A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 22, 2011

Yoga – algumas regras para praticar as ásanas

O Yoga é o encontro do bem estar, do equilibrio, da união do corpo com a mente, da libertação!

O Yoga não é uma religião. Todas as religiões se baseiam num sistema de crença, mas o Yoga não diz que se tem que acreditar em alguma coisa. Existem mais de 840 mil ásanas e estas, estão distribuídas em cerca de 40 tipos de Yoga. Caso se interesse, você poderá  aprofundar um pouco mais seus conhecimentos sobre essa  filosofia de vida, tão rica, lendo o mestrado escrito pela portuguesa Joana Almeida, cujo título é  O Oriente que há em nós.

Abaixo, seguem algumas dicas de como se preparar para fazer as ásanas do Yoga.

  • Antes de praticar as ásanas você deverá estar com o corpo limpo, ou seja, de banho tomado.
  • Não praticar ásanas ao ar livre, pois devido às alterações de temperatura ou correntes de ar há a possibilidade de se contrair um resfriado. Quando se pratica ásanas em um lugar fechado deve-se prestar atenção para que haja circulação do ar.
  • Não praticar ásanas em locais que tiver pessoas fumando.
  • Homens devem usar shorts confortáveis e as mulheres roupa confortável. De preferência duas peças. Se for praticar sozinho(a) o ideal é vestir-se com o mínimo possível ou mesmo nú.
  • Praticar as ásanas numa esteira ou tapete. Não praticar diretamente no chão frio porque se pode apanhar um resfriado e porque se perdem os óleos segregados pelo corpo.
  • Praticar ásanas apenas quando o ar estiver entrando livremente pela narina esquerda ou por ambas as narinas. Não praticar asanas quando o ar apenas circule pela narina direita.
  • Comer apenas comida leve antes de praticar.
  • As unhas devem ser mantidas cortadas.
  • Não praticar ásanas com o estômago cheio. Não deve-se  praticar as ásanas até duas horas e meia depois das refeições.
  • Após praticar ásanas, deve-se massagear muito bem os braços, pernas e todo o corpo, especialmente as articulações.
  • Após a massagem, permanecer na postura do morto (relaxamento) durante pelo menos dois minutos.
  • Após o relaxamento, não entrar em contato direto com água até passarem pelo menos dez minutos.
  • Um praticante de ásanas não deve massagear o seu corpo com óleos. Pode-se, no entanto, esfregar algum óleo suavemente pelo corpo. O de semete de uvas é muito bom.
  • Após praticar ásanas, é aconselhável andar num local sossegado durante algum tempo.
  • É proibida a prática de pranayama imediatamente após as ásanas. Pranayama são exercícios de respiração que têm o objetivo de controlar a energia – o prana – que permeia todas as coisas. São exercícios de respiração que visam criar um corpo saudável, aquietar a mente, trazer o equilíbrio das emoções. Sabe aquela máxima que diz “pense duas vezes e respire fundo”num momento de grande irritação? Pois é. A respiração é vista como um dos membros de suma importância numa filosofia tão complexa e extensa como o Yoga. Os orientais de modo geral, e os indianos, em particular, sabem como, quando e de que modos especiais devemos respirar, atribuindo a esta atividade fisiológica uma importância que lhe não é dada aqui no Ocidente.

    O Yoga é a prática do silenciar a mente!

  • Se for necessário sair para um ambiente externo após a prática de ásanas e se nessa altura a temperatura corporal ainda não tiver regressado ao normal, ou se houver alguma diferença de temperatura no exterior, deve-se agasalhar o corpo antes de sair. Se possível, inalar o ar do interior antes de sair, e expirá-lo depois de sair. Com esta técnica, as gripes são evitadas.
  • Os praticantes de ásanas podem também praticar qualquer tipo de esportes ou exercício físico, mas a prática destes logo após as ásanas não é recomendável.
  • Não existe restrição de narinas para as seguintas ásanas: padmasana (lótus), siddhasana (perfeita), ardhasiddhasana (semi-perfeita), bhojanasana (sentar com as pernas cruzadas), viirasana (bravo), diirgha pranama (longa-saudação), yogasana (yoga mudra) e bhujaungasana (cobra).
  • Para todas as ásanas em que não existe restrição de narinas, também não existe restrição em relação à comida.
  • Durante a menstruação, gravidez avançada e um mês após o parto, as mulheres não devem praticar ásanas. As asanas para dhyana e dharanapadmasana (lótus), siddhasana (perfeita) e viirasana (bravo) – podem ser feitas em qualquer condição.

Fonte: texto baseado no livreto Carya’carya’ Parte 3 (Shrii Shrii Anandamurti), de AnandaMarga

Anúncios

2 Comentários »

  1. […] Leia mais: Yoga – algumas regras para praticar as ásanas « A Simplicidade … […]

    Curtir

    Pingback por Yoga – algumas regras para praticar as ásanas « A Simplicidade … : Link Mundial — outubro 23, 2011 @ 14:10 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: