A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

junho 29, 2013

Mel, abelhas e extermínio

Você gosta de mel e o consome regularmente? Eu, desde muito criança sempre consumo muito mel. Minhas irmãs e uma prima que morava conosco, quando jovens, trabalhavam num apiário. Sempre tínhamos mel em casa – em natura, com própolis, com geleia real…

O melhor remédio para tosse é o mel, mel puro e de qualidade. Não confundam com “mel de mentirinha”, totalmente pasteurizado e desnaturado, ou ainda pior, o xarope de milho que tem cara de mel, vendido em muito supermercado por aí… Quanto mais artesanal e menos processado for o mel, melhor será o seu poder terapêutico. Tenho um tio – Pedro Cirilo Martini –  mora em Rio Claro e  aniversaria hoje, que é apicultor “familiar”. Tem algumas colmeias e o mel que extrai e nos fornece é puro e saudável, pois, suas “produtoras” estão em locais com floradas que não fazem uso de agrotóxico e pesticidas.

Mel

O mel não aquecido acima de 47 graus Celcius é rico em amilases, enzima que digere carboidratos, assim como todos os nutrientes encontrados no pólen das plantas. A presença desta enzima faz com que o mel seja o adoçante ideal para mingaus e torradas, já que a amilase colabora com a digestão de grãos. (more…)

Evento de Educação Fiscal em Caraguatatuba – litoral norte de São Paulo

Amigos: o Grupo de Educação Fiscal do Litoral Norte de São Paulo está terminando os ajustes com os últimos palestrantes para o evento que acontecerá dias 29, 30 e 31 de julho e 01 e 02 de agosto, em Caraguatatuba.

Abaixo, segue o folder com a programação evento, que também comemorará o 10º aniversário do Programa de Educação Fiscal no Litoral Norte do Estado de São Paulo.

Caragua 1 – Folder (frente)

Caraguá 2 (1) – Folder (verso)

Maiores informações envie um e-mail clicando aqui.

(more…)

junho 19, 2013

Brasil – redes sociais, protestos e o nascimento de um filho rebelde!

As manifestações que se espalham e agitam o Brasil têm deixados perplexos os políticos e sociólogos. O que começou como uma pequena caminhada de protesto em São Paulo contra a tarifa de ônibus resultou, depois de alguns dias, em manifestações de massa em todo o país.

_protesto

Apenas alguns meses atrás, as pesquisas mostraram os brasileiros como uma sociedade satisfeita e otimista, que abriu as portas para grandes eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas. E de repente as ruas estão cheias como não se via desde o fim da ditadura, em meados dos anos oitenta. A presidenta Dilma demorou, mas apareceu na mídia e aprovou a manifestação pacífica. Ela qualificou a manifestação como uma mensagem direta a todos os governos como forma de repúdio a corrupção e ao uso indevido do dinheiro público.

O PT se pergunta o que aconteceu e com quem negociar. Mas nas ruas há um movimento sem liderança, 80% dos participantes não milita em nenhum partido. Os cidadãos, especialmente os jovens, estão exercendo o seu direito mais do que justo  de reclamar contra a corrupção política, a criminalidade, o sistema de transporte ruim e os gastos de infraestrutura com a Copa do Mundo e as Olimpíadas. É inevitável encontrar alguns paralelos com os protestos que aconteceram na Turquia. Em ambos os países, a indignação contra a repressão policial e as redes sociais têm sido fundamentais para a difusão das manifestações. (more…)

junho 18, 2013

O espetacular cinema chileno – “Carne de Perro” e “Glória”

Em minhas férias em Santiago do Chile, vi dois filmes nacionais – “Carne de Perro”, ambientado em 2010 e que conta a história de um dos torturadores da ditadura de Pinochet em sua tentativa de redefinir e dar sentido à sua vida. E “Glória”, de Sebastián Lelio.

“Carne de Perro” trata de um período complexo na vida do personagem Alexandre, um homem solitário, frágil e imprevisível, com 55 anos de idade, assombrado pela hostilidade do seu passado misterioso.  Ele procura uma nova identidade, mas que se perde em suas próprias fantasias e obsessões.

Carne de Perro

Carne de Perro

Contracenam Alejandro Goic, Amparo Noguera, Maria Gracia Omegna, Alfredo Castro, entre outros. É o segundo filme de Fernando Guzzoni, cujo filme de estreia “The Colorina” (2008) ganhou prêmio em vários festivais internacionais. (more…)

junho 16, 2013

Santiago do Chile – Museo de la Memoria e de los Derechos Humanos

Hoje é o meu penúltimo dia em Santiago, no Chile. E deixei esse dia reservado para visitar o Museu da Memória e dos Direitos Humanos (Museo de la Memoria e de los Derechos Humanos), que é um projeto bicentenário, que foi inaugurado em janeiro de 2010 pela ex-presidenta socialista Michelle Bachelet, e que agora é novamente candidata para as eleições no final de ano e que está sendo cotada para ganhar. Em seus espaços estão guardados registros das violações a direitos humanos ocorridas no Chile entre os anos de 1973 e 1990.

Já conhecia Memorial da Resistência, em São Paulo e o Espacio Memoria y Derechos Humanos em Buenos Aires. Mas, nada se compara ao que vi hoje!

Este slideshow necessita de JavaScript.

O museu busca facilitar à comunidade o conhecimento do que ocorreu no país, reivindicar a dignidade das vítimas, contribuir para a construção de uma sociedade sustentada nos valores da tolerância, da solidariedade, do respeito à diversidade, e impulsionar iniciativas educativas que convidem ao conhecimento e à reflexão dos que visitam aquele espaço.

(more…)

Viña del Mar e Valparaíso

Viña del Mar é uma cidade litorânea, banhada pelo Pacífico que fica há apenas 120 km de Santiago do Chile. Tem muitas de praças, jardins e ruas arborizadas e é conhecida como a Cidade-jardim (Ciudad Jardín) ou como a Capital Turística do Chile, pois recebe inúmeros visitantes atraídos por sua beleza e status de “chique”. As praias de Viña del Mar contribuem para seu sucesso turístico.  São treze ao todo, sendo que a mais famosa é a de Reñaca. Tão famosa que ganhou um bairro, o mais popular de lá. No verão, Reñaca fica cheia, por isso, a oferta de restaurantes e hotéis nessa região é grande. É a época da alta temporada. Em fevereiro, o Festival Internacional da Canção é só um ingrediente a mais para fazer a cidade entrar em ebulição.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por ser um destino turístico, Viña del Mar faz parte dos tours mais vendidos pelas agências de viagem em Santiago, que geralmente a oferecem com sua vizinha Valparaíso (Patrimônio Cultural da Humanidade), já que as duas cidades são pequenas e distam apenas 9 km uma da outra. Para quem dispõe de poucos dias na capital chilena, mas não quer sair do país sem pelo menos sentir o gostinho das duas, a dobradinha cai muito bem. As empresas especializadas em turismo fazem vários passeios de um dia para Viña del Mar e Valparaíso. E cobram caro por isso. Somente os traslados ficam $ 27 mil pesos por pessoa (mais ou menos R$ 110,00). Se você for por conta, saindo da Estación Central, gastará com ida e volta $ 6.500 pesos (cerca de R$ 26,00). E você faz o seu trajeto. Vai e volta no horário que quiser. Sem a chateação do corre-corre a que essas empresas nos submetem. E sobra um dinheirinho para comer muito bem por lá! Viña del Mar e Valparaíso, apesar de estarem tão próximas, têm características bem diferentes.

(more…)

junho 15, 2013

Somos todos um pouco “cagados de la cabeza”!

Você fala sozinho? Não, isso não é só para os doentes mentais. Você  acha que o mundo é um teatro a e realidade não existe? Você escuta vozes e vê coisas que não existem? Você acha que o sistema é uma máquina e você está sendo observado o tempo todo? Não… Isso é uma piada… É impossível! Achar que a realidade que vemos não é a realidade… E que eles sabem tudo e estamos fazendo…

Bem, se você acha que é esquizofrênico, que tem uma doença mental ou que tudo é coisa de sua mente, você pode estar “cagado de la cabeza”, como diz a placa abaixo. Aqui no Chile, os “cagados de la cabeza” são os doidos ou que se acham loucos, que falam sozinho, que não sabem o que querem. Vi a placa numa loja, achei engraçado e fotografei.

terça 11 092

O cartaz diz – no se adminten cagados de la cabeza, que quer dizer, não se admitem loucos ou que se fazem de loucos.

quinta 13 086

De médico, poeta e louco, todo mundo tem um pouco.

Santiago do Chile – Cementerio General

O Cementerio General de Santiago do Chile é um dos maiores cemitérios da América Latina. Foi criada em 1820 após a independência do Chile, quando Bernardo O’Higgins inaugurou a Alameda de las Delicias ao longo do curso antigo do Mapocho rio.  O’Higgins reservou mais de 85 hectares de terra para a fundação do que se tornou uma magnífica área cheia de mausoléus fantásticos, cercados por palmeiras e árvores, com exuberantes jardins e lindas esculturas.

Este cemitério é o lugar de descanso final para quase todos os ex presidentes, menos para dois deles –  Gabriel González Videla e Augusto Pinochet. Um dos memoriais mais visitados é o do ex-presidente Salvador Allende que havia sido enterrado no cemitério de Santa Inês, em Viña del Mar após seu “suicídio” em 1973 durante o golpe de Estado. Com as mudanças democráticas que começaram na década de 1990, Allende foi exumado e seus restos mortais foram transportados em um solene cortejo pelas ruas de Santiago para um lugar de honra no Cementerio Geral de Santiago. O cemitério também tem um memorial para as pessoas  “desaparecidos” durante o regime de Augusto Pinochet (que derrubou Allende Presidente).  O cemitério de Santiago do Chile é  uma atração turística interessante para se visitar. Localizado no bairro da Recoleta, ali se encontram os restos mortais de mais de dois milhões de pessoas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

As áreas de interesse são os jardins, vitrais, esculturas e arquitetura que podem ser vistos nos diversos espaços que o compõem. Existem túmulos de estilo egípcio, mouro, grego, entre outras formas de grande valor histórico. O patrimônio cultural que simboliza o cemitério de Santiago do Chile faz dele um dos mais visitados da cidade.  (more…)

junho 13, 2013

Santiago – visita a Farellones e Valle Nevado

A van do santiagotours.cl passou no apart hotel por volta das 8h20 de ontem. Nela, estava um casal de Vitória/ES. Depois passamos em Las Condes para pegar onze pessoas, todas de uma mesma família de Arapiraca/AL. Antes de sair da cidade,  uma nova parada, no final da avenida Nueva Las Condes para quem quisesse alugar roupas próprias para a neve e aparelhos para esquiar. Aluguel de botas $ 7 mil pesos. Aluguel de roupas de neve $17 mil pesos. Um absurdo!

Pouco depois já estávamos no Camino a Farellones, uma estrada estreita construída nos anos 30. São 40 curvas até chegar ao centro de esqui Farellones (de onde se continua a El Colorado e até La Parva). A partir da entrada de Farellones, uma outra estrada, particular, construída nos anos 90, leva a Valle Nevado (são mais 20 curvas).

Este slideshow necessita de JavaScript.

quarta 12 062

Penso que é melhor não arriscar subir por conta própria. A estrada é bastante apertada, e as curvas, fechadíssimas. E se tiver uma fina capa de gelo fica perigoso (é obrigatório o uso de correntes nas rodas).  (more…)

Santiago – Calle Londres, 38 – espaço de memórias (ex centro de repressão e extermínio)

Ontem foi dia de ver a neve em Farellones e Valle Nevado. Hoje fiz um tour desses menos explorados pelos turistas aqui na cidade de Santiago  – um segmento dela que conta a história do golpe militar e a subsequente ditadura, que fazem parte da memória recente do Chile. Mais violenta do que a que a vivida pelo Brasil, as marcas do estado totalitário, comandado pelo General Augusto Pinochet, ainda podem ser vistas pela capital.

Em 11 de setembro de 1973, os militares chilenos, amplamente apoiados pelos Estados Unidos, executaram um golpe de estado contra o governo democrático do Presidente Salvador Allende, que tinha tendências socialistas. E Allende, ao saber do golpe, decidiu não sair do Palacio La Moneda, que foi atacado por ar e terra, ficando bastante destruído. O então presidente continuou no prédio mesmo assim, em resistência. Segundo depoimento de seu médico pessoal, confirmado por posteriores autópsias, Salvador Allende se suicidou pouco antes dos militares invadirem o palácio. A versão, porém, ainda é questionada por várias pessoas que acreditam que ele foi executado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O País sofreu 17 anos de ditadura – de 1973 até 1990. Nesse período, o último relatório, da Comissão Nacional sobre Prisão Política e Tortura contabilizava 40.280 vítimas oficiais (estudo realizado em 2011), dentre elas, 3.225 mortos ou desaparecidos. As associações de vítimas, porém, calculam que esse número chegue há aproximadamente 100 mil vítimas.

(more…)

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: