A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

setembro 11, 2020

O imprescindível exercício da cidadania

A formação de cidadãos não é meta relevante de educadores em todos os níveis de ensino
Por: Antonio Carlos Will Ludwig.
Fonte: O Estado de S.Paulo

Chamou muito a atenção o aparecimento de uma série de artigos divulgados no Estado, de maneira encadeada e próxima um dos outros, que envolve o tema da cidadania. Foram surpreendentes porque não é comum encontrar textos sobre esse importantíssimo assunto em jornais diversos, particularmente nos mais destacados do País.

O primeiro deles emergiu em 8 de agosto, sob o título Os dilemas da cidadania. As principais ideias expostas dizem respeito ao conceito de cidadania com base nos referenciais liberal e comunitarista, aos problemas a serem enfrentados no atual século e à proposta de uma agenda para a cidadania voltada para o afrontamento de alguns desafios relevantes e urgentes.

(more…)

outubro 20, 2016

Prêmio Nacional de Educação Fiscal, edição 2016

No próximo dia 25/10, a Febrafite e a Escola de Administração Fazendária – Esaf anunciarão os dez projetos semifinalistas do Prêmio Nacional de Educação Fiscal, edição 2016.
febra
O evento será no auditório da Receita Federal para jornalistas, instituições parceiras e patrocinadores da quinta edição.

Para a entidade, a participação de todos é condição fundamental para a transformação do Brasil.

Saiba mais https://goo.gl/B46TGz

 

junho 15, 2015

Internet e vigilância – não estamos sozinhos!

Na rede mundial (internet), nada é gratuito. Sempre que nos interessamos por produto que aparentemente é grátis, é provável que na verdade estejamos pagando por ele com dados. Isso acontece com as redes sociais, os cartões de fidelidade de lojas e supermercados ou com infinitos aplicativos que oferecem serviços mais ou menos relevantes em troca, somente, dos nossos dados pessoais.

internet

Ilustração e informação: Olga Subirós (CC BY-NC-ND-2.0)

Tecnologia e dispositivos que produzem ou armazenam dados de nossas atividades diárias:

1/6/14. Videovigilância: as imagens podem ser interceptadas.

  1. Medidores de eletricidade e termostatos: fornecem informação sobre hábitos.

3/4. Televisores inteligentes e consoles de videogames: possuem câmeras e microfones.

  1. Controles biométricos de entrada e saída.
  2. Monitoramento remoto no trabalho: capturas de tela para medir a produtividade do trabalhador.
  3. Bases de dados pessoais: podem conter dados fiscais e de saúde dos clientes.
  4. Sensores de contagem de pessoas: monitoram o fluxo de compradores e os tempos de compra.
  5. Cartões de fidelidade: em troca de descontos, criam perfis do comprador.
  6. Ibeacons: enviam ofertas para celulares próximos.
  7. Wifi gratuito: pode ser oferecido em troca do acesso ao perfil do Facebook.
  8. Bilhetes de transportes públicos: cartões recarregáveis que produzem dados de deslocamentos.
  9. Redes de bicicletas públicas: registro dos trajetos.
  10. Carros: existem sistemas para ler as placas.
  11. Telefonia móvel: permite geolocalizar.
  12. Câmeras térmicas e sensores sonoros: medem o fluxo de pedestres e níveis de ruído.
  13. Mobiliário urbano que detecta a presença de pedestres.
  14. Sistemas de estacionamento: o pagamento com cartão de vagas azuis e verdes gera dados do usuário.

(more…)

janeiro 29, 2015

Curso Cidadania Fiscal para a sociedade em EaD – gratuito

ESAF abriu inscrições do Curso Cidadania Fiscal para a sociedade

ESAF abriu inscrições do Curso Cidadania Fiscal para a sociedade

ESAF abriu inscrições do Curso Cidadania Fiscal para a sociedade

A ESAF – Escola de Administração Fazendária, abriu as inscrições para o curso Cidadania Fiscal. O curso é gratuito e é ofertado na modalidade a distância, está aberto para a sociedade, com inscrições até 29 de janeiro.

A carga horária é de 20 horas, que serão cumpridas no período de 2 de fevereiro a 1º de março, de acordo com a disponibilidade de tempo do inscrito. O conteúdo está relacionado ao exercício da cidadania, à ética e à educação fiscal, visando o aprimoramento da relação participativa e consciente entre o cidadão e o Estado e a defesa permanente das garantias constitucionais.

As inscrições podem ser feitas pelo Sistema de Inscrição Eletrônica da ESAF – Sisfie , cujo passo a passo pode ser consultado aqui.

Será possível também fazer a inscrição pela plataforma moodle da ESAF.

Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail cidadaniafiscal2015@gmail.com

(texto adaptado. Fonte: http://www.esaf.fazenda.gov.br)

maio 12, 2014

Educação Financeira nas Escolas – material didático para professores

A Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil) apresentou no último dia 08 durante um seminário, aqui em São Paulo, a Plataforma Aberta, para acesso aos livros do Programa de Educação Financeira nas Escolas. A ferramenta pode ser usada por professores, escolas e organizações da sociedade civil ligadas à educação. Com esse material, os professores poderão desenvolver nos alunos a capacidade de análise crítica sobre o contexto financeiro pessoal e do mundo, ajudando-os a tomar decisões para a compra e o investimento conscientes.

Livro3-bens-publicos

Ao todo, são nove livros (temas principais) contendo 72 situações didáticas que orientam os professores a aplicarem conceitos financeiros ligados aos conteúdos sociais. Os livros foram usados em um projeto piloto desenvolvido com jovens de 14 a 21 anos do ensino médio, que receberam aulas de educação financeira como parte da Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef), ligada ao Ministério da Educação (MEC).

Faça o download dos materiais aqui – Ensino Fundamental e Ensino Médio

O projeto foi conduzido em 448 escolas em todo o país e envolveu 27 mil alunos e 1,5 mil professores, que tiveram 16 horas de treinamento. Depois das aulas, uma pesquisa foi feita com mais 550 escolas para identificar as diferenças entre os alunos que receberam aulas de educação financeira e os que não receberam. Segundo a AEF-Brasil, foi constatado que os integrantes do primeiro grupo apresentaram um nível de conhecimento financeiro 7% maior dos que os do segundo grupo. As famílias dos alunos que participaram das aulas tiveram um nível de poupança 1% maior do que antes do curso. (more…)

dezembro 11, 2013

Você é um cidadão?

Olá! Você se considera um “cidadão”? O que é o “ser cidadão” para você? Penso que a maioria das pessoas não terão resposta para isso!

Talvez, se todos soubessem o que é cidadania teríamos um país melhor, menos injusto, e nossa qualidade de vida seria outra. Infelizmente, são poucas as iniciativas para a criação dessa consciência na sociedade. O Programa Nacional de Educação Fiscal é uma dessas poucas iniciativas.

solidariedade

Solidariedade!

“Ser cidadão” para mim é saber viver em sociedade, é estar ciente dos anseios comuns. É participar das decisões da comunidade onde se está inserido, é saber influenciar os modos de vida de maneira positiva ao nosso redor, exercer os direitos  adquiridos e lutar pelos que virão. É preservar o meio ambiente, a natureza, os animais, os seus semelhantes… É ter solidariedade para com o outro, é ser político, é ser flexível, decidido e, sobretudo, estar consciente de todas as atitudes tomadas em benefício da sociedade. Podemos exercer nossa cidadania com um pequeno gesto e com ele conseguimos demonstrar responsabilidade nesse contexto social, fazendo a nossa parte, contribuindo para o crescimento coletivo. (more…)

outubro 2, 2013

Ouvidoria – o que é, para que serve?

Oriundo do termo Ombudsman (ombuds= representante; man= homem), o conceito de Ouvidoria surgiu na Suécia, em 1809, quando o parlamento elegia uma pessoa, o Ombudsman, para atuar como defensor dos interesses do povo, servindo como uma ponte entre o Governo e a população. A palavra Ouvidor vem desde o Brasil-Colônia e tem, basicamente, o mesmo significado de Ombudsman: representante do povo A diferença entre as duas palavras está no tipo de relação. O ombudsman representa o cliente e está ligado às instituições privadas, já o ouvidor defende o cidadão e está relacionado às instituições públicas.

O que é?
A Ouvidoria é um espaço onde o cidadão pode manifestar suas críticas quanto aos serviços prestados, como também dar sugestões, pedir informações ou reclamar de algum serviço. Neste caso, o Ouvidor assume um papel de mediador entre o cidadão e a instituição, a fim de solucionar o problema sem que haja danos para ambas as partes.

Qual o objetivo?
O objetivo de uma ouvidoria é, a partir da manifestação do cidadão, melhorar a qualidade do atendimento  de forma que a população possa se sentir satisfeita com os serviços oferecidos e ter suas necessidades atendidas.

O orelhudo, gravura de Rubem Grilo

Para que serve?
– Assegurar os direitos do cidadão;
– Responder com clareza a todas as informações solicitadas;
– Orientar como proceder para solucionar o problema, se não puder atender à solicitação;
– A partir das manifestações do público, melhorar a qualidade do atendimento.

Abaixo, segue um post muito bacana que está no site http://igovsp.net/sp/ (vale a pena uma visita!) e escrito por Isabel de Meiroz Dias, em junho desse ano. Aproveitem a leitura!  (more…)

março 7, 2013

Tributos – Educação Fiscal e Cidadania – vídeo realizado pela TV Cultura

Poderíamos definir que a principal linha da Educação Fiscal com a missão de levar aos cidadãos a conhecerem seus direitos e deveres para poder exercê-los em sua plenitude, visando uma melhor qualidade de vida para toda a população.

O tema Educação Fiscal é amplo. Nele, fala-se em tributos e ao falar em tributos há a implicação em direitos e deveres. Todos sabemos que a arrecadação de impostos gera qualidade de vida para a população e perspectiva de um futuro melhor. Ou pelo menos deveria gerar! E para o professor falar de Educação Fiscal nas escolas ele deverá partir do pressuposto do papel social dos tributos no desenvolvimento da cidadania.

Educação Fiscal e Cidadania

Educação Fiscal e Cidadania – cartaz utilizado elaborado pelo Programa Municipal de Educação Fiscal de Santa Maria – RS

Deverá partir de um trabalho de conscientização onde a criança seja educada a perceber que todos pagamos tributos, desde o mais pobre até o mais rico, e isso fará com que ela passe a perceber a importância da preservação do patrimônio público, por exemplo. Ela passará a perceber que o dinheiro dos seus pais mantêm a escola pública que ela estuda e outros serviços básicos. Vai reforçar na criança o conceito de que o que é público é de todos. E talvez isso cause diminuição dos atos de vandalismo e depredação da escola, por exemplo.  (more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

alimmentos.wordpress.com/

congelados veganos

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: