A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

abril 2, 2014

Na velhice é o momento de retribuir o amor e tudo que aprendemos com nossos avós

Convenhamos – o programa Fantástico, da rede Globo de televisão, não tem nada a ver com o nome. Cada vez mais repetitivo, mais cansativo e chato. Nos últimos domingos uma série de reportagens parece ter dado certo – idosos e adolescentes que viviam em mundos distantes, cada um na sua, passaram a conviver juntos. E juntos, descobriram afinidades e surgiu uma bela amizade no quadro “Entre gerações”.

abuelos1

Aqui, como em muitos países, a população de idosos vem aumentando cada vez mais. A expectativa é que no ano de 2050 o país tenha aproximadamente 63 milhões de pessoas na “melhor idade”. Isso, numa projeção, seria de 72 idosos para cada 100 jovens, segundo dados do Ministério da Saúde. Devemos reconhecer o quanto antes a importância dos idosos na sociedade e fazer com que o carinho e o respeito que merecem seja uma tarefa diária de cada um de nós. Afinal, com toda a sabedoria e bagagem de experiência, eles nos ensinaram lições de vida e cuidaram da gente enquanto precisávamos. E na velhice é o momento de retribuir o amor e tudo que aprendemos com eles. Os laços familiares são o que há de mais importante na vida e, por isso, é uma alegria saber que os nossos avós estão presentes e participando frequentemente das atividades em família. 

Abaixo seguem algumas formas de demonstrar amor e carinho aos idosos:

1)    Procure tirar um tempo da sua rotina para conversar os idosos. Com calma e paciência, escute suas sábias palavras e as experiências de vida que têm para compartilhar. Ouvir suas histórias sempre nos ensinará algo de valor!

2)    Demonstre carinho e abrace, sempre que puder, seus avós. Se eles moram longe, visite-os frequentemente ou mantenha sempre contato para dizer o quanto eles são importantes na sua vida.

3)    Muitas vezes pensamos que uma relação entre pessoas jovens e idosos tem alguns obstáculos. No entanto, algumas atividades familiares podem ajudar a estreitar esse vínculo. Cozinhar juntos, passear no parque, ir à igreja e ver TV são algumas das atividades que trarão benefícios às duas gerações.

4)    Os avós têm um carinho especial e fazem de tudo para agradar seus netos. Dessa forma, esse elo de amor e afeto deve ser cultivado e incentivado a cada dia. Promova atividades entre os dois, deixe seus filhos serem bastante mimados e, claro, alimentados pelos deliciosos quitutes que a vovó prepara. São esses pequenos gestos que marcarão, no futuro, as melhores lembranças entre avós e netos.

5)    Muitos idosos não têm a mesma sorte de estar em um ambiente familiar acolhedor. Dessa forma, uma boa sugestão para dar carinho e atenção a eles é reservar um tempo para visitar asilos e casas de repouso da sua cidade. Geralmente são velhinhos que necessitam de companhia, de afeto ou apenas uma conversa para se sentirem úteis e queridos. Esse gesto reconfortará o seu coração e o de quem precisa de você!

6)    Cuidar de pais idosos deve ser algo natural, um gesto de respeito e admiração com quem amamos. Devemos evitar que as pessoas mais velhas fiquem em segundo plano e melhorar, de alguma forma, a qualidade de vida delas para que tenham um envelhecimento ativo e saudável.

7)    Com o tempo, a visão de nossos avós já não é mais a mesma de antigamente. Quando tiver algum tempo livre, leia alguns livros e ajude-os a continuar com seus hábitos de leitura.

8)    Incentive-os a praticar esportes ou ter horas de lazer, como cursos, caminhadas, hidroginástica, artesanato ou outra atividade que dê prazer e faça a pessoa idosa se sentir útil e em contato com outras pessoas.

9)     Visite, ou seja, voluntário em uma ONG. Em São Paulo, por exemplo, a UNIBES (União Brasileiro Israelita do Bem-Estar Social) faz um belíssimo trabalho pela terceira idade. Por meio do Centro de Convivência, os idosos têm a oportunidade de ampliar suas perspectivas de participação social e de vivência cultural em atividades como artesanato, coral, artes, danças, jogos, oficinas gourmet, palestras, visitas culturais e passeios festivos. Se você é leitor desse blog, vai se lembrar de um post que fiz sobre a Trud, minha vizinha romena. Ela é uma pessoa maravilhosa! Tem uma bela história para contar. Uma história composta e construída com os mais diferentes “panos de fundo”, a guerra e a São Paulo dos anos 50 e mais. Atualmente ela está no Residencial Israelita da Vila Mariana. Mas, esteve por alguns meses no Residencial Brooklin Albert Einstein.

10)   E nunca se esqueça: o jovem de hoje será o idoso de amanhã! Todos chegarão lá! Por isso, respeito é bom e todos nós gostamos, não é mesmo?

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: