A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

julho 5, 2019

Minuto Verde – A voz das árvores – Ficus Benghalensis, Pau Brasil e Ipê

Ficus Benghalensis
Pau Brasil
Ipê

A Egap – Escola de Governo do estado de São Paulo (atual Egesp – Escola de Governo do estado de São Paulo), em parceria com a Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz, a UMAPAZ, preparou estes dois vídeos que fazem parte de uma série especial sobre as nossas árvores, denominada “A voz das árvores”.

julho 4, 2019

Minuto Verde – A voz das árvores – Eucalipto e Figueira Lacerdinha

Eucalipto
Figueira Lacerdinha

A Egap – Escola de Governo do estado de São Paulo (atual Egesp – Escola de Governo do estado de São Paulo), em parceria com a Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz, a UMAPAZ, preparou estes dois vídeos que fazem parte de uma série especial sobre as nossas árvores, denominada “A voz das árvores”.

julho 3, 2019

Minuto Verde – A voz das árvores – Pinheiro do Paraná e Ceboleiro

Pinheiro do Paraná – Araucária
Ceboleiro

A Egap – Escola de Governo do estado de São Paulo (atual Egesp – Escola de Governo do estado de São Paulo), em parceria com a Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz, a UMAPAZ, preparou estes dois vídeos que fazem parte de uma série especial sobre as nossas árvores, denominada “A voz das árvores”.

Minuto Verde – série aves e pássaros

Diga sim à liberdade das aves! O Minuto Verde é uma parceria entre a UMAPAZ, da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente e a EGAP, da Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (atual EGESP – Escola de Governo do estado de São Paulo, da Secretaria da Fazenda e Planejamento).

abril 16, 2019

Stonehenge: eu fui!

Stonehenge, no sul da Inglaterra, está entre os sítios arqueológicos mais emblemáticos do mundo e um de seus maiores enigmas. O círculo megalítico na Planície de Salisbury inspira temor e fascinação – mas também intenso debate, cerca de 4.600 anos depois de ter sido construído por antigos britânicos que não deixaram nenhum registro escrito. Em minhas últimas férias estive visitando o local, acompanhado de Carlos André dos Santos e Luíza, sua filha, que gentilmente apresentaram-me o lugar fantástico e cheio de energia!

O misterioso passado do monumento gerou inúmeras histórias e contos. Segundo o folclore, Stonehenge foi criado por Merlin, o mago da lenda arturiana, que transportou magicamente as pedras maciças da Irlanda, e seres gigantes montaram o círculo. Outra lenda diz que os dinamarqueses invasores ergueram as pedras, e outra teoria diz que eram as ruínas de um templo romano. As interpretações modernas não são menos fantasiosas: alguns argumentam que Stonehenge é uma área de pouso de espaçonaves para alienígenas, e ainda mais dizem que é um símbolo gigante de fertilidade na forma de genitália feminina.

(more…)

março 25, 2019

Único Museu do Eucalipto do Mundo fica no Brasil e completou 103 anos!

Hoje o museu do Eucalipto, em Rio Claro/SP, completa 103 anos!

A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

Você conhece o único Museu do Eucalipto do Mundo? Talvez não, não é mesmo? Mas ele existe. E está aqui pertinho, em Rio Claro (SP). E esse ano completou um centenário.

Isso mesmo!

Existe um único Museu do Eucalipto que fica no Brasil e existe há 100 anos!

Idealizado pelo engenheiro agrônomo Edmundo Navarro de Andrade para sistematizar e expor os resultados de pesquisas relacionadas à introdução de espécies de eucalipto no Brasil, ele foi fundado em 1916. Ele fica localizado dentro da Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade, no município de Rio Claro (SP) e é tombado pelo CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo) desde 1977.

imageFoto de Carlos Beduschi

CeluloseOnline – Qual a importância do Museu nos aspectos: regional, histórico e para o setor de florestas?

A divulgação das pesquisas de Edmundo Navarro de Andrade com o eucalipto e…

Ver o post original 793 mais palavras

setembro 7, 2018

Os Ipês estão floridos

Estou passando o final de semana prolongado em Rio Claro/SP, minha terra natal e encantado com os ipês floridos. Agora acontecendo as floradas dos amarelos e rosas. Dias atrás eram os roxos e brancos.

Thoureau, que amava muito a natureza, escreveu que se um homem resolver viver nas matas para gozar o mistério da vida selvagem será considerado pessoa estranha ou talvez louca. Se, ao contrário, se puser a cortar as árvores para transformá-las em dinheiro (muito embora vá deixando a desolação por onde passe), será tido como homem trabalhador e responsável. Lembro-me disso todas as manhãs, pois na minha caminhada para o trabalho passo por um ipê rosa florido. A beleza é tão grande que fico ali parado, olhando sua copa contra o céu azul. E imagino que os outros, encerrados em suas pequenas bolhas metálicas rodantes, em busca de um destino, devem imaginar que não funciono bem.

 

Gosto dos ipês de forma especial. Questão de afinidade. Alegram-se em fazer as coisas ao contrário. As outras árvores fazem o que é normal – abrem-se para o amor na primavera, quando o clima é ameno e o verão está prá chegar, com seu calor e chuvas. O ipê faz amor justo quando o inverno chega, e a sua copa florida é uma despudorada e triunfante exaltação do cio. (more…)

Jade – Macropotrys Strongylodon

Este slideshow necessita de JavaScript.

Macropotrys Strongylodon, vulgarmente conhecida como jade videira, videira esmeralda ou turquesa jade videira, é uma espécie de leguminosa perene liana, nativa das florestas tropicais das Filipinas, que veio morar em nosso quintal de Rio Claro e que todo ano nos brinda com seus cachos, anunciando a proximidade da primavera!

 

junho 8, 2018

Lyon e seus mistérios

O Parque da Tête d’Or abriu seus gramados para a visitação em 1857. Para os aficionados da caça ao tesouro, reza a lenda que uma cabeça de Cristo em ouro está enterrada no local, o que lhe rendeu o nome. Mas não vá sair cavando pelo parque que você poderá ser preso!

Os irmãos Buhler, paisagistas suíços, deram ao ambiente um aspecto de jardim inglês ornado de um jardim botânico, um jardim zoológico e um lago, além de muitos outros edifícios, como as grandes estufas, o velódromo, o chalé dos guardas. Mais tarde, um memorial aos mortos foi erguido na ilha dos Cygnes. Os apreciadores de rosas nunca deixam de visitar o roseiral, que conta com mais de 30 mil roseiras de 350 diferentes variedades.

O parque da Tête d’Or é o lugar favorito dos lionenses de todas as gerações para caminhadas e piqueniques. Cada visitante desfrutará do melhor do parque segundo suas preferências: passeios românticos pelo lago, aulas de ioga no gramado, caminhadas entre os canteiros de flores, piqueniques gourmet à sombra dos cedros do Líbano, corridas de bicicleta…

Parc de la Tête d’Or
69006 Lyon

Fone: +33 (0)4 72 10 30 30

O Velho Lyon

Este slideshow necessita de JavaScript.

Aos pés da colina de Fourvière, o Velho Lyon tem o nome bem apropriado, pois o bairro data da idade média. Foi naquela época que as primeiras traboules (passagens de pedestres) foram construídas para facilitar o transporte de mercadorias das praias do Ródano até as casas sobre pilotis. (more…)

abril 4, 2018

X Colóquio de Cartografia para Crianças e Escolares

Apresentação

X Colóquio de Cartografia para Crianças e Escolares e o I Encontro Internacional de Cartografia Escolar e Pensamento Espacial tem como finalidade principal resgatar os percursos trilhados ao longo do desenvolvimento desta linha de pesquisa em diferentes programas de pós-graduação de mestrado e doutorado nas Universidades Brasileiras, sem ignorar o reconhecimento das novas perspectivas que indicam os caminhos que a Cartografia Escolar deverá percorrer nos próximos anos, considerando as demandas pertinentes no que se refere ao processo de ensino e de aprendizagem na educação básica.
Coloquio

Temas propostos para as mesas no evento

 

“As Diferentes Linguagens no Mundo Contemporâneo”

Conferência de Abertura: Sarah Bednarz (Texas A&M University) – Pensamento Espacial: Uma ferramenta poderosa a serviço dos educadores para empoderar a juventude, melhorar a sociedade e mudar o mundo.

Conferência de encerramento: Robert Bednarz (Texas A&M University) – “O que pode melhorar o pensamento espacial? Indícios a partir de uma avaliação”
(more…)
« Página anteriorPróxima Página »

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

alimmentos.wordpress.com/

congelados veganos

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: