A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

janeiro 16, 2012

Eu bebo água da torneira sim! E você?

São Paulo é uma cidade onde você pode beber água diretamente da torneira. Mas atenção – a qualidade da água é garantida pela Sabesp até o cavalete, que fica junto ao hidrômetro. Não existe a necessidade de filtros com a seguinte observação: a operadora garante a qualidade até o ponto de entrega, que é o cavalete. Depois, depende de o consumidor fazer a manutenção na caixa d’água. 

Eu bebo água diretamente da torneira. E você?

Portanto, primeiro é preciso verificar como está a conexão do cano que vem da rua, a limpeza da caixa d’água e o encanamento do prédio – quer seja um edifício ou uma casa. Nos edifícios é preciso fazer uma boa limpeza das caixas pelo menos duas vezes por ano. Se você mora em apartamento é fácil de verificar: perguntei ao síndico! Você também pode ligar para a administração do condomínio. Se você mora numa casa basta fazer a manutenção periódica da caixa d’água. Uma boa limpeza na caixa é mais eficaz do que qualquer um dos filtros que são oferecidos no mercado. 

A venda de filtros e purificadores de água no país aumentou muito nos últimos três anos, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Filtros, Purificadores, Bebedouros e Equipamentos para Tratamento de Água (Abrafipa). E o comércio de água mineral saltou a porcentagens astronômicas. Os números são o reflexo da desconfiança dos consumidores em relação à água que sai das torneiras, apesar de a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) garantir que ela pode ser ingerida sem sustos. Mas, será que esse aumento absurdo de filtros e água mineral não é um “esquema” como tantas outras falcatruas que existem nesse país?

O pessoal da Sabesp, que trabalha diretamente com o tratamento da água garante que ela é própria para ser consumida, sem necessidade de purificadores. A água é tratada para ser ingerida. Se não fosse assim, não precisava ter cloro e flúor. Dá dó quando a água está sendo usada para lavar carro e piso, porque ela é feita para consumo humano.

Se você sentir cheiro de cloro na água, não se assuste: isso significa que ela não tem bactérias. E o cheiro vai desaparecer dentro de pouco tempo se você colocar a água em um recipiente coberto, de preferência na geladeira. 

Água da torneira não faz mal à saúde!

A água engarrafada e que vem de grandes distâncias gera outros custos, como a queima de combustíveis que se transforma em gases até ela ser colocada nas residências. Também gasta-se derivados do petróleo para fazer as embalagens e cria-se resíduos que ficarão no ambiente por décadas a fio.

Ser um consumidor responsável significa ter um olhar diferente. Em seu trabalho você também pode praticar essa idéia! Basta verificar o estado das caixas d’água! A utilização ou pelo menos conscientização da não necessidade de utilizar copos de plástico, também é uma boa prática. Muitas vezes é um gasto desnecessário. Cada pessoa pode ter sua própria caneca, começando assim a mudança.

Portanto, mãos a obra! Hoje, no intervalo do cafézinho, ao invés de discutir BBB12, converse com seus amigos sobre esse tema! Poderá ser chamado de “eco chato”. Mas, você se preocupa com isso?

Por fim, veja o vídeo abaixo.  Nele, Annie Leonard conta A História da Água Engarrafada. Annie é uma militante contra o consumismo e propõe um boicote à água engarrafada. Para ela, deveríamos beber água da torneira – com exceção dos lugares em que a água que chega a nossa pia está contaminada.

Pratique esse idéia!

Anúncios

19 Comentários »

  1. Perfeito, instalei um filtro na saída de água do cavalete, mas porque eu mesmo que faço, portanto não tive custos extras, caso contrário consumiria a água direto da torneira sem problemas.

    com exceção da água usada para lavar quintal, carros, regar plantas e etc…(pra isso eu uso água reaproveitável), todos os bicos são de água tratada da sabesp.

    abraços.

    Curtir

    Comentário por carlos lima — janeiro 16, 2012 @ 11:45 | Responder

  2. Oi Augusto!

    Disse “pergunte ao síndico”.

    E CADÊ o síndico???

    A minha larga na mão do zelador, e vai trabalhar do outro lado da cidade, só volta para dormir!! rsrs

    Bjs.

    Silvia

    Curtir

    Comentário por Silvia Gouvea — janeiro 16, 2012 @ 15:06 | Responder

    • Ahahaha. Silvia, o mesmo acontece em meu prédio. Só que o cara é aposentando, um advogado que exige ser chamado de “Doutor”, o qual eu retruco: “me mostre o diploma de doutor!” E olhe que é um edifício de onze andares, um apartamento por andar, antigo, sem garagem, sem nada. E o que pagamos de condomínio está lá nas nuvens. Só temos um porteiro/zelador. Nada mais. Abrs.

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — janeiro 16, 2012 @ 15:11 | Responder

  3. Olá Augusto! Gostei muito do seu blog também! Esse matéria é muito interessante e vou pesquisar sobre isso aqui na minha cidade. Pessoas como você contribuem para um mundo mais sustentável! Sucesso!

    Curtir

    Comentário por Priscilla Schleier — janeiro 19, 2012 @ 13:24 | Responder

    • Oi Priscila!

      Obrigado. Veja sim!
      Abraços para vc, Pedro Henrique, Ana e todos os demais! Apareçam por São Paulo!

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — janeiro 19, 2012 @ 14:41 | Responder

  4. Muito interessante!

    Curtir

    Comentário por Taty Dry Martini — fevereiro 24, 2012 @ 22:09 | Responder

  5. Não é bem assim… É um assunto complicado e extenso MAS vou tocar em alguns tópicos principais… 1. O CLORO é um veneno que mata indiscriminadamente bactérias… E TEM de ser ele, não se tem opções… As estações de tratamento calculam a quantidade de cloro em função de seu cliente >mais distantediretodiretosuperiorfiltro tipo de barroapósem sériepróximasbrancaoxigeno< a água que tiro do filtro… Com dois copos, passo a água de um para o outro e a enriqueço com o ar que a penetra… E melhora o gosto tambem… É um assunto vasto e vou escrever sobre ele e acrescentá-o em meu blog http://farssas.blogspot.com … Parabens por levantar o assunto!!!

    Curtir

    Comentário por Claudiomar S Santos — julho 8, 2013 @ 17:31 | Responder

    • Olá, Claudiomar.

      Agradeço pela visita e informações.

      Abraços.

      Augusto

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — julho 9, 2013 @ 13:35 | Responder

      • Ótimo blog e assunto. Vamos aprofundar aproveitando esta postagem… Por favor, contestem ou acrescentem algo ao que escrevi… O assunto é importantíssimo. Conto com vc Augusto e com demais visitantes para esmiuçarmos tudo sobre este tema… Vamos comentar mais o post e os comentários para aproveitarmos a oportunidade que o Augusto criou!!!

        Curtir

        Comentário por Claudiomar S Santos — julho 9, 2013 @ 14:59

      • Oi Claudiomar.
        O espaço está sim aberto para o debate.
        Um abraço.
        Augusto

        Curtir

        Comentário por Augusto Martini — julho 9, 2013 @ 20:41

  6. Não é bem assim… É um assunto complicado e extenso MAS vou tocar em alguns tópicos principais… 1. O CLORO é um veneno que mata indiscriminadamente bactérias… E TEM de ser ele, não se tem opções… As estações de tratamento calculam a quantidade de cloro em função de seu cliente mais distante … Isto faz com que os que estão mais próximo recebam uma quantidade bem superior… Quando ingerimos água direto da torneira, estamos colocando direto cloro para dentro de nosso organismo. Quantas bactérias e assemelhados essenciais para nós tambem são eliminados…??? ENTÃO, água direto da torneira NÃO SE BEBE… EU enche garrafas transparentes com água de torneira e as penduro, com laços de cordões, em um local onde pegarão SOL… A quantidade de ultravioleta e outros componentes da luz solar chega ser superior à de caros filtros comerciais… Após meia hora ao sol, a água fica esterilizada E sem cloro que, exposto à luz, em minutos desaparece… No mínimo, deixe o copo com a água de torneira que pretende tomar alguns minutos exposto à luz, mesmo que não seja do sol direto… Isto vai reduzir o excesso de cloro e diminuir o prejuízo… DEPOIS de retirar as garrafas do sol eu coloco seu conteúdo num filtro tipo de barro mas de fabricantes comerciais, encontrados em madeireiras… Não para melhor a filtragem da água de torneira, mas para que dispor de uma água em temperatura agradável, tanto menor quanto maior o calor ambiente, pelo processo natural de evaporação pela porosidade do filtro… É a antiga TALHA modernizada… Agora com torneira e dupla… Várias vezes tive problema de resfriado em nervos de dente por beber água retirada de geladeiras e assemelhados… Quanto à caixas dágua e filtros na entrada da casa… Um filtro a torneira faz todo o trabalho… Para que filtrar várias vezes… Filtros em série…??? Desta forma, de graça, tomo água esterilizada, sem cloro ou resíduos de encanamentos de qualquer espécie…Em torneiras próximas estações de tratamento chega a sair água branca leitosa… Excesso de cloro…A quantidade de água que devem ser tratadas nas cidades e o fato de serem tiradas de locais de despejo dos esgotos da própria não recomendam seu uso direto… Vez em quando ainda oxigeno a água que tiro do filtro… Com dois copos, passo a água de um para o outro e a enriqueço com o ar que a penetra… E melhora o gosto tambem… É um assunto vasto e vou escrever sobre ele e acrescentá-o em meu blog http://farssas.blogspot.com … Parabens por levantar o assunto!!!

    Curtir

    Comentário por Claudiomar S Santos — julho 8, 2013 @ 17:40 | Responder

  7. Bom dia, gostaria de saber se posso utilizar a sua foto da toneira (a primeira foto desse artigo) na capa de um relatório sobre Plano Municipal de Saneamento da cidade de Vitória-ES. Aguardo contato para utilização. Obrigada

    Curtir

    Comentário por Isabella Merízio — outubro 7, 2013 @ 10:47 | Responder

  8. Eu nunca vou beber água da torneira pelo menos em Caçapava, pois analise mostraram que a água tem ALUMÍNIO, CHUMBO, CROMO, FERRO E MANGANÊS QUER SABER MAIS FACEBOOK PERFIL ÁGUA FORNECIDA SABESP – TODAS AS ACUSAÇÕES DOCUMENTADAS.

    Curtir

    Comentário por ROBERTO FREITAS — abril 5, 2014 @ 13:29 | Responder

  9. Nunca tome água de torneira, pois exste o lixo do cloro e o lixo do flúor.

    Curtir

    Comentário por Léo Edward Kulza — agosto 18, 2014 @ 11:15 | Responder

  10. Fluoretação da água é responsável por danificar ossos e a artrite.em 2006, o conselho nacional de pesquisa (EUA) publicou um relatório mostrando que o nível de contaminante máximo autorizado pelo governo federal para o flúor na água é uma fraude completa.Constata-se que a água com flúor não protegem a saúde das crianças ou adultos, e exposição ao flúor na água pode levar a fluorose esquelética, artrite e ossos quebradiços.
    EU DUVIDO QUE ALGUM DIRETOR OU ESTAS PESSOAS DA SABESP TOMEM ESTE LIXO TÓXICO.

    Curtir

    Comentário por Léo Edward Kulza — agosto 18, 2014 @ 11:31 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: