A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 18, 2013

A deliciosa simplicidade da infância narrada por uma de minhas irmãs – Tereza – Parte 5

COMO DIZIA MINHA AVÓ: PIANO, PIANO, SE VÁ LONTANO… Parte 5

…. continuação

O meu tio Marino, a tia Corina e os seus três filhos, Antônia, Claudio e Geraldo moravam no sitio dos Koelle (proprietários do Colégio Koelle, em Rio Claro/SP) que ficava do outro lado da estrada, em frente ao sítio de meu avô.

Meu avô e meus tios trabalhavam no sitio dos Koelle junto com o Tio Marino, porque no do meu avô a terra não era boa para plantação. Lá eles plantavam arroz, milho, feijão e também carpiam e colhiam café. Nas férias a criançada ajudava a apanhar café e esparramá-lo no terreiro para secar. Para nós aquilo era uma brincadeira – pegar aqueles rodos de madeira bem grandes e ficar correndo de um lado para o outro mexendo o café para secar ao sol.

Digitalizar0013

Primeira comunhão de minha irmã Ivone, na Igreja de Nossa Senhora Aparecida, em Rio Claro/SP

Também ajudávamos a malhar o feijão no terreiro – com uma vara de eucalipto a gente batia, batia nos pés de feijão que já estavam secos com o sol e os grãos pulavam todos para fora das vagens. (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: