A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

janeiro 20, 2014

Elis Regina é só saudades – 31 anos depois…

Hoje é dia de recordar Elis Regina, uma das grandes intérpretes do mundo, considerada a diva maior da música brasileira. Elis nasceu em Porto Alegre, em 17 de março de 1945, e destacou-se pela voz, pela personalidade e por uma presença em palco um tanto que burlesca.

images

Na sua música, na mesma música, cantou a melancolia e a felicidade, o reencontro e a saudade, a proximidade e a desavença, realidades e sentimentos contraditórios, que concederam uma particularidade à sua interpretação. Muitos críticos elegem-na como a maior cantora brasileira de todos os tempos.

Encantou o mundo com temas como ‘Falso Brilhante’ e ‘Transversal do Tempo’, emergindo na década de 60, com participação em diversos festivais. Elis Regina foi a primeira estrela da canção popular brasileira da televisão, numa altura em que outras grandes cantoras contemporâneas, como Maria Bethânia, se dedicavam ao canto em outras áreas, como o teatro.

Elis muda-se para São Paulo em 1964, onde alcançou grande sucesso, em uma cidade de cultura efervescente. Cantou música popular, bossa nova, samba, jazz e até rock. Deu notas de arte ao amor e à tristeza, sentiu com patriotismo um Brasil que vivia um período austero – era a ditadura militar. Trabalhou com nomes então desconhecidos, como Milton Nascimento e Ivan Lins, permitindo que alguns lançassem a sua carreira. Fez duetos com Jair Rodrigues, Tom Jobim, Rita Lee e com Chico Buarque, entre outros.

Idolatrada pelos brasileiros, morreu precocemente em São Paulo, em 19 de janeiro de 1982, com apenas 36 anos. Uma vida obscura de dependências, de álcool e de droga, silencia a voz maior e choca a sociedade.

Curiosidades – nasceram em 19 de janeiro James Watt, inventor da máquina a vapor (1736), Auguste Comte, filósofo francês (1798), Edgar Allan Poe, escritor norte-americano (1809), Paul Cézanne, pintor francês (1839), Pérez de Cuéllar, político peruano, ex-secretário geral da ONU (1920), Eugênio de Andrade, escritor português (1923), Janis Joplin, cantora norte-americana (1943), Dolly Parton, cantora norte-americana (1946), e Stefan Edberg, tenista sueco (1966).

Morreram neste dia William Congreve, poeta e dramaturgo inglês (1729), Esteban Echeverría, escritor argentino (1851), Pierre-Joseph Proudhon, anarquista francês (1865) e Elis Regina, cantora brasileira (1982).

Entrevista de Elis Regina na TV Cultura realizada 14 dias antes da sua morte, em 19 de janeiro de 1982, com 36 anos de idade.

Anúncios

1 Comentário »

  1. […] Elis Regina é só saudades – 31 anos depois… | A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini. […]

    Curtir

    Pingback por Elis Regina é só saudades – 31 anos depois… | A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini | Inesagula's Blog — janeiro 20, 2014 @ 20:37 | Resposta


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: