A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

dezembro 14, 2014

Bruxelas ou Bruxelles – a capital da Bélgica

De novo estou viajando na viagem. Em agosto consegui uma promoção excelente pela Alitalia, saindo de São Paulo/Guarulhos, com escala em Roma e de lá, rapidinho, o destino final – Bruxelas, Bélgica. Para quem não sabe, a Bélgica ainda é jovem, se comparada às potências europeias que estão em volta dela (conquistou a sua independência apenas em 1831). Já esteve sobre domínio romano, espanhol, austríaco, holandês, alemão (durante as duas guerras mundiais) e francês. Os franceses, alias, nunca foram muito gentis com esse povo. Bombardearam Bruxelas, confiscaram obras de arte, imortalizaram os belgas com piadas estereotipadas – os belgas são para os franceses o que os portugueses são para os brasileiros: o alvo principal na hora de esculachar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mas o “ser Belga” tem significados diferentes nas três regiões do pais. Flamengos, que vivem ao norte e falam holandês, e valões, moradores do sul e que falam francês, vivem em pé de guerra, pedindo a separação. Bem ao centro está Bruxelas, uma cidade bilíngue onde jornais, placas de sinalização e até legendas nos cinemas devem estar traduzidos nas duas línguas. Portanto, não só de cerveja, batata frita e chocolate se faz a Bélgica – conflitos internos contemporâneos também estão no cardápio.

Mas voltemos para a capital – ela tem uma localização estratégica no mapa, pois fica bem no meio do país. A cidade é bem servida por transporte público. De avião, se chega pelo Aeroporto Internacional de Bruxelas Zaventem (IATA: BRU). Ele fica apenas 15 km do centro da cidade e a melhor opção para ir até o centro da cidade é pegar o trem. O trajeto é rápido, uns 15 minutos até a estação de Bruxelas Central. Eu aluguei um apartamento pelo AIRBNB cuja proprietária, a Pétia, é uma simpatia e recomendo.

Ainda não andei por toda Bruxelas. Fico aqui mais três dias, mas já posso dizer que é uma das cidades mais bonitas da Europa. Principal cidade da Bélgica e considerada pelos países-membros como a capital da União Européia, tem espetaculares construções de estilos gótico, barroco, neogótico e clássico, algumas com mais de 300 anos, é um paraíso para os amantes de histórias em quadrinhos (é a terra do Tintin, Luke Luke, Smurfs e vários outros personagens), é sede dos maiores museus de miniaturas e carros antigos da Europa, e para muitos é a capital mundial da cerveja, chocolate e waffle.

Também é um dos destinos de negócios mais procurados da Europa – muito embora Bruxelas ainda não figura entre as 10 cidades europeias mais visitadas anualmente pelos turistas (na ordem: Londres, Paris, Antália (Turquia), Istambul, Roma, Barcelona, Amsterdam, Praga, Moscou e Dublin). É isso é uma pena, pois Bruxelas sabe receber muito bem os turistas, seus moradores são muito simpáticos e tem muito a oferecer em troca.

A Bélgica, assim como a Holanda e o Reino Unido, tem como sistema de governo a monarquia, ou seja, quem é o chefe de estado é o Rei Philippe, que assumiu o trono após a abdicação feita por seu pai, o rei Albert II. Na última sexta feira presenciei um fato histórico: o funeral da rainha Fabíola de Mora e Aragão, viúva do rei Balduíno I, que morreu na sexta-feira, 05/12, aos 86 anos no Palácio de Stuyvenberg, nos arredores de Bruxelas. A missa fúnebra aconteceu na Catedral Saint Michel et Sainte Gudule. Além de ser a primeira igreja da Bélgica, é nela que acontecem as cerimônias de casamento e funerais de membros da família real. Sua construção começou em 1225 e só terminou três séculos mais tarde.  Sem as imagens em ouro, o que chama a atenção é o plpito barroco esculpido por Henri François em 1699.

Á cidade é sede do Museu da História em Quadrinhos (Centre Belge de la Bande Dessinée) que conta um pouco da história de alguns desenhos em quadrinhos de artistas belgas, como Hergé, André Franquin, Pierre Culliford, entre outros. Hergé foi o criador das Aventuras de Tintim e Pierre Culliford foi quem inventou os Smurfs (um dos meus desenhos preferidos quando eu era pequena, junto com a Caverna do Dragão).

Uma mescla surpreendente de estilos é o que a gente mais vê na arquitetura de Bruxelas, mas é o Art Nouveau que faz a fama da cidade. Desenvolvido depois da Revolução industrial, o Art Nouveau foi criado para dar ao mundo moderno um jeitão mais harmonioso através dos arabescos. O arquiteto belga Victor Horta revolucionou a arquitetura privada aplicando nas casas burguesas as técnicas nascidas da revolução industrial e criando, assim, espaços fluidos e transparentes onde a luz circula melhor.

Anúncios

6 Comentários »

  1. Gostei muito Augusto. Aprendi bastante com seu texto mas nada como estar aí e vivenciar tudo isto. Aproveita bastante.

    Curtir

    Comentário por Lilia Dietrich Bertini — dezembro 14, 2014 @ 20:03 | Responder

    • Oi Lilia. Muito obrigado pela visita! Estou aproveitando sim. Vou postar amanhã um texto sobre Bruges. Hoje fui para a Antuérpia. Abraços. Augusto

      Em 14 de dezembro de 2014 23:04, A Simplicidade das Coisas — Augusto

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — dezembro 14, 2014 @ 21:26 | Responder

  2. Uallll! Que vontade de viajar

    beijos
    http://www.karlahill.com

    Curtir

    Comentário por karlahill — dezembro 14, 2014 @ 20:44 | Responder

  3. Entrei na sua narração e naveguei nela.Muito importante.Continua…quero saber mais.Grandes passeios e conhecimentos .Beijão

    Curtir

    Comentário por Irany Soares de Araujo — dezembro 14, 2014 @ 23:07 | Responder

    • Oi Laly. Que saudades de vc! Bjs e boa semana. Augusto

      Em 15 de dezembro de 2014 02:07, A Simplicidade das Coisas — Augusto

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — dezembro 15, 2014 @ 7:33 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: