Voltas, na rampa da atual Rua da Constituição.  Essa ponte era muito importante porque dava acesso ao bairro do Brás e também era saída para o Rio de Janeiro. Foi construída em entre 1802-1811, em granito com arco pleno.  No mesmo período se fez o Aterrado do Brás. (more…)

Blog no WordPress.com.

Pensieri Parole e Poesie

Sono una donna libera. Nel mio blog farete un viaggio lungo e profondo nei pensieri della mente del cuore e dell anima.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: