A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

agosto 12, 2011

Buenos Aires e o Cemitério da Recoleta

Entrada principal do Cemitério da Recoleta

Todos já sabem da paixão que tenho por Buenos Aires, onde já estive quatro vezes. E sempre que viajo para lá vou visitar o Cemitério da Recoleta. Ele fica situado no centro bairro de Recoleta é um dos lugares mais fascinantes da capital Argentina.

Basílica de Nuestra Señora del Pilar

Teias de aranha deixam a escultura ainda mais significativa

Todo a estrutura do cemitério se compõe de ruas, avenidas e até praças! Tem belíssimas estátuas de mármore, túmulos suntuosos e inclusive alguns caixões abertos. Presidentes, atores, militares, gente rica… O túmulo de Evita é, claro, o mais visitado. Na entrada do cemitério distribuem-se mapas. Portanto não será difícil encontrá-lo. Tal como quando estava viva, Evita – a mãe dos pobres – continua rodeada de flashes!

Detalhe de uma das mais belas esculturas

Um conselho: é melhor visitar o cemitério de manhã, já que fecham as portas muito cedo, às seis da tarde. E com certeza você vai ficar no cemitério durante horas, assim é melhor ir com tempo. A entrada é gratuita.

Uma homenagem à maternidade

Mulher em contemplação

Para muitos cemitério é um lugar de tristeza, lembranças… Mas Recoleta é também um lugar para turistas. Em meio a dor de alguns, muitos visitam o cemitério com o intuito de conhecer um pouco mais da história da Argentina: você cruzará com os túmulos de grandes personalidades que atualmente emprestam seus nomes às ruas da cidade: Miguel de Azcuénaga, Hipólito Yrigoyen, Juan Lavalle, Carlos Pellegrini, Honorio Pueyrredón, Domingo Sarmiento… E também, não menos importante, você poderá visitar algumas obras de arte através das esculturas e arquitetura de mausoléus e túmulos – o Recoleta tem mais de 90 abóbadas declaradas Monumento Histórico Nacional!

Desconsolo

Muitos familiares fazem do túmulo um pequeno altar

O Cemitério foi criado em 1822, onde antes ficava a horta do convento da ordem dos padres recoletos (atrás da Basílica de Nuestra Señora del Pilar). Com o fim da ordem, o governador Martín Rodríguez e seu ministro de governo, Bernardino Rivadavia, criaram ali o primeiro cemitério público da cidade, que no início recebia apenas os católicos. No ano de 1863 foi permitido, também, o enterro de praticantes de outras religiões. Em 1881, o cemitério passou por uma remodelação feita pelo arquiteto italiano Juan Antonio Buschiazzo, responsável pela modernização de Buenos Aires naquela década. Suas ruas internas foram pavimentadas, foi feito um muro ao seu redor e um pórtico na entrada com uma fileira dupla de colunas foi construído.

Em muitos túmulos, os caixões ficam assim, expostos

Túmulo de um ex-presidente

Maternidade

O tempo foi passando, obras e mausoléus de estilos Art Noveau, entre outros estilos foram preenchendo o espaço, além construções típicas do século XIX e príncipios do século XX. 

Uma obra que me impressionou muito pela riqueza de detalhes

Como uma pequena cidade onde se misturam as decorações, você pode encontrar lugares santos com abóbadas, revestidos de granito e pedra, assim como paredes cobertas por relevos ondulantes e formas sinuosas imitando a natureza em mármore, e esculturas em posições magníficas, de uma sensualidade fúnebre.

Detalhe de um túmulo

Túmulo da Evita Perón

Como em todos os cemitérios há também alguns túmulos, que pelo abandono, lembram filmes de terror: as portas abertas, vidros quebrados e cobertos por teias de aranha e paredes descascando ao lado de túmulos de mármore bem preservados. E lá vivem muitos gatos que fazem parte da paisagem – moradores vivos do cemitério que ajudam a manter os roedores longe. E eles são tão queridos e essenciais que  são alimentados com ração e ganham casinhas feitas por cuidadores.

Anjo contemplativo

Detalhe do túmulo da família Avellaneda

Não preciso falar que um dos túmulos mais visitados é o da Evita. É um túmulo simples, meio escondido em uma das galerias do cemitério, mas sempre está enfeitado com flores ofertadas por pessoas do mundo inteiro, principalmente depois do filme com Madonna, o qual a levou a ser conhecida também fora da Argentina. No ano passado, quando estive visitando o cemitério e defronte ao túmulo de Evita, tinha uma multidão fotografando e sendo fotografada. De repente surge uma mulher – lenço na cabeça, óculos escuros, uma rosa vermelha nas mãos. Passa pela multidão como se ninguém ali estivesse. Para na frente do túmulo, coloca a mão direita no peito segurando a rosa vermelha. Com a outra mão toca uma das dezenas de placas afixadas no granito. E diz – Gracias hija. Por todo! Essa cena ficou marcada em minha memória. Para parte do povo argentino, Evita é uma espécie de santa.

Anjo em repouso

A donzela e seu cachorro

Fazendo uma oração aos céus

Há visitas guiadas gratuitas, muito recomendadas para quem quer se aprofundar na história de alguns túmulos e em seus simbolismos. São muito interessantes e valem a pena para quem tem um tempinho disponível. As visitas costumam ser faladas em espanhol e em inglês.

Anúncios

5 Comentários »

  1. Que trabalho lindo você nos deu.Fotos lindas.Parabéns!!!!

    Curtir

    Comentário por Irany — agosto 12, 2011 @ 12:18 | Responder

  2. Ai que saudades de lá… Lindas fotos!

    Curtir

    Comentário por Cíntia Sayuri Ono — agosto 12, 2011 @ 14:34 | Responder

  3. Para quem está procurando um lugar com mais tranqüilidade e qualidade vida olha o que eu achei http://www.cemara.com.br/quero-minha-casa-no-campo/

    Curtir

    Comentário por Amanda Mello — agosto 26, 2011 @ 15:12 | Responder

  4. Acabei de chegar de Buenos Aires. Visitei o cemitério da Recoleta, realmente é lindo. Adorei rever todas estas esculturas que voce retratou, são lindas.

    Curtir

    Comentário por Dalva — agosto 20, 2012 @ 22:47 | Responder

    • Oi Dalva.
      Buenos Aires é surpreendente e fantástica. Tão perto da gente e tão diferente ao mesmo tempo. Povo educado, o centro da cidade é “vivo”. Tudo lá me encanta.
      Abrs.
      Augusto

      Curtir

      Comentário por Augusto Martini — agosto 21, 2012 @ 9:27 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: