A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 18, 2012

Yôga ao seu alcance!

Quando alguém nos sugere que devemos tentar esta prática milenar, logo imaginamos algo sedentário, chato, típico de pessoas com capacidade de ficarem paradas por um longo tempo. Também se pensa em túnicas, Budas, incensos e outros coisas. Mas o Yôga é outra coisa. É muito mais que isso!

Muitas vezes, quando se fala em Yôga se pensa em algo quase sedentário. Ter que ficar parado numa posição tranquila, em lótus de preferência, com as palmas das mãos sobre os joelhos, juntar os dedos polegar e indicador… E cantar o mantra Ohm!

Imagina-se uma respiração superficial, de olhos fechados, roupas brancas ou laranja, incenso, uma imagem de Buda ou qualquer outra, ou alguém mais experiente fazendo o ásana da Vela com uma habilidade que parece, à primeira vista, de difícil acesso.

Se alguém lhe diz: “Por que não tenta fazer Yôga?”, logo nos sentimos condenados ao tédio e a mais triste e insuportável calma. E isso é um erro bem grande! Yôga, bem compreendido e bem praticado, é outra coisa.

Eu me aproximei do Yôga há mais de 20 anos. Havia passado por momentos de perda e tristeza que tudo o que era novo e que apareceria em minha frente me dava esperanças de levar para uma “cura”. Naquela época nem imaginava quanto poderia ser bom para eu beber dessa fonte, nem quão grande era a minha sede. 

Às vezes não temos consciência daquilo que vivemos até nos é apresentado um manancial real e que inunda algumas de nossas partes: o corpo, a alma ou espírito.

Yoga é uma técnica que, em qualquer de suas versões – há muitas e já escrevi sobre elas aqui, sendo que todas têm uma proposta interessante – e prometem a união do corpo, mente e espírito. E com as coisas que vivemos em nosso dia a dia, ou apenas no desenrolar das diferentes fases de nossas vidas, em geral nos vamos desarticulando, perdendo a nossa flexibilidade e até mesmo endurecendo-nos em nossas maneiras de contato com as outras pessoas. Por isso, precisamos voltar e integrar nossas partes, fazendo com que cada pedacinho do corpo recupere a sua função, seu tônus, sua cor…

Nós estamos mais fora do que dentro, conhecemos muitas vezes mais aqueles que nos rodeiam do que a nós mesmos,  e acreditamos e não aceitamos quando chegamos a conclusão de que precisamos nos reconectar com a nossa força e nossa paz… Até que tentemos mudar alguma coisa.

Somos treinados para executar! E se é certo que realizamos o nosso trabalho de forma eficaz, e somos bons em nosso convívio familiar, parece não estar muito bem pensar que uma área de nossa vida tome o lugar das demais.

No Yôga, uma das primeiras lições é que nada é mais importante do que o resto, que temos que integrar, frustrar-se se for necessário, porém tentar seguir em frente.

O corpo aprende ou reaprende o que você já sabia quando ainda era um bebê e tinha a sabedoria e consciência de seu “EU”. É importante reaprender! Trabalhando a partir de seu interior para mudar o paradigma, deixando de sentir que o êxito está fora – reaprendemos que somos o que fazemos ou o lugar que ocupamos.

Na prática do Yôga, como na vida, todos somos iguais e nosso desafio é esse – essa união com nós mesmos. Unir ossos, músculos e pele, emoção, força, silêncio, oxigênio…

Praticar Yôga, longe de ser chato, é muito divertido: a proposta é recuperar a natureza de nosso corpo. E, a partir dele, ser e fazer tudo com alegria e eficiência.

Tudo sai melhor se o corpo volta a ser de novo “um com você” – somos mais felizes, mais realizados e mais sábios.

Para mim, o melhor do Yôga é que ele é uma prática extremamente gostosa, que está disponível a todos. Você não precisa ser um zen-budista. Como eu, você e todos nós podemos sentir os benefícios de uma técnica milenar que seguramente poderá, mesmo a partir de amanhã, praticar em sua casa ou bem perto dela. Namaskár!

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: