A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

novembro 20, 2016

Giacomo Puccini e sua Tosca – para mim, ele é pop!

Sim eu aprecio muito a música clássica. Apesar de não ter um profundo conhecimento sobre a mesma, gosto imensamente. Enquanto meus amigos ouviam Rock eu já gostava de ouvir Mozart,  Frederic Choppin, Beethoven, J. S. Bach e outros famosos compositores deste gênero de música. Todos os anos na noite de Natal na minha paróquia ouvia Messias Hallelujan de G. F. Handel. E me emocionava!

Eu adoro música, sou bem versátil. Tenho o certo dia para o tipo de música. Tem dias que posso escutar bossa nova o dia todo. Outro dia Frank Sinatra, Nat King Cole, Celine Dion, Barbara Streisand, Rod Stewart,  Tony Bennett, Neil Diamond, Dionne Warwick, Elvis, Elton John, etc, etc..

Também aprecio chorinho, samba enredo ,bolero e tango. Quando toca uma música eu logo digo: adoro esta música. Qual música que realmente não gosto? Rapp e funk!

Bem já escrevi bastante sobre o assunto por aqui, mas é sempre  o que acontece quando escrevo sobre algum assunto apaixonante. Boa música é uma coisa de Deus!

Adoro as óperas e suas árias, principalmente trechos de La Boheme, Madame Buterfly, Tosca (deu para perceber que gosto de Puccini e que ele é um de meus preferidos, não é?). Mas, como música, nada se compara ao intermezzo de Cavalleria rusticana (ouça e me diga se não é verdade). Porém, adoro também as óperas de Mozart.

Voltando ao Giacomo Puccini, li o trecho que segue abaixo no site Sobretudo, música  e o transcrevo.

Sentimentos poderosos como o amor e seu oposto, o ódio, e uma variante desses dois elementos – o ciúme –, fazem parte do enredo de Tosca, uma das óperas mais conhecidas de Giacomo Puccini. Ah, e o poder personificado no mal. Você conhece esse enredo, não? Pensando bem, faz parte da vida cotidiana.

Nas óperas, na literatura e em alguns casos da vida real, esses elementos se apresentam potencializados; essa é a diferença. Quem sabe, críticas em relação a determinado esquematismo dos “librettos” ou aos roteiros dos musicais, sejam injustos: se na ficção alguma coisa parece exagerada, pensando bem, a realidade é mais tudo e mais alguma coisa em sua crueza; a mulher traída mutila seu par, o traficante deixa expostas cabeças cortadas de suas vítimas para servirem de exemplo, o vizinho estupra e mata o amigo em guerras.

Giacomo Puccini, autor de Tosca

Scarpia é o “bandido” da história.  Mario Cavaradossi está fazendo uma pintura de Maria Madalena em uma igreja. Logo no início do primeiro ato, surge Angelotti, que fugiu da prisão. O pintor ajuda-o. Floria Tosca é uma célebre cantora e amante de Cavaradossi. Ele é surpreendido com a aparição de Tosca, e ela, acreditando por ter ouvido vozes, desconfia que pode ser outra amante. Mario tenta acalmá-la com um beijo, mas Tosca, lhe diz que não pode beijá-lo sem antes rezar e ofertar flores à Madonna (não é a famosa cantora americana, por favor). Tosca havia ido até Cavaradossi para lhe dizer que a esperasse após sua apresentação para depois irem à villa do pintor. Já desconfiada da forma com que ele quer se ver livre dela, por causa de Angelotti, faz uma cena de ciúmes ao perceber alguma semelhança nas feições da imagem que Mario está pintando à da marquesa Avanti. Os olhos de Tosca são negros, e os da pintura, azuis. Logo depois, aparece Scarpia, à procura do fugitivo. Veja no vídeo abaixo:
Bom, não vou contar a história toda. Mais uma coisa só: Scarpia ordena que seus guardas de irem à villa de Cavaradossi em busca de Angelotti. Não o encontra, mas prendem o pintor. Tosca implora pela vida do amado a Scarpia. Que ele peça: ela fará. Agora, imagine o que Scarpia quer?É, estou me alongando demais e já nem sei se estou contando direito a trama. Bem, resumo da ópera: o fim é trágico, muito trágico.
Caso tenha se interessado, pegue o DVD de Tosca para assistir. Garanto que não se arrependerá.
Abraços.
Anúncios

1 Comentário »

  1. Citei vc nessa TAG pq achei curiosa:

    Não sou muito de criar tags lá, mas fiz uma interessante e citei você, entra na brincadeira, confira:

    https://rezenhando.wordpress.com/2016/11/23/tag-perguntas-aleatorias/

    Curtir

    Comentário por Felipe Calabrez — novembro 23, 2016 @ 15:10 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: