A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

março 28, 2014

A Avenida Dr. Vieira de Carvalho, República, centro de São Paulo

O nome da avenida em que moro – Avenida Dr. Vieira de Carvalho deve-se a Joaquim José Vieira de Carvalho, que nasceu em Santos em 1842. Formou-se em Direito pela Faculdade Largo São Francisco em 1862 e também foi juiz municipal em Campinas e depois advogado. Por decreto de 19 de novembro de 1881 foi nomeado catedrático de Economia Política da Faculdade. Após a proclamação da República foi deputado à Constituinte paulista e senador estadual. Em 1886, por decreto de 17 de setembro, foi jubilado. Homenagem merecida, não é?

vieira 2

bourbon

Mas, antes disso, esse logradouro público foi chamado de Rua do Pocinho e depois de Rua da Santa Cruz. Hoje é uma rua bem conhecida, bonita e já foi muito chique nos tempos de antanho. Ela sai da Praça da República e vai em direção ao Largo do Arouche, tem apenas duas quadras e é considerada um boulevard (uma via de trânsito larga, arborizada  e com qualidade paisagística superior).  (more…)

março 27, 2014

Os antigos postes de energia da Light, no centro de São Paulo

A Avenida Dr. Vieira de Carvalho, onde moro, tem lá seu charme. Como em todo o centro histórico, ela não tem a horrenda fiação aérea que graça por quase todos os bairros da cidade e é iluminada com belos, altos e charmosos postes de ferro fundido.  Eles são uma atração a parte para turistas, que fazem dezenas de fotos e filmes. Aliás, qualquer pessoa que ande pela região central de São Paulo não deixa de notá-los. São os antigos postes de energia da Light que começaram a ser instalados na cidade de São Paulo em 1927, quando a companhia de energia fechou um contrato com prefeitura e com o governo do Estado para reformular a iluminação pública no município.

IMG_0475

Av. Dr. Vieira de Carvalho

Estes postes estão totalmente incorporados a bela paisagem da região central. Ao anoitecer, quando vou para casa, é impossível não notar a atmosfera elegante que suas luzes amareladas trazem para as ruas. E aqui cabe uma opinião particular: a meu ver, a rua mais linda e emblemática aqui do centro é a Líbero Badaró. Passe por ela ao anoitecer e veja se tenho ou não razão. Se for um pouco mais tarde da noite, e em um final de semana, com o pouco trânsito, dá a impressão que estamos imersos nos anos 20! (more…)

março 25, 2014

O Largo do Arouche, em São Paulo

O Largo do Arouche é uma praça tradicional da região central da cidade de São Paulo. Situa-se no distrito República e tem belas árvores, como o seu maravilhoso Chichá.

arouche

Durante os séculos o seu nome foi alterado várias vezes: já foi o Largo do Ouvidor, o Largo da Artilharia, a Praça Alexandre Herculano. O nome atual é uma homenagem ao Marechal José Arouche de Toledo Rendon, que foi marechal de e que, além de militar ilustre, como comandante de Armas e inspetor de Milícia, era engenheiro. Foi o primeiro diretor da Faculdade de Direito de São Paulo, o primeiro diretor do Jardim Botânico e o primeiro homem a plantar chá por aqui. Ele também foi escritor, deixando entre as suas obras de Direito o livro “Elementos do Processo Civil” e entre as suas obras agrícolas o compêndio sobre “A Colheita de Chá”.

(more…)

março 20, 2014

Lembranças de minha vida e de meu pai!

Queria ter meu pai de volta comigo, ser criança e não ter crescido e continuar com ele e sua sanfona, tocando IV Centenário, do Mário Zan, entre outras tantas músicas que ficaram gravadas em minha memória…

Instrumentos musicais como violão, cavaquinho e acordeom sempre povoaram minha infância. Meu pai, pessoa simples, que veio da roça, era autodidata nesses instrumentos. Nunca estudou música. Mas, sabia tirar deles os sons que povoaram a minha infância e juventude. Nem sempre agradando, mas, que hoje tenho saudades.

safona

Ele contava que conseguiu comprar o primeiro violão quando ainda era adolescente, com o pouco dinheiro que ganhara de meu avô, Primo Martini, nos trabalhos de capinação nas roças de arroz, feijão e café. E, depois, já na cidade, conseguiu comprar uma sanfona usada, que periodicamente era desmontada, limpa e afinada por ele. Lembro-me de um dia em que morávamos lá na Vila Martins, em Rio Claro. Ele chegou com uma caixa na mão e de dentro dela saiu uma sanfona vermelha, da marca Scandalli, de 80 baixos. Depois vieram outras, La Tosca, Todeschini… (more…)

março 18, 2014

A foto de Lucélia Santos andando de ônibus no Rio de Janeiro e o transporte público no Brasil

Acho que posso dizer que gosto bastante da vida que levo atualmente. A principal lição de vida que aprendi nestes 11 anos em São Paulo é que não é pobre aquele que menos tem, mas o que menos necessita. Com certeza não preciso de luxo para viver feliz.  Com pouco dinheiro no bolso posso me divertir, ter uma vida cultural relativamente agitada e ainda viajar de vez em quando. Não frequento shoppings, pois a felicidade e a autoestima não estão lá. A única reclamação que tenho é que aqui eu trabalho bem mais que no interior, e isso é o bastante para poder garantir um lazer razoável, uma escapada para o interior em alguns finais de semana e umas férias curtas duas vezes ao ano. Horas extras, mais de cinquenta horas de trabalho semanais, trabalho no final de semana em casa… Sim, tudo isso acontece. Mas, faço com prazer.

E uma coisa que aprendi aqui – carro na garagem nunca mais! Ando a pé e uso o transporte público. Bicicleta, que adoro, aqui não dá. Tenho medo. Muitas mortes em um mês. De onde eu moro eu chego a qualquer parte da cidade em poucos minutos – de ônibus, metrô ou trem! E venho a pé para o trabalho. Não tem preço poder ir e vir andando.

E por falar em transporte público, no início da semana passada, uma foto da atriz Lucélia Santos, de 56 anos, circulou por toda a internet. Na segunda-feira, dia 10 de março, a atriz, que atualmente mora no Rio de Janeiro, tomou o ônibus 524 (Botafogo-Barra da Tijuca). Um fã tirou uma foto e postou nas redes sociais com os dizeres: “524 lotado. Me ofereço pra segurar a bolsa da moça. E quando olho, é a atriz Lucélia Santos”. Na foto, Lucélia sorriu e fez um “V” de “paz e amor” ou “vitória”. E a resposta dos internautas foi triste: muita gente ironizou a atriz por estar usando transporte coletivo.

Ela respondeu à polêmica com uma série de frases em sua conta no Twitter:

lucelia-ok

Lucélia Santos

“Isso porque os ônibus aqui e transportes coletivos, de um modo geral, são precários e ordinários, o que mostra total desrespeito à população!” (more…)

março 17, 2014

Curso em EaD gratuito: “História dos Índios no Brasil”

Curso “História dos Índios no Brasil”: inscrições de 17 de março até 31 de março pelo e-mail inscricaoindiosnobrasil@gmail.com

ATENÇÃO  – os pedidos de inscrições são feitos somente pelo endereço de e-mail informado acima. Não há outra possibilidade. O interessado deve encaminhar o pedido de intenção em fazer o curso e aguardar o contato dos organizadores.

indios

O curso é inteiramente à distância pela plataforma moodle e destinado para professores da rede pública de ensino de todo o Brasil.  (more…)

março 12, 2014

Hoje, a World Wide Web completa 25 anos!

Em 12 de março de 1989 o britânico Tim Berners-Lee descreveu o protocolo de transferências de hipertextos!

Há exatos 25 anos a Internet não era mais que uma ideia de um especialista em informática e ninguém sonharia que pouco depois a World Wide Web (www) iria se transformar num fenômeno mundial que mudou a vida de bilhões de pessoas. O britânico Tim Berners-Lee trabalhava num laboratório do CERN, Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear, quando pensou numa maneira fácil de acessar os arquivos de computadores interconectados. Ele deu forma a essa ideia num artigo publicado no dia 12 Março de 1989, data adotada como a partida para o nascimento da World Wide Web.

A ideia era tão ousada que corria o risco de nunca transformar-se em realidade. “Existiu uma grande dose de orgulho no início do projeto”, disse em entrevista à AFP Marc Weber, criador e curador do programa sobre a história da Internet no Museu da História do Computador em Mountain View, Califórnia. E completou: “Tim Berners-Lee propôs do nada, sem que alguém tivesse pedido, todo esse sistema de gestão de documentos”, e no início os seus colegas o ignoraram por completo. (more…)

março 10, 2014

O assédio contra as mulheres na rua!

Todos os dias venho e volta a pé de casa para o trabalho e vice-versa. Caminho uns 25 minutos pelas ruas e calçadões do centro histórico de São Paulo. E, pelo caminho, vejo sempre “os lobos”, que “comem” as mulheres com os olhos e soltam seu gracejos.

Ouço de “Fiu-Fiu”, “Linda”, “moça bonita”, “a beleza é de nascença?!”, até os mais vulgares como “gostosa”, “vai ser boa assim na minha cama”, “te laberia todinha”, “delícia”, “você está no ponto que eu gosto”…  e por aí vai.

assedio

Com isso tudo surge a questão: Será que toda a mulher está interessada em ouvir cantadas de desconhecidos no espaço público? E os homens estariam satisfeitos se essas cantadas fossem para as suas mães, irmãs ou filhas? Define-se o assédio no espaço público quando alguém recebe um “elogio” ou “cantada” de um desconhecido que de certa forma  ofenda, constrange, humilha ou apavora. E nestes casos, as mulheres são as mais afetadas por este ato, que é considerado violento. (more…)

março 9, 2014

Buenos Aires e o transporte sustentável – a cidade acaba de ganhar o 9º Premio Anual de Transporte Sustentável

Ah, e depois dizem que eu “endeuso” Buenos Aires! São Paulo tem muito a aprender com a capital vizinha, que tornou-se recentemente a vencedora do  prêmio anual de Transporte Sustentável. A capital argentina conseguiu a conquista pelo fato de a cidade reduzir as emissões de CO2 e fornecer melhorias na segurança para pedestres e ciclistas durante o ano de 2013.

avenida9de_julio

Avenida 9 de Julio, em Buenos Aires

Fundado em 2005, o Prêmio Transporte Sustentável é concedido anualmente a uma cidade que tenha implementado projetos de transportes inovadores e sustentáveis ​​no ano anterior. Estas estratégias devem melhorar a mobilidade para todos os residentes, reduzir o transporte e as emissões de poluição do ar e melhorar a segurança e acesso para os ciclistas e pedestres.

No ano passado Buenos Aires reformou o trânsito em uma das suas maiores avenidas, a 9 de Julho, separou as pistas e incluiu o corredor de ônibus rápido (BRT). Lá, o BRT tem 17 estações ao longo da avenida, na qual são acomodadas 11 linhas de ônibus, que tornam mais rápidas as viagens para cerca de 200 mil passageiros por dia. (more…)

março 6, 2014

Orgulho de ser brasileiro? Não, obrigado!

Terminei o post de ontem com a frase de um amigo que diz: “Não tenho orgulho de ser brasileiro, apenas me conformo”. Penso como ele. Orgulho é algo que representa muito mais que a sorte de nascer em certa região geográfica. Sentir orgulho é ter a satisfação de sair com os amigos sem ter o medo de ser assaltado ou morto, a satisfação de ser bem atendido nos hospitais públicos, AMAs, UBSs, Prontos Socorros quando necessitado, a satisfação de ter uma educação de qualidade com professores bem pagos, a satisfação de saber que todos têm direitos iguais perante o governo e não só alguns privilegiados de “colarinho branco”, a satisfação de ser ouvido e ser respeitado. E essas satisfações é algo que o Brasil atual não dá a mim e nem à maioria da população.

politico-corrupcao2

O Brasileiro de verdade não quer ser o país do futebol, o país do samba, o país das praias maravilhosas, das mulheres bonitas que são apresentadas ao mundo como “mulheres de vida fácil”, ou o país da gente sorridente. Esse deveria ser o país da justiça, o país da igualdade, o país da educação, o país da paz, o país da gente feliz porque tem os seus direitos respeitados, o país da verdadeira Ordem e Progresso! A Copa do Mundo de 2014, assim como as Olimpíadas de 2016, deveriam ter grandes torcidas, mas não de times de futebol, e sim torcidas de justiça e democracia. (more…)

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: