A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

agosto 28, 2016

Os quintais de minha infância sempre foram cheios de vida

Os quintais de minha infância sempre foram cheios de vida. Flores, borboletas, passáros, verduras legumes e frutas.

A minha mãe tinha muito orgulho do jardim, uma vaidade que não escondia e que crescia quando vizinhos e parentes o elogiavam. Idem para a horta que meu pai cultivava no fundo do quintal.

As flores que minha mãe cultivava eram como se pertencessem às joias da coroa – meio que impossíveis de toca-las. E é bem no fundo de minha memória que ficam guardados os perfumes e cores do jardim da minha infância. Exuberante, cheio de recantos e flores de várias espécies. Tinha até uma cerquinha de madeira para não ser pisoteado ou invadido pelos cães da casa.

flores

Nosso quintal era um bom lugar para brincar, pois a graça daqueles canteiros, da mistura de laranjeiras e roseiras, ameixeiras e margaridas estava nessa junção de jardim com pomar – um viveiro de flores a fazer fronteira com a horta. Um pouco adiante, em canteiros cercados por uma paredinha de terra ou tijolos, o meu pai semeava alfaces, rúculas, almeirões e tomates. Havia sempre no quintal um vigoroso pé de alecrim, outro de capim cidreira, poejos, hortelã, e tudo quanto era ervas para chás e unguentos. (more…)

fevereiro 19, 2016

Um novo telhado para o Grupo XIX de Teatro!

Amigos leitores do blog A Simplicidadedascoisas – o Grupo XIX de Teatro  que ocupa um espaço na Vila Maria Zélia está precisando de ajuda. Estão lutando para que esse patrimônio histórico e cultural da cidade não acabe. Mas a chuva parece estar vencendo. Esta semana após mais uma tromba d’água, parte do teto do armazém que utilizam cedeu.

telha

O Grupo está há algum tempo com um sistema de coleta de doações pela internet para arrecadar dinheiro e realizar a troca do telhado (autorizado pelo DPH) e avaliado em R$ 55.000,00. Mesmo que você não possa contribuir, ajude compartilhando essa informação para que chegue ao maior número de pessoas possível e consequentemente atinja quem possa doar.

Abaixo segue o link:

O grupo XIX de teatro faz residência artística na Vila Maria Zélia desde 2003, com o passar dos anos as telhas do Armazém 19 foram se deteriorando. Hoje o telhado está em péssimo estado de conservação, as telhas que sobraram não suportam a chuva, o que tem causado grandes perdas de materiais e até cancelamento de apresentações. Você também pode ajudar indo prestigiar o espetáculo Teorema 21, encenado nas belas ruínas da antiga Escola de Meninas da Vila Maria Zélia.

TEOREMA 21

Sede do Grupo XIX de Teatro. Rua Mário Costa, 13 (entre as ruas Cachoeira e dos Prazeres), Vila Maria Zélia. 6ª a dom., 18h. 18 anos. Informações e reservas: 2081-4647 (3ª a 6ª, 14h/18h). Grátis. Até 5/3.

junho 18, 2014

Dez Apps que todos os que gostam de viajar deveriam baixar!

O telefone pode ser teu inimigo ou teu aliado em uma viagem. A seguir, dez Apps que irão te auxiliar para que sua viagem seja maravilhosa.

Muitos sonham em viajar por alguns dias e têm vontade de desligar o telefone celular para fugir das mensagens de  WhatsApp, dos Likes de amigos do Facebook, dos tweets dos colegas de trabalho e das fotos de cães e  gatos inseridas no Instagram . Mas se você é desses que querem se desligar de todo esse lixo eletrônico quando sai em férias, pode faze-lo. Mas, leve o celular mesmo assim e deixe sua vida mais fácil com o auxílio do aparelho fazendo o download das 10 aplicações abaixo as quais poderão auxiliá-lo.

maps2

Algumas das coisas que você pode fazer com esses Apps são: visitar lugares misteriosos, encontrar companheiros de viagem, caso se perca deles, conseguir se superar o mais rápido possível do jet lag, descobrir o momento exato em que vai chover, não comer em restaurantes, onde a especialidade da casa é enganar turistas,  saber qual será o custo para estacionar seu carro ou encontrar ofertas de hotéis em cima da hora caso se decida a esticar a viagem por mais um dia. (more…)

janeiro 3, 2013

Prazeres simples da vida…

“Quero tudo novo de novo. Quero não sentir medo. Quero me entregar mais, me jogar mais, amar mais.

Viajar até cansar. Quero sair pelo mundo. Quero fins de semana de praia. Aproveitar os amigos e abraçá-los mais. Quero ver mais filmes e comer mais pipoca, ler mais. Sair mais. Quero um trabalho novo. Quero não me atrasar tanto, nem me preocupar tanto. Quero morar sozinho, quero ter momentos de paz. Quero dançar mais. Comer mais brigadeiro de panela, acordar mais cedo e economizar mais. Sorrir mais, chorar menos e ajudar mais. Pensar mais e pensar menos. Andar mais de bicicleta. Ir mais vezes ao parque. Quero ser feliz, quero sossego, quero outra tatuagem. Quero me olhar mais. Cortar mais os cabelos. Tomar mais sol e mais banho de chuva. Preciso me concentrar mais, delirar mais.

Não quero esperar mais, quero fazer mais, suar mais, cantar mais e mais. Quero conhecer mais pessoas. Quero olhar para frente e só o necessário para trás. Quero olhar nos olhos de quem me fez sofrer e sorrir e abraçar, sem mágoa. Quero pedir menos desculpas, sentir menos culpa. Quero mais chão, pouco vão e mais bolinhas de sabão. Quero aceitar menos, indagar mais, ousar mais. Experimentar mais. Quero menos “mas”. Quero não sentir tanta saudade. Quero mais e tudo o mais.”

(Autor desconhecido)

“E o resto que venha se vier, ou tiver que vir, ou não venha”. Poema – Tabacaria  (65º verso) Autor – Álvaro de Campos
(Heterônimo de Fernando Pessoa)

Andar descalço na chuva

Andar descalço na chuva

O que a gente precisa é tomar um banho de chuva… Um banho de chuva…

Mas, aqui em São Paulo o que me falta é coragem. E tempo. Tempo de olhar em volta e coragem de bater de frente.  (more…)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: