A Simplicidade das Coisas — Augusto Martini

maio 3, 2010

Viagem ao Chile… post 5

23/11/2007 – sexta-feira

Viña del Mar possui aproximadamente 800.000 habitantes e, embora tenha muita beleza, muitos edifícios bonitos, a contradição social pode ser vista em seus “cerros” – casas e mais casas penduradas pelos morros…

Mas qu se registrar que há poucos mendigos, e moradores de rua. E ninguém te pede nada. É impressionante! E dormem em lençóis limpos. E lêm livros!

Em um ponto d cidade que passamos ontem, encontramos as primeiras barraquinhas de camelôs. Vimos pouquíssimas motos nas ruas. Idem para as bicicletas!

Cartaz sobre a violência contra a mulher - metrô de Santiago

Hoje foi um dia agitado – pela manhã, participei  da mesa-redonda “Arquivos e Memória” e no período da tarde era minha comunicação. Por isso almocei sozinho, no centro, para que pudesse me organizar para minha “ponencia”. Comi em um restaurante e segui mais uma sugestão do Christian (o cara dos vinhos): experimentei a Reineta a la plancha com os agregados: arroz, purê e ensalada. Reineta é um pescado típico do Chile, muito saboroso, lembra um pouco a merluza. O prato veio acompanhado com vinho branco.

minha comunicação, nos reunimos no saguão do hotel-sede do Congresso e foi uma loucura! Alguns colegas queriam saber o que já tínhamos feito e em qual hotel eu ficaria em Santiago. Acabei reservando para alguns colegas o Hotel España em Santiago. Creio que deveria ganhar um desconto em minhas diárias! O legal é que a Rose e o Carlos resolveram ir para Santiago no sábado também.

Virgem, na Catedral de Santiago

Após esse vuco-vuco, saímos à tardezinha e agregou-se a nós mais uma pessoa, o Ana Sueli – e não é travesti, apesar do nome – ela é de Brasília.  Fomos andar, comprar e experimentar as frutas, principalmente as cerejas que são deliciosas! Aproveitamos para degustar o pastel de choclo. Mas, o que é o pastel de choclo? É um pastel de milho, que não tem nada a ver com o nosso pastel; lá vem em uma cumbuca de barro e leva: frango desfiado, carne, azeitona, tempero e por cima é colocada uma massa à base de milho. Depois disso tudo é levado ao forno para assar! Come-se com garfo e faca.

Área central de Santiago

Este dia foi o único que saí à noite em Viña.  Fomos jantar em um Restaurante chique, no formato de um navio, super decorado e à luz de velas! Detalhe: “a carta” das mulheres vem sem preço, somente a dos cavalheiros vem com o preço! Sociedade super machista! A Ana disse ao garçom que teria que pagar a conta dela e não o cavalheiro ao lado (eu). Então pediu a gentileza que fornecesse “uma carta” com preços para ter noção do que poderia… Foi cômico. Ele respondeu: Não o cavalheiro ao tu lado que pagas! Bem, para o bem do meu bolso, ela acabou convencendo o garçom. Comeu um salmão grelhado com alcaparras e creme de espinafre, acompanhado com um estupendo Vinho Branco… Começávamos a nos despedir de Viña…

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Obrigado por assinar o meu blog! Espero que goste!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: