A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 17, 2013

A deliciosa simplicidade da infância narrada por uma de minhas irmãs – Tereza – Parte 4

COMO DIZIA MINHA AVÓ: PIANO, PIANO, SE VÁ LONTANO… Parte 4

…. continuação

Numa dessas férias que eu passava no sitio, morreu a mãe do Néle, amigo do meu tio Pedro. E naquele tempo as famílias costumavam rezar o terço pela alma dos falecidos todos os dias, até chegar a missa do sétimo dia. Era uma noite enluarada, que ao caminharmos pela estrada para ir até o sítio dos Antonelli parecia dia. Fazia parte do grupo a tia Leonor, o tio Henrique e toda a criançada que ia fazendo algazarras pela estrada enluarada.

Digitalizar0014

Tereza Aparecida Martini – primeira comunhão – Igreja de Nossa Senhora Aparecida, em Rio Claro/SP

Quando chegamos começou o terço. Todos ajoelhados, em silêncio. Em certo momento comecei a passar mal. Estava perto da tia Leonor e a cutucava, chamando “tia, tia” … Ela respondia: “fique quieta menina” … Até que não sei o que aconteceu e eu desmaiei… Quando acordei estava em uma cama com um monte de gente ao redor esfregando vinagre nos meus pulsos e colocando um pano embebido no líquido para eu cheirar. Depois disso não quis mais ir à reza o resto da semana.  (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: