A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

agosto 8, 2010

BRASIL – o primeiro debate presidencial 2010

Um debate “maçante” e “previsível”, segundo a imprensa local, abriu quinta-feira, dia 05 de agosto, o início da corrida para a sucessão de Lula da Silva como presidente do Brasil. Os principais candidatos, Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB) defenderam uma reforma que suavize a carga tributária e que reduza a carga fiscal e incentive o investimento, mas se esquivaram de temas controversos, com medo de um tropeço inicial. 

Debate dos presidenciáveis - rede Bandeirantes de Televisão

 

 

Mesmo que no debate tenham participado quatro candidatos dos nove existentes, o duelo foi entre Dilma (41% de intenções de voto, segundo as pequisas) e Serra (31%). A ecologista Marina Silva lutou em vão para se fazer notar. E Plínio de Arruda Sampaio, candidato do PSOL, uma divisão da esquerda petista, divertiu os telespectadores com suas propostas de ruptura do sistema, amparado em seus 80 anos e em sua quase nula possibilidade de vitória. 

Segundo os analistas, não houve um vencedor no debate, que foi pouco assistido devido a uma partida de futebol da Copa Libertadores, e também porque a ex guerrilheira Rousseff, escolhida por Lula, e Serra, o ex governador de São Paulo, deixaram de lado temas espinhosos como o aborto, o matrimônio homossexual, a liberdade de imprensa, a relação do PT com a guerrilha colombiana das FARC ou a política exterior de Lula, acusado de benevolência com os ditadores que estão hoje no poder. 

As questões fundamentais do debate foram mornas, como a apresentação de Dilma Rousseff, que pareceu inexperiente e com um visível nervosismo, com hesitação, com fala suave, repetições e suor no rosto. Ao contrário, Serra, macaco velho de palanque, que já disputou dezenas de eleições legislativas ou locais, dominou tudo, sentindo-se como o tal. 

Se não houve duelo, houve golpes de espada. A candidata de Lula tentou dizer que Serra compara-se aos feitos dos últimos anos de governo com os oitos anos de seu correligionário, Fernando Henrique Cardoso. “Eu não sou alguém que gosta de usar o espelho retrovisor. Prefiro olhar para o futuro do Brasil, que quer melhorar”, respondeu rapidamente Serra, que salientou que, apesar dos progressos, aeroportos e portos estão quebrados, e que as estradas são uma roleta russa para os motoristas. Como ainda o tema foi salientado por Dilma Rousseff que mais uma vez tentou comparar os dois governos, Serra disse: “É engraçado, porque o seu assessor atual, Antonio Palocci, quando era ministro da Economia de Lula, não fez nada além de elogios para a política econômica de seu antecessor Fernando Henrique Cardoso, a qual seguiu rigorosamente”. 

Em um dos comentários de Plínio, ele citou Serra como sendo hipocondríaco, dizendo que o mesmo só sabe falar sobre saúde. 

O debate revelou que a campanha vai se concentrar em três temas principais: saúde, educação e segurança pública e defesa dos três tipos do capitalismo: o Estado, defendida por Dilma como “mãe dos brasileiros mais pobres” e um mais liberal, defendido por Serra, com menos Estado e mais força do negócio. 

Dilma Rousseff, apesar de sua inexperiência, tem a vantagem porque, apesar de seu discurso técnico estar a anos luz de distância da linguagem direta e emocional de Lula, é apresentada por ele como a sucessora do presidente, que diz que o seu voto é pela continuidade e que votará nela.

Anúncios

5 Comentários »

  1. Afinal o que é a política no Brasil? Será que a base da política brasileira é promessas e mais promessas? Será que a mentalidade política é: se não tiver gente na miséria, desempregada, professores com baixos salários, sistema de saúde sucateado, enchentes, etc., vou prometer o quê? Logo é melhor que tudo permaneça como está. Outra coisa inadmissível quando o vencedor assume seu cargo e passa no mínimo um ano criticando a administração anterior. Será que antes de ser candidato “a criatura” não procurou saber do abacaxi que ia ter que descascar? Entretanto Lula superou os demais e passados oito anos na presidência, continua reclamando de seu antecessor. Todo mundo diz que o debate foi morno, os candidatos estavam educadinhos, ninguém atacou ninguém…não teve um “barraco” sequer. Sinal de que as campanhas ficaram mais caras, agora cada candidato tem seu assessor de imagem e cada candidato segue um roteiro estabelecido. Campanha Eleitoral no Brasil é sinônimo de: Mais do Mesmo!!!

    Curtir

    Comentário por Emília — agosto 9, 2010 @ 13:24 | Responder

  2. Nossa to passada de ver este debate e sem conseguir entender como esta senhora DILMA esta na liderança das pesquisas …. simplismente inexperiente , insensata e ridícula … so sabe falar do presidente , lula , e referindo-se aos feitos dele ( que são mais ilusórios do que reais )como DELES …. e não tem o que falar da pessoa fisica dela que nunca fez nada a não ser brigar brigar e dizer que é assim que uma mãe deve fazer….. ate mesmo as leis estão querendo proibir as palmadas canditada ainda mais entre adultos e pessoas civilizadas … PELO AMOR DE DEUS POVO BRASILEIRO ACORDEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE E VAMOS REPENSAR ESTA INTENÇÃO DE VOTO …. ela não tem condição de governar nem a casa dela …. ACORDAAAAAAAAAAAAAAAA BRASIL …

    Curtir

    Comentário por anita — agosto 11, 2010 @ 14:55 | Responder

  3. Sou uma jovem brasileira que esta estudando no exterir neste exato momento. Mas que como cidadã brasileira e com volta marcada para o Brasil no final deste ano, me interesso e quero o melhor para meu país. Assirtir a esse debate me fez perceber claramente que nehum dos candidatos esta claramente pronto para defender os ideais de um povo que necessita muito mais do que palavras e promessas.
    Com certeza os tres pilares: Educação, Segurança e Saude, são completamente importantes para o bom funcionamento de qualquer pais. E a partir destres pontos, coloco minha opinião em relação aos quatro canditados presente no debate:
    a)Candidato Plinio de Arruda: Ele declarou, seguindo a mainstream do do seu partido, de que que a Desigaulade é a fonte de todos os problemas, mas se atacada de forma radial será a solução de todos eles. De fato me pergunto, para quem essa radical mudança será benéfica? Mudar a estrutura de uma país que vem crescendo é jogar tudo que foi conquistado na lara do lixo.
    b)Canditada Marina Silva: Em duas respostas diferentes, ela suegre o aumento do repasse dos impostos à Sáude e à Educação. Segue minha questão: aumentar o repasse fará com que a qualidade do ensino e da educação melhore? Temos muitos recursos para esses dois setores, isto é fato. O que falta é o gerenciamento destes recursos, em outras palavras, é preciso que o Ministério da Educação e o Ministério da Saúde se unam as respectivas Secretárias Estaduais para que o montande de dinheiro destinado a esses setores fundamentais da economia sejam devidademente e corretamente alocados, gerando desenvolvimentos nos mesmos.
    c)Candita Dilma Rousseff: Ficou claro seu nervosismo, mas acredito que isto não seja grande problema. Não gosto de comparações com intuito provocativos utilizado pela candidata. Acredito que o que promove um debate é opinião, o conocerda e o não concordar, mas não a provocação. A canditada não falou em saúde atingindo os “multirões” de José Serra, falou de investimento usando a dívida externa do Governo FHC, entre outras provocações. Onde esta as suas propostas? Deu enfâse a educação, mas somente ao ensino técnico, e a educação básica? Aquela educação básica que forma melhores cidadãos?
    d) Candidato José Serra: De fato o mais preparado para o Debate. Para o Debate…não para a Presidência (se julgarmos as eleições somente pelo Debate da Rede Bandeirantes de Televisão). Respondeu as questãoes claramente, mas acredito que sem soluções efetivamente claras em realação aos probelasm brasileiros. Também dá enfâse ao ensito técnico no que se refere a Educação, se esquecendo do Ensino Básico. Falou de saúde citando a diminução de cirurgias como Varizes e Cataras. Mas não tocou em assunto como prevenção a doenças ou controle e soluçãos das filas de esperas. Resumidamente, Serra procura gerenciar os problemas do Brasil, mas sem a priorização e o esclarecimentos das devidas soluções.

    O que eu espero ver nos próximos debates é a opinião dos candidatos em relação a Classe Trabalhadora e a Classe Média que creceu e se fortaleceu nos últimos anos. Como o pequeno e médio empresário poderá gerar mais emprego e mais renda com os impostos altíssimos que continuamos a ter. Como o trabalhador que teve seu salário mínimo em termos reais aumentado, terá condisções monetárias de sobrevivência e dignidade? Quais propostas irão fazer com que continuemos crescendo e valorizando o produto brasileiro? Enfim, quero ver soluções mais claras em relação a Educação Básica e a redução dos impostos e juros.

    Curtir

    Comentário por Karina — agosto 19, 2010 @ 5:55 | Responder

    • Oi Karina.
      Gostei muito de ler o que você postou em meu blog. Agradeço sua visita!
      Abraços
      Augusto

      Curtir

      Comentário por augustomartini — agosto 19, 2010 @ 21:52 | Responder

  4. Debate na web: legal, falta agora candidatos e assessores entrarem no século 21.Hoje foi um dia especial. O #debateFolhaUOL entrou no ranking do twitter mundial. A transmissão pela web foi de uma qualidade excepcional (confira os comentários no meu twitter). O Blog do Tas participou da transmissão. Os internautas puderam participar pela primeira vez de um debate com os candidatos a presidente do Brasil. E os pontos positivos terminam aí.Se a forma é ousada, me desculpem os ilustres Dilma, Marina e Serra, os candidatos são do século passado. Ou, pelo menos, suas assessorias são. Criaram regras inflexíveis e medrosas que impedem que o eleitor mais interessado possa ter algum tipo de atração por conversa tão controlada.Sem dúvida, a grande contribuição do #debateFolhaUOL, tag que figurou no ranking do Twitter mundial nesta tarde histórica, foi a participação do público fazendo perguntas aos candidatos. Veio dali a novidade que nos lembrou que somos nós, a sociedade, o principal interessado nessa disputa. Há muito, as TVs viram seus debates serem engessados por regras cada vez restritas que transformaram o debate num jogo de xadres morno que só interessa aos próprios candidatos, seus partidos e a jornalistas.A internet, com sua arquitetura líquida, flexível e transparente deveria inspirar a política brasileira. Mas esta se recusa à conversão digital. Não nega seu DNA rígido, controlador e originária dos currais eletrônicos, como os maraenhenses, por exemplo. Digna de nota, a participação do candidato Plinio de Arruda Sampaio, que alijado do debate cibernético, abriu um link numa twitcam e entrou comentando abertamente, em tempo real, retrucando seus oponentes como um autêntico hacker da terceira idade. Boa, Plínio!Queridos Serra, Marina e Dilma: vejam como foi a campanha eleitoral norte-americana ou na Inglaterra e entendam de uma vez por todas que o público está interessado em conhecer vocês do jeito que vocês são. Lá, os candidatos são obrigados a abrir até mesmo sua vida pessoal para que o eleitor possa vascular cada milímetro do seu passado. Lá, ao contrário daqui, eles vão até os programas de humor porque entendem que a lente dos comediantes podem iluminar e aproximar as candidaturas do eleitor. Aqui, ao contrário, eles fogem e o TSE censura a participação dos humoristas. Enfim, meus caros candidatos, espero que vocês entendam que o eleitor, que cada dia se aprimora (pelo menos este é meu pensamento e torcida) quer vê-los do jeito que vocês são e não do jeito que os seus “dudas mendonças” querem que a gente engula vocês.Digo isso com o maior respeito e consideração. Nunca antes na história desse país tivemos candidatos de nível tão alto. Infelizmente, nunca antes na história desse país tivemos candidatos- ou suas assessorias- tão medrosas quanto à livre expressão.Viva a liberdade, viva a democracia, viva o Brasil!Escrito por Marcelo Tas às 17h27 – em 18/08/2010.

    Curtir

    Comentário por Emília — agosto 19, 2010 @ 12:38 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: