A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 1, 2012

São Luis do Maranhão – um pouco sobre sua energia e o 18º Congresso Internacional de Educação a Distância

Estive em São Luís/MA entre os dias 23 e 26 de setembro participando do 18º Congresso Internacional de Educação a Distância, no prédio Paulo Freire da cidade universitária da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Promovido pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED) em parceria com o Núcleo de Educação a Distância da UFMA, o evento reuniu mais de 1.500 pesquisadores estrangeiros e brasileiros para discussão do tema “Histórias, Analíticas e Pensamento Aberto: Guias para o Futuro da Educação a Distância”.

O evento teve palestras, minicursos, mesas-redondas, reuniões, apresentação de pôsteres e sorteios de tabletes. Dentre os expositores internacionais, estiveram presentes: Universityof London (Inglaterra), Open University (Inglaterra), AthabascaUniversity (Canadá), STVU Shanghai TV Universidade (China), Instituto Lincoln (Argentina/EUA), Universidade de San Francisco de Quito (Equador), Lincoln Instituteof Land Policy (EUA), Universidade do Minho (Portugal) e a Força Aérea de Portugal. No total, 16 países estiveram representados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Do Brasil, estavam: Ministério da Educação, Capes, FNDE, CNPQ, Empresa Adobe, FIEMA, Fundação Oswaldo Cruz, IP.TV, além de Universidades Federais, Estaduais, fundações de pesquisa e institutos tecnológicos.

Depois da bela acolhida que nós, congressistas, tivemos dos maranhenses, quis escrever um pouco sobre a minha terceira visita naquela cidade. E tive uma bela surpresa. Encontrei no El País uma reportagem escrita por Antonio Puento, do blog El Viajero na qual faz um roteiro de 24 horas para conhecer São Luis. Segue abaixo, com alterações.

Fundada por franceses em 1612 (fez 400 anos em 8 de setembro), São Luís do Maranhãowww.visitesaoluis.com ) é a mais importante capital marítima nas imediações da Amazônia. Alongada sobre o mar aberto, um arquipélago na verdade, atravessada pelas águas do rio Anil no coração do nordeste do Brasil,  é a porta de entrada para a rota do turismo costeiro no Brasil (www.visitbrasil.com) denominada de a Rota das Emoções. Duas das principais atrações desta rota, no próprio estado do Maranhão, que concentra os ecossistemas mais diversos do país, são o delta do rio Parnaíba, um preâmbulo do Amazonas, perto da ilha de Santa Isabel , e, acima de tudo, mais perto de São Luís, a tão somente 260 km, o Parque Nacional dos Lençóis dos Maranhenses, um extraordinário areal, com dunas de até 40 metros de altura e lagoas cristalinas como se fosse um deserto as avessas, em que prevalecem os oásis. 

Bem no centro histórico está a Praça Gonçalves Dias. Com um mirante deslumbrante sobre a baía, dá para se ter um visual atraente de São Luís, uma cidade vertical e ao mesmo tempo horizontal, com um traçado tão diverso como a história de sua ocupação. Do mirante pode-se observar um dos fenômenos mais belos que acontece por lá – a maré, que pela manhã deixa tudo seco. A água se vai e sobe novamente a cada dia até sete metros. Assim, é lindo ir até o mirante pela manhã, ver a paisagem lamacenta, onde em alguns setores tudo parece seco e voltar a tarde, quando a maré está alta. A linda igreja de Nossa Senhora dos Remédios, situado ao lado da praça, é a única de arquitetura que lembra o gótico. Mas, no centro histórico no Espaço Reviver, há outras belas igrejas, palacetes e conventos, quase todos neoclássicos, que salpicam o centro histórico, onde você poderá apreciar casarios com azulejos espetaculares permeados por escadarias. Ali você  já estará no bairro da Praia Grande.

Mais de 3.500 edifícios monumentais estão nos 280 hectares que abrigam o centro histórico, declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1997. O Reviver, domina um ecletismo tão vertiginoso como a sua história. Pois, São Luís do Maranhão, que tem o nome do então rei-criança Luís XIII foi fundada pelos franceses (por Daniel de la Touche, em 1612), mas foi tomada por Portuguêses apenas três anos mais tarde, e depois se recuperou em 1644, após três anos de domínio holandês. Na Casa do Maranhão você pode conhecer um pouco mais sobre a formação, por aluvião, do centro histórico. Vai ver a profusão de importantes escritores do século XIX nascidos em São Luís, a reboque de Gonçalves Dias, que emprestam seus nomes para ruas e praças. Se Jorge Amado, cujo aniversário de 100 anos foi comemorado neste mês de agosto, surgiu como a voz dos “nordestinos esquecidos” no estado da Bahia, do Maranhão são Aluísio Azevedo (1857-1913), um pioneiro do romance naturalista no país, o pensador Maximiano Coelho (1864-1934) – “Príncipe dos prosadores brasileiros” – ou a vanguarda acadêmica de José Graça Aranha (1868-1931).

Ao lado da Casa das Tulhas, o Mercado, da Casa das Ferragens, entre outros, há uma sinfonia de azulejos de origem variada, e existem alguns outros prédios interessantes: o Palácio dos Leões, fortificação da época da fundação e hoje sede do governo estadual, o teatro Arthur Azevedo (1815, pioneira construção no país (www.cultura.ma.gov.br) na Rua do Sol, s / n, a Fonte das Pedras ou Igreja do Desterro, a mais antiga, de 1614, a igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e a do Carmo (ambas na Rua de Egito) e a catedral da Praça da Sé (na Avenida Pedro II).

Parque da Lagoa Jansen é um dos lugares de entretenimento mais popular e muito frequentado pelos próprios maranhenses. Tem de 6.000 metros quadrados. Sua orla é repleta de restaurantes, bares, tênis, quadros para esportes e ciclovias. É um lugar para o lazer e pode-se visitar à noite, onde além da vista da lagoa e vê-se uma grande parte da cidade. Ela deve seu nome a uma das personagens mais famosas de São Luís: a controversa Anna Jansen (1793-1869), uma das grandes porta-estandartes do feminismo americano, que defendeu com unhas e dentes o seu status de mãe solteira. Talvez por isso deveu-se sua longevidade, que mesmo atípica para a época, é considerada uma lenda negra. Implantou a primeira rede hidráulica da cidade. Conta-se que para abrir caminho para seu projeto contaminou com gatos mortos as nascentes de seus adversários, e que enriqueceu com o comércio de escravos, que, segundo a lenda, mandava matar após “brincar” com eles. Ou os colocava deitados em fileiras como um tapete humano e caminhava vitoriosa sobre seus dorsos, exibindo assim sua imunidade a qualquer coisa.

reggae é uma paixão em São Luís de Maranhão. Por isso a cidade é conhecida como a Jamaica brasileira. De ritmos mais doces e modalidades típicas brasileiras, todas as noites o reggae está presente em vários pontos da cidade, do centro histórico a Lagoa da Jansen , ou na Ponta da Areia. No entanto, também se faz presente ao longo da Avenida Litorânea, onde se concentram a zona hoteleira e restaurantes coloridos com janelas para o mar. Vários restaurantes são recomendados com a comida de sabor local: o Cabana do Sol ( http://www.cabanadosol.com.br/content/home/), o Maracangalha ( www.restaurantemaracangalha.com.br) na Ponta do Farol, ou o Feijão de Corda (Rua Maracaçumé, 8). Sobre a mesa, aguardando os visitantes, está a farofa feita de farinha de mandioca bem fininha. E um dos petiscos típicos desta costa é a pescada amarela, um peixe requintado (sem desprezar a moqueca de doçura picante com muitos camarões suculentos).

Se você for para São Luís durante as festas juninas, que acontecem durante todo o mês de junho, encontrará a cidade cheia de recintos com feiras (os arraiais) onde cada noite se celebra o Bumba meu boi – um ritual mestiço, indígena, Africano e Europeu, que reúne centenas de grupos folclóricos, com seus tambores e dança, parecendo estar em transe e com espetacular vestimenta.

2 Comentários »

  1. Saben quanto sale un hotel cerca de aqui?

    Curtir

    Comentário por mercadohoteis.net — dezembro 5, 2013 @ 21:41 | Responder

    • Oi Marjorie.
      Depende da categoria de hotel que irá querer ficar. O preço médio é de mais ou menos 250 reais (80 euros).
      Abraços.
      Augusto

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — dezembro 6, 2013 @ 23:10 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Pensieri Parole e Poesie

Sono una donna libera. Nel mio blog farete un viaggio lungo e profondo nei pensieri della mente del cuore e dell anima.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: