A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

agosto 28, 2014

Reabertura da Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco, em São Paulo

Quase sempre, depois de almoçar, quando sobra um tempinho, faço minhas caminhadas pelo centro de São Paulo. E sempre me permito a uns minutos de paz dentro de uma igreja. Lá dentro é sempre um contraste com o barulho da rua. Gosto de arte sacra, ver fiéis imersos em orações, a luz das velas, e em muitas delas há quase sempre um fundo musical para completar a sensação de paz.

2

Convento (já convertido em faculdade) e Igrejas de S. Francisco e da Ordem Terceira em 1862 (foto de Militão Augusto de Azevedo). Originalmente a Igreja tinha o status de capela, inaugurada em 1736 para sediar a Ordem Terceira na então vila de São Paulo do Piratininga, no mesmo espaço que o convento (depois convertido na Faculdade de Direito do Largo) e igreja construídos um século antes pelos frades franciscanos.

Hoje fui até a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, localizada bem ao lado da Igreja de São Francisco, no Largo de São Francisco. Sempre que passava em frente estava fechada, (como estava em péssimas condições, passou os últimos sete anos em restauração) mas fiquei sabendo que reabriu em maio passado.

A Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco foi, originalmente, uma capela inaugurada em 1736 para sediar a Ordem Terceira na então vila de São Paulo do Piratininga, no mesmo espaço que o convento (posteriormente convertido na Faculdade de Direito do Largo) e igreja construídos um século antes pelos frades franciscanos. Tempos depois foi ampliada, ganhando os contornos que tem hoje. Ao longo dos anos, passou por uma série de reformas e restauros, e agora, depois de aberta, os restauradores deixaram a vista as várias fases da construção: taipa de pilão, pedra, concreto, metal, tijolo…

igreja

O Altar restaurado da Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco

Nos barrados da parede foi respeitada a pintura original que imita diferentes tipos de mármore. E você olhando jura que é mármore! Mas, no toque, dá para perceber que é madeira.

O restauro deixou o altar com cara de novo, e podemos admirar a igreja como se fosse recém-construída. Vale a pena uma visita!

Informação:

– A restauração da Igreja – que estava fechada desde 2010 – foi realizada por meio de convênio entre a Mitra Diocesana e a Secretaria Estadual da Cultura, após sentença judicial obtida pela Promotoria de Justiça do Meio Ambiente da Capital que, em 2008, ajuizou ação civil pública para obrigar o governo do Estado e a Prefeitura de São Paulo a executarem as obras de reconstrução, reconstituição, recuperação e restauração do conjunto arquitetônico.
Na ação civil pública, foi ressaltado que, apesar do reconhecido valor histórico e cultural, o conjunto arquitetônico não vinha recebendo a manutenção devida, encontrando-se em avançado processo de deterioração, inclusive com risco de desabamento.

– O conjunto foi tombado em 19 de abril de 1982 e é de grande importância por ser o único exemplar arquitetônico, embora com acréscimos posteriores, remanescente do século XVIII dentro do núcleo urbano de São Paulo. Construída em taipa de pilão, adobe e pau-a-pique, a Igreja, inaugurada em 1788, foi tombada pelo Condephaat em 1982.

61460

– Dentro da igreja, nas laterais, há vários retábulos em estilo rococó e sua cúpula original ostenta pinturas do fim do século 18. Lá também está o maior conjunto de pinturas que mostram passagens da vida de São Francisco atribuídas a José Patrício da Silva Manso, mestre-pintor mineiro que trabalhou em São Paulo entre 1777 e 1801.

– A igreja ainda guarda, em seu interior, os restos mortais do militar Rafael Tobias de Aguiar, patrono do 1.º Batalhão de Polícia de Choque Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota).

– A Igreja da Venerável Ordem Terceira de São Francisco da Penitência da Cidade de São Paulo, é mais conhecida como Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco/Fraternidade das Chagas. 

– Contém em seu acervo pinturas em tela e nos forros. Seus altares, folheados a ouro, e suas estátuas exibem três fases do estilo barroco – a clássica, a primitiva e a posterior

– Uma curiosidade histórica: a descoberta em 1918 dos restos mortais do Padre Feijó que foram trasladados à cripta da atual Catedral da Sé.

– A igreja está localizada no Largo São Francisco, 173 – Sé, região central da cidade de São Paulo.

 

Anúncios

2 Comentários »

  1. Gosto de entrar nas igrejas para pensar e ouvir o canto dos pássaros que têm uma preferência, diria universal, pelas abóbadas. Deixo-me levar pelo pensamento e fico a imaginar das pessoas, das estátuas, das pinturas, as suas histórias. Perco-me na imaginação. Abs.

    Curtir

    Comentário por rosaniabastos — agosto 28, 2014 @ 17:17 | Responder

    • Abraços Rosânia. Não havia pensando nisso. Nos pássaros. Andorinhas, muitas vezes…

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — agosto 28, 2014 @ 17:19 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: