A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

agosto 9, 2013

“O Renascimento do Parto”, um filme verdadeiro e emocionante!

Um filme onde quase todas as despesas foram custeadas com recursos próprios dos autores com a parceria de profissionais que cederam bondosamente seus saberes e agregaram parte de seu trabalho à obra!

Se você acredita na causa da humanização do nascimento e quer ajudar a modificar a vergonhosa realidade obstétrica brasileira, vá aos cinemas e divulgue o filme para amigos e familiares!

Hoje o Brasil é o país campeão mundial de cesarianas (52% no índice geral e mais de 90% no sistema privado, contra os 15% recomendado pela Organização Mundial de Saúde). Junto com os partos normais extremamente violentos e traumáticos (pesquise sobre o termo “violência obstétrica”), tal índice reflete uma cultura extremamente tecnocrata e intervencionista que perpetua mitos não apenas na sociedade, mas também entre os próprios profissionais de saúde. 

Como dizem os produtores: “acreditamos que a informação de qualidade aliada ao poder da imagem e da poesia podem transformar o mundo”!  Afinal, como diria Michel Odent: “Para mudar o mundo, primeiro é preciso mudar a forma de nascer”.

O filme “O Renascimento do Parto” retrata a grave realidade obstétrica mundial e sobretudo brasileira, que se caracteriza por um número alarmante de cesarianas ou de partos com intervenções traumáticas e desnecessárias, em contraponto com o que é sabido e recomendado hoje pela ciência. Tal situação apresenta sérias conseqüências perinatais, psicológicas, sociais, antropológicas e financeiras. Através dos relatos de alguns dos maiores especialistas na área e das mais recentes descobertas científicas, questiona-se o modelo obstétrico atual, promove-se uma reflexão acerca do novo paradigma do século XXI e sobre o futuro de uma civilização nascida sem os chamados “hormônios do amor”, liberados apenas em condições específicas de trabalho de parto. 



Com a participação especial do cientista francês Michel Odent, da antropóloga norte-americana Robbie Davis-Floyd, da parteira mexicana Naoli Vinaver, do ator e diretor de cinema Márcio Garcia e sua esposa, a nutricionista Andréa Santa Rosa. O filme também conta com a participação de muitas mães e diversos especialistas brasileiros, como Ana Cristina Duarte, Melânia Amorim, Ricardo Jones, Heloísa Lessa, Ricardo Chaves, Fernanda Macêdo, Daphne Rattner, Laura Uplinger, Esther Vilela, entre outros.

Site oficial O Renascimento do Parto

Anúncios

2 Comentários »

  1. Realmente muito preocupante esta situação…

    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2013/07/numero-de-cesarianas-feitas-no-sus-e-mais-que-o-dobro-aceitado-pela-oms.html

    “As cesarianas já são a maioria dos partos em hospitais privados: 84%, segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar”.

    Abraços!
    Oliver

    Curtir

    Comentário por Oliver — agosto 9, 2013 @ 17:11 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: