A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

janeiro 16, 2014

Biyou’Z Restaurante Afro – comida africana no centro de São Paulo

Que São Paulo é considerada a Capital da Gastronomia no Brasil e a terra das oportunidades todos sabem. Aqui, como em Londres ou Nova York, é possível encontrar restaurantes típicos de diversos países.  Aqui existem imigrantes dos cinco continentes, e chegam mais todos os dias para tentar a sorte. Já escrevi aqui no blog sobre os Restaurantes de comida Peruana que existem no centro da cidade. Hoje o cardápio é comida africana!

Faz quase 500 anos que o Brasil entrou na rota da escravidão e que colocou o país no caminho de estabelecer a maior população Africana fora da África. Hoje, o Biyou’Z Restaurante Afro, que fica na Alameda Barão de Limeira, 19A, República, em pleno centro de São Paulo, é um ponto de encontro de imigrantes africanos na cidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Atraídos principalmente pela perspectiva de trabalho em uma economia em expansão, eles encontraram aqui uma cultura receptiva e que combina com sua cor de pele – diferente dos muitos locais no mundo para onde levas e levas de africanos imigraram recentemente, como países da Europa.

Muitos dos que aqui estão não têm visto de permanência – o rigor da imigração por aqui é mais brando que em outros países e o grande número de africanos em São Paulo, principalmente no centro histórico, é visto mais como curiosidade do que uma questão política.

Aqui, esses imigrantes encontram muitas dificuldades e preconceitos. A vida para os que vivem em São Paulo, é mais difícil do que é para seus irmãos, os afro descendentes brasileiros, em média muito mais pobres do que os brasileiros de descendência branca.

A proprietária do Biyou’Z Restaurante Afro, Melanito Biyouha, que deixou Camarões, na África, há sete anos, diz que apesar de tantos brasileiros terem um pé na África, eles não sabem quase nada da história e da cultura africana, e o sonho dela é mudar isso. Há 5 anos a frente do restaurante de comida africana, faz pratos típicos da Nigéria, da Angola, do Congo, do Senegal e da Tanzânia, apresentando as delícias culinárias africanas aos brasileiros.

A maioria dos clientes são africanos que vão até o Biyou’Z para matar as saudades dos pratos de seus países de origem ou somente para encontrar amigos, mas, pouco a pouco brasileiros natos estão começando a frequentar a casa.

Fora do restaurante, as calçadas estão permanentemente cheias de recém-chegados da Nigéria, Congo, Angola, Senegal e Costa do Marfim, entre outros países, que dividem o espaço com evangélicos, entre outras centenas de viciados em drogas que formam uma “comunidade” que vive na rua e que é assustadora. E tudo isso pertinho do prédio de um dos principais jornais do país e de pontos turísticos de interesse na capital paulistana.

Melanito diz que sabe que alguns de seus conterrâneos estão indo muito bem, mas que muitos têm problemas. “Os brasileiros são receptivos aos imigrantes, e eu acho que é mais fácil aqui do que para o meu primo na França, por exemplo, mesmo que haja uma grande comunidade de africanos lá.”

Mas, segundo, Biyouha, não é fácil ser imigrante em nenhum lugar do mundo. Depois de crescer em uma família de classe média baixa em Yaoundé, capital de Camarões, ela veio para o Brasil como turista. Era o ano de 2004. Apaixonou-se, enxergou as oportunidades, e decidiu ficar. Seu plano original era trabalhar com técnicas africanas para o tratamento de cabelo, em Brasília. Mas, em 2007 ela veio para São Paulo e começou a “vender seu peixe” para os novos imigrantes de toda a África e América Latina. E deu certo. Vá lá conferir!

Biyou’Z Restaurante Afro, na Alameda Barão de Limeira, 19A, República 
Fone: (11) 3221-6806
De segunda a sábado, das 12h à 0h. Domingos das 14h à 0h.

Anúncios

4 Comentários »

  1. Gostei do seu blog! Assuntos variados e cotidianos.

    Curtir

    Comentário por anabela — janeiro 17, 2014 @ 18:05 | Responder

  2. OI GU,QUE PRATOS LINDOS PARECEM DELICIOSOS!!! TERA

    Curtir

    Comentário por tereza — janeiro 18, 2014 @ 15:45 | Responder

    • Oi Te. E viu que todos são simples? Mandioca, banana, uma carne, creme de espinafre… Bjs. Gu

      Em 18 de janeiro de 2014 15:45, A Simplicidade das Coisas — Augusto

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — janeiro 18, 2014 @ 20:44 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: