A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

março 18, 2015

Os 123 anos do Arquivo Público do Estado de São Paulo

Em 10 de março de 1892 é criada na Secretaria do Interior a “Repartição Estatística e do Arquivo do Estado” pelo Decreto nº 30. Assim inicia a história do Arquivo Público do Estado de São Paulo (APESP), um dos órgãos públicos mais antigos da administração paulista.  Hoje a instituição comemora seus 123 anos com muitas mudanças e conquistas.

fotoarquivopublico1892

Até o ano de 1906, o Arquivo Público do Estado teve a sua sede instalada na Igreja e Convento do Colégio, onde também ficava o Palácio do Governo e diversas repartições públicas

O Arquivo Público é responsável pela formulação de políticas de gestão documental para o Governo do Estado.  Além disso, a instituição conta com um acervo com mais de 10 km de documentação (equivalente a 12 milhões, aproximadamente) sobre a história do Estado de São Paulo, disponível gratuitamente para consulta à população.

A atividade de arquivo na administração pública é bem mais antiga, surgindo em 1721, pouco tempo depois do desmembramento dos territórios de São Paulo e Minas Gerais. É quando surgem as primeiras notícias da formação de um acervo arquivístico para amparar as decisões de governo.

Já em 1892, em meio a uma grande reestruturação administrativa do Governo Estadual, com a criação da Repartição de Estatística e do Arquivo do Estado, começou a construção de um acervo formado por documentos das mais variadas proveniências, originários das novas Secretarias da Fazenda, Agricultura, Interior e Segurança Pública, e também de documentos anteriores ao século XIX, recolhidos dos cartórios e juízos de São Paulo.

Segundo o Decreto nº 30, a Repartição de Estatística e do Arquivo do Estado contava com apenas sete funcionários “Artigo 3º -Terá, além dos empregados extraordinários a que se refere o artigo da Lei nº 13 de 11 de Novembro do ano findo, mais o seguinte pessoal: Um director, Um official, Um archivista, Um ajudante do archivista, Dous Amanuenses, Um servente. Hoje, a instituição conta com cerca de 300 funcionários, incluindo servidores públicos, estagiários e colaboradores que trabalham para garantir aos cidadãos o pleno acesso às informações.

Entre os serviços que o Arquivo Público presta à sociedade está a difusão da documentação através do atendimento aos pesquisadores, das publicações do Arquivo e da área de ação educativa. Esta última realiza visitas monitoradas, cursos e oficinas pedagógicas voltadas para professores e estudantes. Em média, o APESP atende mais de 2.300 pesquisadores por ano.

Texto de Valéria Ferreira – site Arquivo do estado de São Paulo

 

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: