A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

julho 3, 2013

Como os antigos se viravam sem sabão, chuveiro ou xampu?

Desde sempre nós tivemos alguma forma de higiene pessoal. Os egípcios, por exemplo, tomavam três banhos por dia. Os gregos e os romanos são famosos pelos banhos públicos. Mas, sem os apetrechos de que dispomos hoje, os povos antigos improvisavam.

Bucha para macho

O strigil era uma espátula de ferro de cerca de 30 centímetros usada pelos antigos gregos e romanos para esfregar a pele. Antes disso, eles untavam-se com um óleo. Entre os mais abastados, essa limpeza era feita por escravos.

imagem

Imagem: François Girardon, Apollo a presença de ninfas de Thetis, 1666-1672.

Banho de jarrinha

Sabe o famoso banho de canequinha? Ele era prática entre povos antigos, que não tinham rede encanada. A água vinha de bacias e jarros. Às vezes a pessoa ficava dentro de uma banheira de pedra, mas era comum se inclinar sobre um banco. 

Sabão animal

Era feito de gordura animal fervida com cinzas vegetais o sabonete dos babilônios – eles passavam isso na pele e nos cabelos. No Egito, usava-se uma mistura de bicarbonato de sódio, cinzas e argila.

Pedra-sabão

Materiais ásperos feitos de pedra ou cerâmica eram (e ainda são) usados no Oriente para esfoliar a pele e arrancar o cascão. Para dar o “acabamento”, água de flor de laranjeira, pentes, pastas e perfumes.

Limpeza portátil

As banheiras se popularizaram no fim do século 19 entre os ingleses. As camareiras carregavam a banheira portátil para o quarto do fidalgo e a enchiam com água aquecida antes do banho do patrão.

Fonte: Revista Aventuras na História, dezembro de 2007.

Imagem: François Girardon, Apollo a presença de ninfas de Thetis, 1666-1672.

Anúncios

4 Comentários »

  1. Oi Augusto. Boa Noite!!!
    Olhe Sabão na minha casa tinha, mas shampoo e chuveiro “Não tinha Não”(Em Bom Vocabulário Nordestino).
    Shampoo acho que só depois dos 14 ou 15 anos e chuveiro só quando fui morar na capital por volta dos meus 17. Nem por isso deixava de andar Limpa.
    No Banheiro lá na minha casa lembro que tinha uma jarra enorme de barro onde a água era super Gelada e tomávamos Banho tirando a agua com uma vasilha. Shampoo nem pensar. Não lembro direito como ficava o cabelo (mas se dava um jeito), e nem por isso deixei de arranjar meus namorados. A verdade é que dá para viver sem um Monte de Coisas e ser Feliz.
    Como diz esta música antiga.

    Meus Tempos de Criança

    Ataulfo Alves

    Eu daria tudo que eu tivesse
    Pra voltar aos dias de criança
    Eu não sei pra que que a gente cresce
    Se não sai da gente essa lembrança

    Aos domingos, missa na matriz
    Da cidadezinha onde eu nasci
    Ai, meu Deus, eu era tão feliz
    No meu pequenino Miraí

    Que saudade da professorinha
    Que me ensinou o beabá
    Onde andará Mariazinha
    Meu primeiro amor, onde andará?

    Eu igual a toda meninada
    Quanta travessura que eu fazia
    Jogo de botões sobre a calçada
    Eu era feliz e não sabia

    Curtir

    Comentário por Maria Clara Magalhães — julho 3, 2013 @ 19:59 | Responder

    • Bom dia Maria Clara.

      Tomei muito banho com sabão em pedra, feito em casa. E na bacia!
      Abraços.
      Augusto

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — julho 4, 2013 @ 8:39 | Responder

  2. Isto prova mais uma vez que a gente precisa de muito pouco para ser “Feliz.”
    Um abraço.
    Clara

    Curtir

    Comentário por Maria Clara — julho 4, 2013 @ 17:55 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: