A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

maio 24, 2016

Gentileza gera gentileza

Minha mãe dizia que gentileza cabe em qualquer lugar. Cada vez mais tenho a convicção de que a gentileza pode e deve existir no ambiente de trabalho, por mais hostil que ele seja. Respeitar o espaço dos outros, não tratar ninguém com desdém, dizer “bom dia”, “como vai”, “por favor” e “muito obrigado”! Com esse clima de gentileza, a disposição para executar as tarefas diárias será outra.

Em meu dia a dia, trabalhar em equipe é necessário, mas complexo. Trabalhar sozinho, no entanto, pode demonstrar egoísmo e incapacidade de se relacionar com as pessoas, de aceitar críticas e sugestões. Por isso, tenho me esforçado para conviver bem com os colegas de trabalho.

Aprendi com a vida que a humildade é uma das maiores virtudes da humanidade. Procuro não ser o tipo de pessoa que prefere engavetar um projeto só para não ter que pedir ajuda. Aceitar a colaboração dos colegas de trabalho é admitir que estou aberto a novas sugestões e criar possibilidades em cima disso.

Pensando em tudo isso, deparei-me com o texto abaixo escrito por Clarissa Oliveira do http://aleteia.org/e que tem muito a ver com aquilo que penso e pratico. Leiam! Acredito que gostarão também.

Ser gentil às vezes é uma tarefa exigente, mas a gentileza é algo fundamental para a manutenção do bem-estar e da qualidade de vida. Além de que a qualidade de vida também depende da gentileza.

“As palavras gentis são breves e fáceis de dizer, mas o eco delas é eterno” (Madre Teresa de Calcutá).

Segundo Samuel Bowles, professor de Ciência Comportamental do Instituto Santa Fé, nos Estados Unidos, o impulso de ser gentil ou altruísta é natural no ser humano e um importante mecanismo evolucionário. Ele defende que, mesmo arcando com um custo pessoal, o ser humano tende a ser gentil por conta dos sentimentos de realização e satisfação (Delas.ig.com.br).

Movimento mundial pela gentileza

A ideia do Movimento mundial pela gentileza (World Kindness Movement – WKM) surgiu em 1997 durante um congresso de Tóquio, no qual o então Small Kindness Movement of Japan reuniu e apresentou diversos grupos, de diferentes nações, que mantinham em seus países movimentos e ações de gentileza. Após o desenvolvimento dessa ideia, durante a Terceira Conferência do Movimento Mundial pela Gentileza, ela foi concretizada, em dezembro de 2000. Assim foi oficialmente lançado o Movimento Mundial pela Gentileza, com a missão de inspirar indivíduos a serem mais gentis, criarem um mundo mais gentil e através disso conectar países e pessoas. O Movimento Mundial pela Gentileza também tem como objetivo o estímulo de todas as nações a criarem seus próprios movimentos pela gentileza (abqv.com.br).

Gentileza gera gentileza

No Brasil o poeta José Datrino – mais conhecido como Poeta Gentileza – representa o espírito da gentileza. Mais conhecido nas ruas cariocas principalmente por sua pintura nas pilastras do Viaduto do Caju, centro do Rio de Janeiro.

Ele deixou 56 painéis nas pilastras dos viadutos cariocas com mensagens de paz, liberdade, amor, natureza e críticas ao mundo. “Gentileza se volta para um sentido de humanização da vida na cidade contemporânea. As cidades, marcadas pela violência e pelo desapego de seus habitantes, colocam-se para o Profeta como um mundo a restituir” (Univvverrsso Gentileza, Leonardo Guelman).

O dinheiro destrói a mente da humanidade.

O dinheiro coloca a humanidade surda.

O dinheiro destrói o amor.

O dinheiro cega.

O dinheiro mata.

Todo dia você lê jornal, ouve rádio,

televisão, só vê barbaridade:

é crime, é assalto, é sequestro, é vício, nudez,

devassidão, fome e guerra (…)

Sua figura poética inspirou muitas pessoas e, ainda hoje, é lembrado como um exemplo de generosidade. O “Profeta Gentileza” ficou eternizado nos versos de Marisa Monte.

A gentileza tem o poder de nos tornar mais felizes, tanto momentaneamente, quanto no longo prazo, se a praticarmos com as outras pessoas. A revista Science relata evidências de que há um aumento na nossa felicidade principalmente quando gastamos nosso dinheiro com outra pessoas.

Relato de gentileza

“Eu estava a caminho do trabalho. Em um ponto de ônibus três amigas entraram no ônibus que eu estava e sentaram bem próximas de mim. Alguns minutos depois uma delas começou a falar repetidamente que havia esquecido de comprar lenços de papel, aqueles pequenos que carregamos na bolsa. Percebi a preocupação daquela moça, até que lembrei que havia comprado um desses pacotinhos de lenços há algumas semanas. Não pensei duas vezes, abri a bolsa e entreguei para aquela mulher o pacotinho de lenços de papel. Me sinto muito feliz em ajudar o próximo! Gentileza gera gentileza”, mensagem deixada por Vanessa de Melo, 26 de agosto de 2014 (abqv.com.br).

Faça você também um ato de gentileza no dia de hoje!

“Traga consigo um simples pensamento ou ato de gentileza, sem ao menos esperar uma recompensa material ou valiosa. Porque a maior recompensa conhecida pelo homem é o sorriso.” (Jackpowerful)

Como praticar atos aleatórios de gentileza – Fonte: wikihow

  1. Seja gentil. A gentileza é contagiante. Quando estiver disposto a dividir sua gentileza, outras pessoas ficarão inspiradas com seu exemplo e pensarão também em fazer alguma gentileza. Acenda essa chama sendo gentil com todos.
  2. Seja atencioso. Os atos aleatórios de gentileza podem ser demonstrados por atenção às necessidades dos outros. Quantas vezes você quis que alguém fosse mais atencioso antes que fizesse ou dissesse alguma coisa? Tente ser um exemplo para os outros seguirem.

    • Coloque alguma outra pessoa em primeiro lugar. Se for ao caixa do supermercado e estiver na mesma fila que outra pessoa, pode sorrir e acenar para a pessoa.
    • Quando estiver preso no trânsito e a última coisa que quer é deixar um carro entrar na sua frente, lembre-se que alguém deixou você entrar. Retribua o favor para a próxima pessoa!
  3. Use as boas maneiras como uma forma de gentileza. As boas maneiras não estão mortas, elas só foram esquecidas. No entanto, as boas maneiras são a base da cortesia e da gentileza e indicam respeito pelos outros. Abra a porta para as pessoas, cubra alguém que está na chuva com seu guarda-chuva e chegue no horário quando marcar com alguém.

    • Diga “obrigado”. Sempre que alguém fizer algo por você, seja grato e faça com que saibam disso.
  4. Elogie generosamente. Sempre há um silêncio constrangedor quando está no elevador ou esperando na fila com um estranho. Em vez de olhar para o chão, encontre algo que gosta na outra pessoa e elogie-a. Isso não apenas fará com que a pessoa se sinta bem, mas pode ajudar a começar uma conversa com um novo amigo.

    • Surpreenda seu vizinho dizendo como ele ou ela está bonito hoje.
    • Diga a seu chefe quão inteligente ele é!
    • Diga a seu assistente que ele é inteligente. Elogie um subordinado que ficou até mais tarde ou fez algo a mais. Preste atenção a essas coisas.
    • Elogie seu filho por suas habilidades e inteligência. Faça isso sem ele esperar e não se refira a algo comum como o dever de casa.
    • Escreva um bilhete à mão para um amigo ou familiar dizendo o quanto gosta dele.
  5.  

    Pense nas pessoas que fazem a diferença em sua comunidade de forma silenciosa e agradeça a elas. Pense em todas as pessoas em sua vida que nunca conhecerá, mas que servem e protegem você todos os dias.

    • Envie alguns presentinhos como biscoitos ou salgadinhos para a delegacia de polícia, paramédicos ou para o corpo de bombeiros com um cartão dizendo quanto você admira seu trabalho à comunidade. Certifique-se de também reconhecer as pessoas que têm mais contato, como o lixeiro e o zelador. (Como as sobremesas feitas em casa podem estar contaminadas, a não ser que eles conheçam você, provavelmente não comerão essas sobremesas – é melhor comprar algo em uma padaria conhecida.)
    • Envie os brinquedos e livros limpos e em boas condições que seus filhos não usam mais para uma escola da cidade. Agradeça aos professores que cuidaram de seus filhos.
    • Apareça na casa do seu vizinho com um bolo quentinho. Sim, seus vizinhos são parte importante da comunidade e fazem a diferença. Reconheça a importância deles e o papel que têm em sua vida.
  6. Anime os solitários. As pessoas solitárias estão em todo lugar, em todas as fases da vida, em todas as faixas etárias. Ajudar os solitários a se sentirem queridos é um ato gigante de gentileza.

    • Escreva uma carta para um estranho. Você só precisará de alguns minutos, mas a carta poderá alegrar o dia de alguém, ou até a semana. Pense em todas as pessoas que são sozinhas, isoladas ou que precisam se animar: soldados na guerra, crianças em centros de detenção ou idosos em asilos. Faça uma simples busca online e encontrará serviços que fornecem listas de pessoas que adorariam ouvir algo de você.
    • Pague o café de alguém na fila. Se a pessoa tiver tempo, ofereça-se para conversar um pouco.
    • Visite uma casa de repouso e passe algum tempo conversando com as pessoas. Você pode ler para eles, cantar ou mesmo fazer com que escrevam poemas, histórias ou um teatro.
  7. Seja voluntário. Ofereça-se para ajudar. Você já viu pessoas sem casa e se sentiu impotente por não poder fazer nada? Mesmo que não possa ajudar todos eles, pode fazer muito com um simples ato. Compre luvas, separe um cobertor velho e dê para alguém que está morando nas ruas frias ou para alguma organização que ajuda essas pessoas.

    • Limpe sem que alguém peça. Na próxima vez que ver alguém jogando lixo no chão, não sacuda a cabeça e olhe para o outro lado. Pegue o lixo e jogue fora. Além disso, procure por mais lixo na rua que possa ser removido. Se for caminhar, leve uma sacola de plástico com você para que possa recolher o lixo que deixaria você chateado. Saiba que está fazendo uma gentileza para as pessoas que passarão por lá depois de você!
    • Faça pacotes de alimentos para pessoas que estão passando necessidade.
  8. Presenteie um colega de trabalho. Ofereça-se para levá-lo para almoçar ou tomar uma cerveja depois do trabalho. Termine algum trabalho para ele, para que consiga ir para casa mais cedo para a festa de aniversário do filho.

    • Se seu colega teve um dia horrível, compre flores ou dê um abraço apertado para que se sinta melhor. Todo mundo precisa de um pouquinho de amor, às vezes.
    • Leve um pão fresquinho ou biscoitos para o trabalho e divida com seus colegas.
  9. Divida um pouco do seu dinheiro. Por que não surpreender alguém pagando por algo que eles não estavam esperando? Aqui estão algumas sugestões:

    • Pague o bolo e o café da pessoa da mesa ao lado na lanchonete.
    • Pague os ingressos do cinema para as pessoas na fileira de trás de você.
    • Pague o ingresso do zoológico para algumas crianças e seus pais.
    • Pague o estacionamento para os carros próximos ao seu. Utilize o parquímetro para ajudar alguém!
  10. Dê um tempo para sua família. Há muitas coisas que pode fazer para seus entes queridos. Uma delas pode ser dar um descanso de suas tarefas de casa para que consigam fazer algo diferente.

    • Leve um café da manhã na cama para eles.
    • Lave o carro.
    • Corte a grama enquanto estiverem trabalhando.
    • Prometa lavar a louça por uma semana – sem reclamar!
    • Imprima uma foto deles e escreva exatamente por que ela é tão especial para você e por que eles são tão especiais para você. Diga que aquele momento mostra quão importantes são para o mundo todo.
  11. Organize uma noite em casa com os amigos. Peça pizza para todo mundo e joguem ou assistam filmes juntos. Faça um bolo especial no final da noite para comemorar a amizade de vocês.
  12. Envie uma mensagem. Escreva seu poema favorito sobre felicidade e escreva alguns pensamentos sobre esperança. Deixe o bilhete em algum lugar para que um estranho encontre. Você também pode deixar uma mensagem em um livro que gostou muito e deixar para que alguém o encontre e o leia.
  13. Perdoe alguém. Você ficará impressionado com o efeito que um pequeno perdão pode ter em sua vida e na vida de outras pessoas. Livre-se do passado e pense coisas boas novamente sobre aquela pessoa.
  14. Divida um sorriso. Quando conhecer uma pessoa ou mesmo conversar com alguém que já conhece, demonstre alegria. Mostre que está feliz em estar com eles e que eles deixam você feliz.

    • Se encontrar alguém rabugento e carrancudo, dê um sorriso. Pergunte se estão tendo um dia difícil, tenha compaixão e deseje boa sorte daqui pra frente. Não deixe que esse mau humor tenha um impacto ruim em você. Pelo contrário, pense em como pode ajudar para que se sintam melhores.
  15. Não espere nada. O melhor ato de gentileza é aquele de graça, pois você se importa com a outra pessoa e quer que fique feliz. Além disso, não espera nada em troca. O importante da gentileza é que ela é a própria recompensa e melhorará seu sendo de bem estar e de felicidade. O que você pode querer?
Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: