A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

abril 2, 2019

Dia Mundial de Conscientização do Autismo 2019 – 02 de abril

AMA – Associação de Amigos do Autista – a história da AMA começa em 1983, quando os transtornos do espectro do autismo (TEA), hoje tratados com certa familiaridade, eram totalmente desconhecidos. A palavra autismo, difundida em 1943/44 pelos estudos de Leo Kanner e Hans Asperger, constava apenas do vocabulário de alguns psicólogos e psiquiatras e, ainda assim, só os especializados.

Conheça a AMA

Mas, como diz Uta Frith, “um transtorno descrito recentemente não é necessariamente um transtorno novo”. O autismo já existia.

Em 1983, o Dr. Raymond Rosenberg tinha alguns clientes que viviam um momento de angústia: eles tinham filhos de 3 anos em média e há pouco tinham sido diagnosticados com autismo. Essa era toda a informação que esses pais tinham: a palavra autismo. Não havia qualquer pesquisa ou tratamento na cidade, estado ou país que pudesse ser utilizada para ajudar aquelas crianças. Os atendimentos para crianças com deficiência mental não eram adequados e nem mesmo aceitavam pessoas com autismo.

Foi então que esses pais decidiram se reunir para construir um futuro que amparasse seus filhos e proporcionasse a eles maior independência e produtividade. Com este objetivo em comum, fundaram a AMA – Associação de Amigos do Autista, a primeira associação de autismo no país.

(more…)

novembro 19, 2014

Homofobia no trabalho e outros temas

Estudos feitos em vários países mostram que jovens lésbicas, gays ou bissexuais têm uma taxa pelo menos 3 vezes superior de tentativa de suicídio em relação aos seus parceiros heterossexuais – devido ao preconceito e a discriminação sofrida por conta de sua orientação sexual. Grande parte destas tentativas de suicídio advêm de consequentes reações negativas e/ou violentas por parte da família, após conhecimento da orientação sexual do jovem, enquanto os valores tornam-se ainda mais dramáticos no caso de jovens lésbicas, gays e bissexuais em situação de rua, cuja taxa de tentativa de suicídio pode chegar a valores altíssimos de concretização neste grupo específico.

homofobia

ONU lança campanha e Manual contra homofobia no ambiente de trabalho

Vivemos numa sociedade cheia de representações falsas. Por exemplo: dizemos que todos temos direitos iguais. Mas, se comparadas aos homens, as mulheres não têm todos os seus direitos adquiridos. E a “minorização” das mulheres acontece constantemente – os salários são mais baixos que os dos homens no setor privado, só para citar um exemplo. Também dizemos que não somos racistas. Mas a verdade é que o racismo manifesta-se aqui descaradamente ou de forma sutil. (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: