A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

outubro 26, 2010

Theatro Municipal de São Paulo

Todos os dias quando vou para o trabalho passo em frente ao Theatro Municipal de São Paulo. Quem mora, visita ou está apenas de passagem pela cidade não pode deixar de dar uma olhadinha no famoso “Theatro” Municipal.

 
 
 

Fachada do Theatro Municipal de São Paulo

 

O Teatro Municipal de São Paulo é um dos mais importantes teatros de cidade e um dos cartões postais da capital paulista, tanto por seu estilo arquitetônico semelhante ao dos mais importantes teatros do mundo, e claramente inspirado na Ópera de Paris, como pela sua importância histórica, por ter sido o palco da Semana de Arte Moderna de 1922, o marco inicial do Modernismo no Brasil. Foi construído para atender o desejo da burguesia paulista da época, que enriquecida pelo café queria que a cidade estivesse à altura dos grande centros culturais da época, assim como promover a ópera e o concerto. Abriga atualmente a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Experimental de Repertório, Coral Lírico, o Coral Paulistano e o Ballet da cidade de São Paulo.

 

 
 

Vista interna do Teatro

 

 

Lateral do Theatro Municipal

Estando próximo de completar 100 anos, o Teatro Municipal de São Paulo é considerado um dos palcos de maior respeito no país, tendo abrigado apresentações dramáticas e óperas de grandes nomes nacionais e internacionais. Passa por uma novo restauro que será feito na fachada, Salão Nobre, além da reconstituição do Bar da Diana, através da restauração total das pinturas parietais e de teto, devolvendo a este espaço as características da época da inauguração em 1911. Deverá ser reinaugurado o ano que vem, em comemoração aos 100 anos de existência.

Um pouco mais da história do Theatro Municipal de São Paulo

Detalhe do Theatro Municipal

Sabe aquela coisa de querer construir algo diferente e incrível, uma obra para estar entre as melhores do mundo? Pois desde 1895 o sonho de ter uma maravilhosa casa teatral em São Paulo já passava pela cabeça das pessoas mais ricas da época.

Com a aprovação da Câmara Municipal em 1903, o prefeito Antônio Prado deu carta branca para o início das obras do Theatro Municipal de São Paulo em um terreno desapropriado no Morro do Chá.

Detalhe de luminária do Teatro

O arquiteto Francisco Ramos de Azevedo e sua equipe aceitaram o desafio e durante nove anos seguidos trabalharam na construção do teatro, que foi inaugurado no dia 12 de setembro de 1911. Eles só não contavam com um pequeno problema.

O Theatro Municipal de São Paulo foi criado especialmente para abrigar óperas, que eram uma verdadeira mania do início do século. Por isso, no dia da inauguração, com a casa cheia, o palco novinho em folha ia receber uma versão da ópera Hamlet, grande clássico do dramaturgo inglês William Shakespeare.

O que ninguém esperava é que alguns artistas brasileiros iriam aprontar o maior fuzuê. E sabem por quê? Porque faziam questão de que o primeiro espetáculo do Theatro Municipal fosse privilégio da ópera O Guarani, do brasileiro Carlos Gomes.

Para agradar a todos, a programação acabou se atrasando para incluir a ópera brasileira, e a apresentação durou até a madrugada do dia seguinte! Um verdadeiro deslumbre!

Em 1953, o Theatro Municipal de São Paulo passou por uma grande reforma. Isso porque poucas pessoas podiam pagar os requintes da casa, que tentava trazer os principais destaques da arte européia e norte-americana. A modernização ficou a cargo do arquiteto Tito Raucht, que diminui o número de camarotes e aumentou o espaço para as cadeiras, bem mais baratas para o bolso da população em geral.

Outra reforma foi feita em 1986, desta vez sob a responsabilidade do Patrimônio Histórico do Município, e se estendeu até 1991. Tanto a decoração interna quanto a externa foram restauradas, e modernos equipamentos de palco foram instalados. Atualmente o prédio passa por outra restauração, essa mais séria, para comemorar os 100 anos do teatro.

O Theatro Municipal de São Paulo é tão grande e possui uma história tão rica, que em 11 de outubro de 1983 inauguraram um museu só para ele, nas dependências do mesmo prédio.

Detalhe dos adornos externos do teto

A principal função do museu é mostrar objetos, documentos, gravações e reportagens que tenham sido importantes na história do Theatro. É um banco de dados da história tanto artística quanto social dessa casa de espetáculos tão especial.

Para quem precisar fazer uma pesquisa escolar, etc., o Museu do Theatro Municipal de São Paulo tem bastante documentos para consulta pública, mantendo também uma biblioteca com fotos e vídeos.

6 Comentários »

  1. Obrigada Augusto por trazer as doces lembranças da minha juventude!

    Foi uma única vez, outras virão, agora com novos olhares das belezas que contrastam com a dura realidade de São Paulo.

    Curtir

    Comentário por Solange — outubro 26, 2010 @ 13:43 | Responder

  2. […] hoje eu vi no blog do Augusto um post sobre o Teatro Municipal de São Paulo, onde ele fala não só da admiração dele ao […]

    Curtir

    Pingback por O Teatro Municipal « Blog da Reforma — outubro 27, 2010 @ 0:21 | Responder

  3. A cidade de São Paulo aos poucos está resgatando sua história ao restaurar edificações antigas que marcaram períodos importantes da cidade dentre as restaurações também pode-se registrar a que foi realizada no Palácio das Indústrias que ficou abandonado por um bom tempo.
    Para conhecer um pouco do Palácio das Indústrias:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%A1cio_das_Ind%C3%BAstrias
    Que atualmente abriga o Museu Catavento:
    Desde o dia 27 de março de 2009 o edifício abriga o Museu Catavento, um museu dedicado às ciências, para conhecer visite o site
    http://www.cataventocultural.org.br/home.asp
    Acredito também que chegará um tempo em que a cidade de São Paulo, tal e qual acontece na França, misture estilos (modernos e clássicos), como aquela bela Pirâmide do Louvre. O Moderno de hoje será a História do Futuro.

    Curtir

    Comentário por Emília — outubro 27, 2010 @ 12:19 | Responder

  4. Oi meu anjo… já passei várias vezes na frente do teatro mas, nunca tive oportunidade de entrar… conhecer essa maravilhosa arquitetura, esse espaço importante e tão rico é meu sonho de consumo.
    Como sempre digo, vc me proporciona momentos lindos em q posso sair daqui e viajar sem fronteiras… Espero que a cidade valorize cd vez mais o q tem de belo e antigo e jamais permita perder-se no tempo, um passado tão importante e lindo.
    Como diz a música…. Ah se todos fossem iguais a você… mas acredito q, cm vc, se cd um plantar sua semente, lá na frente, vamos colher os frutos bons. Repasso sempre seus textos para que minhas filhas leiam e valorizem, aprendam e se interessem cd vez mais pelo saber.
    Mtos bjs em seu coração… obrigada mais uma vez!

    Curtir

    Comentário por Ivana — outubro 27, 2010 @ 17:26 | Responder

  5. Obrigada pois me ajudou no meu trabalho 😉

    Curtir

    Comentário por Bruninhaa — setembro 19, 2011 @ 17:58 | Responder

  6. me ajudou bastante no meu trabalho !!!!! obrigado

    Curtir

    Comentário por Thayná Valente — junho 17, 2012 @ 0:07 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Pensieri Parole e Poesie

Sono una donna libera. Nel mio blog farete un viaggio lungo e profondo nei pensieri della mente del cuore e dell anima.

DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

Escrito por PROF RAFAEL PORCARI, compartilhando sobre futebol, política, administração, educação, comportamento, sociedade, fotografia e religião.

Saia de viagem

Em frente, sempre.

Mulher Moderna

Fazendo de tudo um pouco.

Memórias de Tereza

Um blog de memórias, recordações e lembranças familiares

Blog da Reforma

Um dia esta reforma acaba!

%d blogueiros gostam disto: