A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

janeiro 17, 2013

Morar no Centro de São Paulo – prédios invadidos

Os hotéis Cambridge, Othon, Lord, foram invadidos.

Durante um bom tempo o Othon Palace Hotel, em pleno centro, foi referência no setor de hotelaria. Há pouco tempo foi invadido por cerca de 800 pessoas. Passo por lá todos os dias, quando venho para o trabalho. Causa-me bastante tristeza ver o abandono e degradação em que o lugar se encontra. Todos vocês, meus leitores, sabem que adoro o centro e morar nele para mim é algo especial. Meu sonho seria morar na Rua Líbero Badaró, que ainda considero uma das mais bonitas dessa cidade, apesar do abandono. E é onde fica o Othon!

Fundado no ano de 1954, por ocasião das comemorações do quarto centenário da cidade de São Paulo. Teve seu apogeu nas décadas de 1960 e 70, hospedando chefes de Estado, como a rainha Elizabeth II da Inglaterra, no ano de 1968. Em seu último andar havia o Chalet Suisse, restaurante de luxo da cidade. Com a degradação do centro da cidade, e hóspedes dando preferência a hotéis da região da Avenida Paulista e da zona sul, encerrou suas atividades no final de 2008 quando já estava operando por mais de um ano com prejuízos financeiros. Em 2009 o prédio foi declarado de utilidade pública. Em 2011, quando prefeito Gilberto Kassab, ocorreu a hipótese de destinar o prédio para abrigar órgãos da Prefeitura, por estar próximo ao gabinete do prefeito, no Edifício Matarazzo, no Viaduto do Chá. Mas, o processo de desapropriação foi interrompido, pois o prédio foi ocupado por grupo de sem-teto. Fonte Wikipédia

O prédio do Othon Palace Hotel fica na esquina da Rua Libero Badaró com o Viaduto do Chá. Aquilo deve ter sido o máximo do chique. Ainda dá orgulho de ver o prédio, a Praça do Patriarca, o Viaduto do Chá e a imponência do Teatro Municipal. Mas, daria muito mais orgulho se tudo fosse limpo e conservado.  (more…)

Morar no centro de São Paulo – Programa Renova Centro

Em fevereiro de 2010, a Prefeitura de São Paulo lançou o “Programa Renova Centro” para reformar 53 prédios abandonados na cidade, o que tornaria viável a criação de 2,5 mil unidades habitacionais – parte delas para famílias de baixa renda. Além de ajudar a resolver o déficit habitacional, o plano serviria para incentivar a reocupação e a recuperação do centro que é bem servida de transporte público e empregos. Passados praticamente três anos, nenhum edifício ficou pronto – 46 deles nem sequer começaram a ser adaptados para virar unidades habitacionais.

Clique aqui para ver a apresentacao_programa_renova_centro

Nas últimas décadas do século 20, o centro de São Paulo passou por um processo de degradação que expulsou moradores da região – a mais antiga e que já foi a mais nobre da cidade. Dessa maneira, diversos imóveis foram deixados abandonados e muitos se encontram nessa situação até hoje. Nos anos 2000, essa tendência foi revertida e novos moradores começaram a se mudar para o centro. Eu, por exemplo, comprei o meu apartamento em 2008. O projeto municipal serviria para impulsionar esse movimento de revitalização. (more…)

Blog no WordPress.com.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

alimmentos.wordpress.com/

congelados veganos

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: