A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 22, 2014

Candidato envolvido em processos ou condenado na Justiça ou nos Tribunais de Contas tem pouca influência sobre o voto do eleitor

Um levantamento da ONG Transparência Brasil, apontou que muitos candidatos aos governos estaduais que terão segundo turmo no próximo domingo respondem a processos judiciais. São ações que tratam de crimes como corrupção ativa e passiva, abuso de poder econômico, improbidade administrativa, irregularidade em contas públicas, uso indevido de meios de comunicação, fraude em licitações, enriquecimento ilícito e compra de votos. Há Estados (ou unidade da federação) onde os dois concorrentes respondem a processos movidos pelo Ministério Público ou por Tribunais de Contas. Estes estados ou U.F. são Paraíba, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Amapá e Rondônia.

images

Há, inclusive, candidatos que já tiveram seus mandatos cassados, outros que foram condenados para responder em regime aberto… (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: